PROPAGANDA

[SUBURBANA] Fortaleza e Tanguá decidem quem levanta o caneco de campeão no próximo sábado


No fim da tarde do próximo sábado (7) já teremos a confirmação de quem será o campeão da Série B da Suburbana 2019, pois Fortaleza e Tanguá realizam o confronto de volta no Estádio Antônio Monteiro Sobrinho. A equipe do Jardim Gabineto levou para a partida da volta a vantagem do empate, pois venceu o Tanguá, que precisa vencer por dois gols de diferença para levantar o caneco. Confira as principais informações da finalíssima da Série B da Suburbana 2019.

#SUBURBANA 2019
Por @rafaelbuiar

A primeira partida do confronto da final terminou com o triunfo da equipe do Fortaleza, que venceu pelo placar de 3 a 2, com gols de Tico Love, Halyson e Andrey no lado do tricolor do Gabineto. Enquanto que Felipe e Janse marcaram a favor do rubro-negro.  Resultado que dá a vantagem do empate para equipe do Fortaleza conquistar o título, já o time do Tanguá precisa reverter a situação com uma vitória por dois gols de diferença, caso ganhe por apenas um gol de diferença o duelo terá penalidades.

NÚMEROS - Neste ano, a equipe do Tanguá disputou sete jogos fora de seus domínios na Série B da Suburbana, sendo que cinco foram na primeira fase e dois nos duelos de mata-matas. Dentre eles, a equipe rubro-negra venceu cinco vezes, empatou uma e perdeu uma. Ao todo foram marcados 15 gols e nove sofridos. Dos triunfos, a equipe do Tanguá venceu apenas uma vez por mais de dois gols de diferença e foi no jogo de ida da fase de quartas de final, diante o Urano pelo placar de 4 a 1, no Estádio Manoel Garcia de Andrade. Mas ao analisar o histórico desde o seu retorno, que aconteceu no ano de 2017, o Tanguá venceu apenas seis vezes dos 15 jogos disputados fora de casa, empatou três e perdeu seis. Ao todo, o time rubro-negro marcou 20 vezes e sofreu 25 gols. Dentre os triunfos, apenas um por mais de um gol de diferença.

Já os números do Fortaleza nos relatam uma situação mais confortável à equipe do Jardim Gabineto. Neste ano, o Forta teve seis embates em casa, que somou cinco vitórias e uma derrota, que aconteceu na primeira fase diante o Palmeirinha e no placar de 2 a 1. Foram marcados 10 gols e apenas três sofridos. A média é boa ao comparar com o histórico desde a sua volta nos campeonatos federados. Foram 26 jogos desde 2016, que tem o retrospecto de 14 vitórias, seis empates e seis derrotas. O destaque fica para o poder ofensivo, pois foram 60 gols marcados e 36 sofridos. Dentre o revés no Estádio Antonio Monteiro Sobrinho, apenas dois confrontos terminaram com mais de um gol de diferença. Ambos foram em 2016, sendo que um foi na segunda rodada da Série B da Suburbana para o Palmeirinha, que terminou em 5 a 1. A outra partida foi no primeiro duelo da fase semifinal, em que terminou com 3 a 1 para o Vila Sandra.

ARBITRAGEM – O árbitro da partida será José Mendonça da Silva, com os assistentes Roberto Rivelino dos Santos Junior e Eduardo Luis Teixeira Furiatti. Mendonça foi quem apitou a primeira partida da final da Série A entre Operário Pilarzinho e Iguaçu, que aconteceu no último sábado (30), no Estádio Bortolo Gava.


DESFALQUES – A equipe do Tanguá terá dois desfalques, o lateral Vandinho que saiu lesionado e também o volante Julio, que foi expulso. Já no time do Fortaleza, três desfalques. O meia Tico Love, expulso na última partida, e Hallyson e Roberto, que cumprem suspensão automática.

COBERTURA DRAP – A partir das 13h, a equipe DRAP estará in loco no Estádio Antonio Monteiro Sobrinho para acompanhar o segundo duelo da final da Série B da Suburbana 2019.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Obrigado por assinar a nossa newsletter.
Em breve chegará o nosso conteúdo na sua caixa de entrada.

att.
Do Rico ao Pobre, o futebol sem divisão!

Tecnologia do Blogger.