PROPAGANDA

[BR SUB20] Com muita intensidade o Furacão vence Atlético-MG, emplaca sua quarta vitória seguida e dorme na liderança

Na tarde deste domingo (18), o Athletico desafiou no CAT do Caju, em Curitiba, o Atlético-MG e emplacou sua quarta vitória seguida na competição. O duelo foi válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20. O resultado de 2 a 0 foi construído todo no primeiro tempo, período em que o Furacão teve uma defesa segura, um meio campo criativo e boas peças ofensivas sendo regidas por Reinaldo. Os gols do rubro-negro foram de Luan Patrick após conversão de pênalti e de João Pedro.

 

#CATEGORIA DE BASE

Por Lúcio Cesar

PRÉ-JOGO- O Athletico chegou para este duelo com um excelente resultado após um triunfo de 5 a 0 sobre a equipe do Goiás. O Furacão entrou em campo na terceira colocação no campeonato, com 12 pontos somados. Além disso, o melhor ataque da competição. Atributos que definem como o melhor início de campeonato da equipe na competição. Já o Atlético-MG também chegou com uma vitória na última rodada, após triunfo contra a equipe do Grêmio e na oitava colocação, com 10 pontos somados. A equipe mineira entrou com a perspectiva de buscar se firmar entre os lideres, após um início com quatro empates seguidos no certame. As duas equipes se enfrentaram apenas uma vez na competição e a partida terminou com o empate de 1 a 1. 

O JOGO – Se existe uma palavra para definir este jogo ela se chama intensidade, pois os primeiros minutos foram disputados e as duas equipes rodando a bola. Porém, o escrete do Furacão usou de seu domínio para se impor durante todo o tempo. A intensidade imposta pelo Athletico deu resultado pela primeira vez aos 16’, após bela jogada individual de Jajá e que parou com o atacante atleticano sendo derrubado dentro da área por Mikael. Na penalidade, Luan Patrick converteu com segurança tirando o zero do placar. 

Após o primeiro gol da equipe paranaense, o Atlético-MG não conseguiu se impor em campo e cometeu falhas. Tanto no setor, ofensivos quanto defensivo. Não deu outra, o Athletico aproveitou ainda mais da instabilidade do time mineiro e buscou frequentemente o ataque, principalmente pela ponta direita com Reinaldo. A pressão resultou em mais um gol, dessa vez com João Pedro aos 38’, próximo a meia lua da área o meio campo atleticano finalizou e contou com um desvio no meio do caminho para ampliar o placar, nos minutos finais da primeira etapa. 

Para a segunda etapa, o ritmo do Furacão diminuiu e a marcação já não aconteceu com tanta pressão. O resultado disso fez com que o Galo conseguisse ficar um pouco mais com a posse de bola. Mesmo assim, a equipe mineira pouco conseguiu fazer quando teve a bola, pois a zaga do Athletico esteve bem postada e compacta, o que obrigava com que os mineiros finalizassem de longa distância. Às vezes, Leonardo Link protegeu quando foi em direção a sua meta, com grandes defesas. Além da desvantagem no placar e a pouca eficiência no ataque, o Galo ainda viu o seu goleiro precisar ser substituído lesionado aos 18’. 

Este foi o ritmo do segundo tempo, com o Athletico rodando bem a bola e mantendo a precisão nos toques e as poucas oportunidades da equipe mineira pararam em Leonardo Link ou na trave. O que ajudou a decretar o placar final em 2 a 0 para o Athletico frente ao Atlético-MG e dormir na liderança da tábua de classificação do certame, pois o Corinthians irá jogar apenas na segunda-feira (19). 

DESTAQUES: No Athletico os jogadores em destaque ficam com João Vialle e Gabriel Fornari, muito seguros defensivamente e ótimo no posicionamento, anulando os ataques do adversário. No ataque, Reinaldo comandou as ações ofensivas, muito rápido e consciente de suas ações que em sua maioria criavam situações de perigo ao goleiro adversário. Já na equipe do Atlético-MG, Iago foi o único destaque dos mineiros, pois foi responsável pelas poucas investidas no ataque da equipe e contou com uma finalização na trave. 

Athletico: No lado rubro-negro o destaque foi o ponta direita Reinaldo, pois foi o grande responsável pelas jogadas ofensivas da equipe e deu muita dor de cabeça para a zaga adversária. O Athletico como um todo fez um excelente jogo, seguro e bem postado defensivamente juntamente com boas investidas ofensivas. 

Atlético-MG: A equipe mineira teve uma apresentação tímida em Curitiba nesta tarde de domingo, cometeu erros defensivos e foi pouco efetivo no ataque; Se teve um nome que merece destaque no Galo é Iago, o camisa 7 mineiro foi o mais ousado e que mais buscou jogadas ofensivas pelo seu clube. 

PRÓXIMA PARTIDA: A equipe do Athletico após dois jogos em seu domínio irá para o Rio de janeiro enfrentar o Botafogo no sábado (24) às 15 horas. Já o escrete do Atlético-MG irá enfrentar a Chapecoense em casa, no domingo (25) às 20h30. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

ATHLETICO: 1 Leonardo Linick; 2 Ataíde, 3 João Vialle, 4 Gabriel e 6 Raimar (23 João Victor); 5 Luan Patrick, 8 Ramon (22 Matheus Rampom), 10 Jajá (17 Romulo Cardoso) e 7 Reinaldo (16 William Jesus); 11 João Pedro (18 Dudu) e 9 Julimar (16 John Mercado). Tec. Rafael Gunaes. 

ATLÉTICO-MG: 1 Jean (12 Gabriel Delfim); 2 Thalison, 3 Guilherme, 4 Micael e 6 Kevin; 5 Wesley, 8 Luis Eduardo (15 Rubens), 7 Iago (14 Hiago Ribeiro) e 10 Júlio Cesar (20 Carlos Daniel); 11 Echaporã (19 Luciano) e 9 Giovani (18 Pedro Henrique). Tec. Marcos Valardes.

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 2 X 0 ATLÉTICO-MG XXXXXXXXX 

GOLS: Luan Patrick 16’ do 1º tempo e João Pedro 38’ doo 1º tempo (Athletico)

CA: Luan Patrick e Vialle (Athletico) e Kevin, Echaporã, Giovani e Luis Eduardo (Atlético-MG);

ÁRBITRO: Cristian Eduardo Gorski da Luz;

ASSISTENTES: João Fabio Machado Brischiliari (1) e Andrey Luiz de Freitas (2);

LOCAL: CAT do Caju, em Curitiba. 

APOIE O PROJETO DRAP - Queremos dar voz para o futebol marginalizado e mostrar a transformação que este esporte é capaz, em diversas atmosferas – amador, base e feminino. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse; - http://catarse.me/drap



No comments

Powered by Blogger.