PROPAGANDA

[ASPIRANTES] Paraná Clube vence Vila Nova e conquista a primeira vitória na competição


Paraná Clube venceu o Vila Nova na tarde deste domingo (8) pelo placar de 3 a 1, na Vila Capanema, em confronto válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro de Aspirantes de 2020. Com o triunfo diante os goianos, a equipe do Paraná Clube conquistou a primeira vitória na competição e ainda mantém vivo o sonho da classificação à segunda fase. Já o Vila Nova sofreu a primeira derrota na competição.
 

#CATEGORIA DE BASE

Por @rafaelbuiar 

PRÉ-JOGO:  O Tricolor da Vila Capanema chegou para este confronto em busca da primeira vitória, para ainda acreditar na sequência da competição, já que restam duas rodadas para o fim da primeira fase. Por isso, o triunfo diante a equipe goiana é necessária para ainda colocar esperança na trajetória do Paraná Clube. Na rodada anterior, os meninos da Vila Capanema perderam para o Coritiba, no placar de 2 a 1. Já o Vila Nova está em um momento de ascensão na competição, pois ainda não sabe o que é perder no certame e está na terceira posição na tábua de classificação do grupo B, com duas vitórias seguidas. Na rodada anterior, a equipe do Vila Nova venceu o CRB por 2 a 0. Um triunfo a favor do Vila Nova praticamente o credencia à segunda fase. 

O JOGO - Os primeiros minutos do confronto foram de um Paraná Clube com mais volume de jogo, tentando propor o jogo e marcando presença no campo de ataque, mas de forma estéril. O motivo de não agredir o goleiro do Vila Nova foi a forte marcação da equipe goiana, que se mostrou bem posicionado o sistema defensivo. Quando o Tigre teve a bola no pé, atacou pelos flancos. Mas sem oportunidade de agredir o goleiro Filipe.  A primeira oportunidade de gol na partida aconteceu aos 16’, em lance de bola parada. Nikolas cobrou na lateral da área e quase surpreendeu o arqueiro paranista. 

Mas o escrete paranista não titubeou e cinco minutos depois abriu o placar na Vila Capanema. A trama do gol foi a parceria entre Kriguer e Lucas Sene. O camisa 8 foi o elemento surpresa pelo meio e recebeu passe certeiro de Lucas Sene, que viu o seu companheiro livre e arrematar no fundo gol. Na sequência, a equipe do Vila Nova fez alteração devido a lesão de Edson, que saiu para a entrada de Gustavinho. O troca-troca fez com que o time do Vila Nova ficasse mais ofensivo, deixando aberto o embate, com 28’. 

Aos 34’, Gustavinho recebeu falta dentro da área, após erro na saída de bola do sistema defensivo do Paraná Clube. O lance gerou polêmica, pois o assistente Heitor assinalou que o lance havia acontecido fora da área. Mas o árbitro João Paulo chamou a responsabilidade para ele e o João Pedro cobrou e converteu a penalidade, empatando a partida aos 36’ da etapa inicial. Mas o ritmo do Paraná Clube continuou mesmo com o gol sofrido. Não deu outra, aos 43’ Léo Pettenon deixou o Tricolor da Vila novamente na frente, após cruzamento do escanteio de Castanha e do bate-rebate dentro da área. Após o segundo gol paranista, o embate seguiu até os 46’ e com o placar de 2 a 1.

No retorno à etapa complementar, as duas equipes voltaram à campo com os mesmos jogadores que terminaram a etapa inicial. Porém, diferente do primeiro tempo, já que o duelo iniciou travado no meio de campo. Mas, por outro lado, o escrete do Paraná Clube teve mais posse de bola. O que não impediu que o Vila Nova atacasse em contra-ataque o Tricolor da Vila Capanema. Mas o folego já não era o mesmo da etapa anterior. Por isso, aos 23’ o treinador Jorge Ferreira realizou algumas alterações para dar mais gás à equipe paranista. 

O troca-troca deu resultado para o time da casa, que aos 28’ teve uma triangulação pelo lado direito com Kesllen, Lucas Sene e a finalização de Castanha, que acabou acertando o travessão e quase ampliou o placar na Vila Capanema. Além disso, ajudou a equipe ter mais posse de bola no campo de ataque, o que proporcionou pouco arremate da equipe do Vila Nova à meta do goleiro Filipe. Por isso, não demorou muito para o terceiro gol do Paraná Clube acontecer. Após insistência de arremates de fora da área de Kriguer, que foi travado, Brayan acertou do meio da rua e surpreendeu o goleiro Heitor aos 39’ da etapa final, deixando o placar em 3 a 1. Depois do terceiro gol, o escrete paranista manteve a dinâmica de boa parte da etapa final, que foi a troca de passes, segurando o jogo até os 51’.

DESTAQUES: No lado do Paraná Clube, Lucas Sene foi um papel fundamental para o sistema do treinador Jorge Ferreira. Além de ter a participação direta no primeiro gol, após assistência para o companheiro Kriguer abrir o placar, o camisa 10 da equipe paranista conseguiu articular bem o sistema de meio de campo. No lado do Vila Nova, Gustavinho colocou gás na partida após da entrada no meio do primeiro tempo, sofreu pênalti e foi um dos mais acionados pelos flancos, procurando impor as jogadas de contra-ataque. 

PARANÁ CLUBE – No lado do tricolor da Vila, o meio de campo foi mais presente com a posse de bola, mas em muitos momentos encontrou dificuldades em furar o sistema defensivo do time goiano. Por isso, trocou bastantes passes e inverteu constantemente as jogadas, utilizando os flancos. 

VILA NOVA – O sistema defensivo do Tigre é um dos pontos positivo da equipe, pois dificultou bastante a criação e a saída de bola da equipe do Paraná Clube. Mas foi surpreendido no primeiro tempo em dois lances que pegou desprevenido o sistema defensivo. Em um contexto geral, o sistema da equipe do Vila Nova é essencial para as jogadas de contra-ataque.

PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Paraná Clube irá desafiar o Paysandy na próxima sexta-feira (13), no Estádio Durival Brito e Silva, em Curitiba. Já o escrete do Vila Nova irá jogar na quinta-feira (12) no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, contra o Corinthians. Ambos os duelos serão realizados às 15 horas. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

PARANÁ CLUBE: 1 Filipe; 2 Paranhos, 3 Léo Pettennon, 4 Guilherme e 6 Brayan; 5 Gabriel Kazu, 8 Kriguer, 7 Castanha (19 Mikael) e 10 Lucas Sene; 11 Anderson (17 Kesllen) e 9 Luis Felipe (18 Huelbert). Tec. Jorge Ferreira 

VILA NOVA: 1 Heitor; 2 Fabricio (14 Bellutti), 3 Luizão, 4 Danrlei e 6 Nikolas; 5 Eder (13 Otávio), 8 Edson (20 Gustavinho), 10 João Pedro e 7 Gaucho (17 Anderson); 11 Rui e 9 Philipe (16 Matheus). Tec. Higo Magalhães Batista. 

FICHA TÉCNICA – PARANÁ CLUBE X VILA NOVAXXXXXXXXXX 

GOLS: Kriguer aos 21’ do 1ª tempo, Léo Pettenon aos 42’ do 1ª tempo e Brayan aos 39’ do 2º tempo (Paraná Clube) | João Pedro aos 36’ do 1º tempo (Vila Nova)

CA: Castanha, Guilherme (Paraná Clube) | Nikolas (Vila Nova)

ÁRBITRO: João Paulo Romano Queiroz

ASSISTENTES: Heitor Alex Eurich (1) e Roberto Rivelino (2)

LOCAL: Estádio Vila Capanema, em Curitiba. 

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap


No comments

Powered by Blogger.