PROPAGANDA

[BASE] Athletico é o clube com maior número de conquistas estaduais


A categoria de base no estado do Paraná passou por várias transformações até estar consolidada nos dias atuais em três modos - infantil, juvenil e juniores. Mas antes de chegar neste ponto, o certame foi disputado apenas com os clubes da capital e teve o seu início em 1923. A virada de chave na categoria aconteceu no final da década de 1970, quando foi criada a categoria juvenil, que seguiu por três anos, e posteriormente a categoria de juniores, criada em 1980. A partir disso, o portal DRAP fez um levantamento com todos os certames juvenis e juniores disputados em âmbito estadual.

#CATEGORIA DE BASE

Por @rafaelbuiar

Antes da categoria de base ter competições estaduais, as equipes de Curitiba disputaram certames entre si, em um sistema similar ao metropolitano. Em muitas vezes, quase que a sua maioria, junto com equipes do futebol amador da capital paranaense. O pontapé inicial desta competição aconteceu em 1923, com a equipe do Savóia sendo a campeã. Mas no geral, o escrete do Coritiba foi campeão em 24 das 54 realizadas. Esse formato até chegou a ser realizado mais tarde, mas em paralelo com os outros certames da categoria de base no estado. 

O divisor de água para o início da categoria de base em âmbito estadual aconteceu em 1977, quando a Federação Paranaense de Futebol (FPF) criou a primeira competição estadual de juvenil. Participaram deste certame as equipes do Athletico, Marumby, Colorado, Coritiba, Guarapuava, Pinheiros, Grêmio Maringá, Matsubara, Arapongas, União Bandeirante e Londrina. O Tubarão foi a equipe que levantou o primeiro troféu da categoria, com Álvaro, Luizinho, Zequinha, Vitor, Edel, Sérgio Perez, Everton, Ademir, Carlinhos, Cláudio, Edemar e Sérgio Lopes.


Mas três anos depois, em 1980, a categoria de juniores foi criada e o certame segue sendo realizado de forma ininterrupta. Ao todo já foram realizadas 40 edições, com a cidade de Curiitba levando vantagem sobre as demais, com quatro equipes da capital sendo campeã - Athletico, Coritiba, Jmalucelli e Paraná Clube. Mas o primeiro título da cidade só aconteceu no último ano da primeira década e com o Coritiba levantando o troféu diante o Matsubara, equipe que dominou a década com sete conquistas. 

A pausa da categoria juvenil durou por 20 anos, com a retomada em 1999. Desde então, ambas as categorias - juvenil e juniores; junto com a infantil, seguem em paralelos e na mesma temporada. Não muito diferente da categoria de juniores, o escrete rubro-negro da capital leva vantagem em relação aos adversários, pois soma cinco títulos de diferença do PSTC, que tem quatro - todas na década de 2000. Coritiba e Paraná Clube seguem empatados com três conquistas cada um.


INTERIOR - As equipes do interior do Paraná dominaram apenas uma década ao comparar com as demais, em ambas as categorias - juvenil e juniores. De 1980 a 1989, foram nove conquistas - Londrina (2) e Cambará (7); contra uma de Curitiba. Número inferior ao comparar com as demais conquistas no total, que somam oito títulos de 1990 até 2019. Já na categoria juvenil, a situação é um pouco inferior, mesmo com o PSTC sendo campeão quatro vezes nos anos 2000. Porém, o Athletico foi superior na década de 2010 e venceu seis dos 10 disputados. Desempenho que elevou ao maior número de títulos da categoria. 

ÚLTIMAS CONQUISTAS - Na última temporada a equipe do Londrina quebrou o bom retrospecto do time alviverde da capital e faturou o seu sexto título na categoria de juniores. Já o escrete do rubro-negro fez valer o bom desempenho dos anos anteriores e fechou a década de 2010 com o sexto título na categoria juvenil.

APOIE O PROJETO DRAP - Queremos dar voz para o futebol marginalizado e mostrar a transformação que este esporte é capaz, em diversas atmosferas – amador, base e feminino. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse; - http://catarse.me/drap



No comments

Powered by Blogger.