PROPAGANDA

[ENTREVISTA] De volta à beira do gramado, Peterson Freitas comanda o Tanguá na elite da Suburbana


Após alguns anos alternando na posição de treinador e dirigente do Operário Pilarzinho, Peterson Freitas deixa o atual campeão suburbano para assumir o comando técnico do Tanguá, que retorna ao primeiro nível do futebol amador de Curitiba. Sem atividades no primeiro semestre, Peterson espera montar um elenco de alto nível para a disputa da Suburbana 2020.

#ENTREVISTA
Por Yuri Casari

O ano de 2020 foi especial para Peterson Freitas. Atuando como diretor do Operário Pilarzinho, o ex-atleta e treinador viu o tricolor conquistar pela primeira vez o título máximo da Suburbana de Curitiba. A emoção de estar no topo, porém, fez com que Peterson acreditasse que era a hora de buscar um novo horizonte e o diretor decidiu voltar à beira do gramado como técnico, acertando com a equipe do Tanguá, que neste ano está de volta à elite do futebol amador. “Minha ida ao Tanguá se faz por motivo de desafio profissional. Me sinto capaz de ajudar a desenvolver um trabalho igual ou melhor que no Pilarzinho”, afirmou o comandante.

Durante o período que esteve no Pilarzinho, Peterson foi campeão da Série B da Suburbana em 2012 como atleta, vice-campeão da Série A em 2014 como treinador e como dirigente fez parte da conquista mais importante e recente da história do clube. “Ajudei a fazer toda a reformulação, a profissionalizar os setores do clube. Em 2014 não estávamos preparados pra o titulo, mas em 2019 estávamos. O legado que deixamos é que planejamento, organização e trabalho faz a diferença. Ninguém é mais importante que todos juntos”, declarou, reafirmando a ligação com o atual campeão da Suburbana. “Amor é o sentimento que descrevo”, completou.

Entretanto, apesar do novo cargo, Peterson não deixa o ex-clube como um todo. “Tenho uma grande identificação e sou muito grato ao Pilarzinho. Deixo o clube só da parte diretiva da categoria adulta. Temos o projeto da base do clube que estava em segundo plano, e agora vamos tocar e revelar atletas para o futebol paranaense”, destacou.


A estreia oficial de Peterson como técnico do Tanguá, no entanto, vai acontecer apenas quando a bola rolar pela Suburbana. Isso porque o clube rubro-negro decidiu não participar da Copa de Futebol Amador, competição organizada pela Federação Paranaense de Futebol para movimentar o calendário do futebol amador no primeiro semestre. “Para equipes consideradas pequenas, a Copinha é um jeito de dar entrosamento aos atletas, mas também de perdê-los para os grandes times com um orçamento maior”, alertou Peterson. Aliás, a questão financeira é, segundo o treinador, o principal fator para que nos últimos anos a maioria das equipes que conquistaram o acesso terem caído logo em seguida. “A desigualdade financeira é o maior quesito, mas o Tanguá está se planejando para que o rebaixamento não aconteça”, avaliou.

De acordo com Peterson, o Tanguá tem ciência de seu papel na Suburbana, mas acredita que o clube está no caminho certo para realizar uma grande campanha. “Temos que trabalhar, ter pés no chão e entender o perfil da competição. Saber das nossas limitações e acertar o maximo nas contratações. O Tanguá vem trabalhando com um projeto inovador de patrocínio nas redes sociais. Nosso diretor executivo (Carlos Antonio Carmon, o “Calmon”) é o mesmo que fez a reformulação do PSTC. Estamos com mentalidade profissional”.

E dentro deste trabalho, o Tanguá já vai dando os primeiros passos na formação do elenco. Ainda é tudo muito cedo, mas estamos mapeando atletas com perfil para jogar em um clube em reformulação. Adianto que vai ser um time competitivo e intenso com caras novas no futebol amador de Curitiba”, disse, já projetando a vontade de ter uma temporada histórica à frente da equipe. “Tenho o objetivo pessoal de fazer mais uma vez história. Com  muito planejamento e trabalho, podem acontecer coisas boas e surpresas”.

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

No comments

Powered by Blogger.