PROPAGANDA

Projeto +Q Um Craque realiza a segunda ação “União Solidária” neste sábado


O Projeto +Q Um Craque, em parceria com o Combate Barreirinha, Grêmio Tamandaré, União Curitiba, Portal Do Rico ao Pobre e Rádio Capital Sul FM, organiza na manhã deste sábado (25) a segunda ação “União Solidária”. O intuito da ação é ajudar as pessoas que estão em vulnerabilidade social em meio à pandemia do Covid-19 e também pela proximidade da estação do inverno, em que as baixas temperaturas acontecem com frequência.

#PROJETO SOCIAL
Por @doricoaopobre

Visando arrecadar alimentos não perecíveis e agasalhos, a primeira ação aconteceu no último sábado (18), na sede social do Combate Barreirinha. Na ocasião, não apenas uma grande quantidade de doações foi arrecada, como algumas doações até foram realizadas para pessoas em dificuldade que passavam pelo local. “É muito gratificante poder ajudar as pessoas que precisam sem pedir nada em troca”, comenta o zagueiro Douglas, fundador do Projeto +Q Um Craque.

Com o sucesso da primeira, a ação será novamente realizada neste sábado (25), a partir das 8h e seguirá até às 15h no campo no Santa Cândida, situado na rua Theodoro Makiola - Nº 56, em frente ao Colégio Santa Cândida. Os telefones de contato são: Douglas: 9 9711-9550 e Jackson: 9 9231-2145.

Os interessados poderão levar seus alimentos, mas caso não possam e queiram doar, basta entrar em contato com o projeto, que terão integrantes que se dispõe a ir buscar as doações. “Se precisar, nós vamos buscar. O importante é que as doações cheguem até nós, para então chegarem a quem precisa. Para isso, fazemos o que for preciso”, concluiu Douglas.


PROJETO: O propósito do +q um craque é formar cidadãos que possam ser inseridos na sociedade com grandes valores para a vida. Também tem uma visão mais humanista do que tecnicista, pois busca levar até as crianças carentes, no contra turno escolar, a oportunidade de estar aprendendo mais com a experiência dos profissionais em campo e evitando automaticamente que as crianças permaneçam nas ruas vulneráveis às drogas, abusos, maus-tratos, e outras más influencias.  Para a criança participar ela precisa estar matriculada, ter bom comportamento e ter boas notas. 

No comments

Powered by Blogger.