PROPAGANDA

[AMADOR CWB] Em busca de novas glórias, União Ahú completa 82 anos de fundação

O escrete do União Ahú completa neste domingo (25) 82 anos de fundação. Clube que participou e foi um dos pilares na origem da criação da Suburbana, hoje busca retornar à elite do futebol amador de Curitiba e repetir as glórias do passado, como a conquista da Série A da Suburbana em 1958. Confira algumas histórias e curiosidades do Tricolor do Estribo do Ahú da zona norte de Curitiba.

 

#FUTEBOL AMADOR

Por @rafaelbuiar 

A equipe do União Ahú Futebol Clube, fundada em 25 de outubro de 1938, completa 82 anos neste domingo. Equipe localizada na região norte de Curitiba e que possui o Estádio Ricardo Halick, antes denominado de Estádio Everaldo Silva. A transição do nome aconteceu devido o falecimento do Ricardo Halick, em 1990. Mas o estádio pertence ao União Ahú desde 1965, sendo essa a quarta casa do Tricolor do Estribo do Ahú. Além disso, a equipe do União Ahú foi uma das responsáveis pela criação da Suburbana, em 1941. Em mais de oito décadas, o time do União Ahú disputou a Série A da Suburbana 30 vezes, sendo campeão apenas uma vez, em 1958.


O time da única conquista na Série A do União Ahú foi composto por Pardais; Gavião e Furquim; Afonso, Milton e Cunhado; Lineu, Binho, Deda, Adir e Amadeu (Zito e Chila). Neste perído, a região teve o clássico União Ahú e Operário Ahú, que agitou por um tempo a região norte de Curitiba. Já na Série B foram 34 participações, com um título também, em 1984. O time campeão foi Airton; Amailton, Mano, Rubinho, Adonis, Cabral, Marmita, Renato, Sérgio, Pedrinho e Celsinho, com os suplentes Gerson, Pelé, Renatinho, Ernesto, Altair, Rogério e Dirceu. 

Ao todo, foram 64 participações na Suburbana, com seis licenciamentos e que resultou em 14 anos ausente do cenário do amador de Curitiba. Em relação aos outros certames que a FPF organiza, o União participou duas vezes na Taça Paraná e cinco vezes na Copinha, sendo a última em 2019. Atualmente a equipe do União Ahú está na Série B da Suburbana, desde 2014, quando teve o descenso em 2013, a última vez que disputou a elite da Suburbana. No ano passado, o tricolor do Estribo do Ahú ficou na décima sétima colocação na tábua de classificação, 20 times na disputa. Enquanto que na Copinha ficou em décimo segundo, com 15 escretes na disputa. Hoje o clube é presidido por Roberto Carlos Zepechouka e o treinador do escrete da categoria principal é Toco Guedes. 

APOIE O PROJETO DRAP - Queremos dar vozes para o futebol marginalizado e mostrar a transformação que este esporte é capaz, em diversas atmosferas – amador, base e feminino. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse: http://catarse.me/drap;



No comments

Powered by Blogger.