PROPAGANDA

[JUVENIL] Skibinski decide com três gols e Vila Hauer vira sobre o Capão Raso no jogo de ida da final


Na primeira partida das finais da Série A Juvenil, Vila Hauer e Capão Raso se enfrentaram neste sábado (30), no estádio Bortolo Gava. O Tricolor de Aço saiu na frente na primeira etapa, mas o Pantera virou o placar para 3 a 1 com três golaços de Skibinski, artilheiro do campeonato com 19 gols.

#JUVENIL
Por Yuri Casari

PRÉ-JOGO: Enquanto o Vila Hauer chegava à final com a melhor campanha até então, com nove vitórias, dois empates e duas derrotas, o Capão Raso era a quinta melhor campanha, com seis vitórias, cinco empates e três derrotas.

O EMBATE: No início da partida, o Hauer teve mais iniciativa. Aos 4 minutos, a primeira oportunidade. Gustavo Chaerki arriscou o chute rasteiro da intermediária, e Cauã fez defesa firme. Aos 7, o arqueiro tricolor teve que intervir de maneira brilhante, em cabeceio do zagueiro Gabriel Henrique.

O Capão Raso tinha dificuldades para construir as jogadas, principalmente pelo estado do campo que impedia os passes rasteiros. Ainda assim, quando chegou, marcou. Aos 30 minutos, em cobrança de falta de Matheus Silva pelo lado direito, Emanuel desviou contra o próprio patrimônio.


Mas logo na volta do intervalo, o Hauer seguiu buscando o ataque e chegou ao empate de forma inesperada e espetacular. Skibinski, o artilheiro do campeonato, cobrou escanteio e marcou um lindo gol olímpico na segunda trave.

Aos 9, o Vila Hauer quase virou o placar. Em cobrança de falta de Israel, Gustavo Chaerki desviou de cabeça e a bola passou por cima do gol. Mas dez minutos depois, aos 19, a estrela de Skibinski apareceu de novo. O camisa 9 do Hauer marcou outro gol com um toquinho após rebote de Cauã. Virada do Pantera. 

O Hauer seguiu pressionando e criou diversas outras oportunidades, mas não conseguia ampliar o placar. Até que no último minuto, a bola pipocou na pequena área do Capão Raso e Skibinski tirou um belo truque da cartola. O jogador deu um voleio muito bem executado e fechou o placar da tarde. Sem saldo como critério de desempate, a única vantagem do Hauer é que basta um empate para ficar com o título de campeão suburbano juvenil de 2019 no jogo da volta.


FIQUE DE OLHO: Talento, oportunismo e improvisação. Cada gol marcado por Skibinski demonstrou qualidades diferentes do atacante, que chegou a 19 gols no campeonato, quase o dobro do segundo colocado na artilharia. Além da técnica apresentada, o jogador também é privilegiado fisicamente e tem gosto por decisão.


PRÓXIMO JOGO: A partida de volta acontece no Egydio Pietrobelli. Uma vitória do Capão Raso força a disputa da terceira partida, enquanto um empate ou vitória do Hauer, dá o título ao Pantera.

XXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXX

VILA HAUER: 1. Augusto, 2. Neguinho, 3. Emanuel, 4. Gabriel Henrique e 6. Israel; 5. André (14. Jhonny Robert), 8. Liminha e 10. Gustavo Chaerki (13. Matheus); 7. Gabriel Almeida (20. Thiaguinho), 9. Skibinski e 11. Gustavo Costa (19. Gustavo Souza). T: Policarpo Pereira.

CAPÃO RASO: 1. Cauã, 2. Yuri, 3. Victor Leandro, 4. Luiz Henrique e 6. Vinicius; 5. Caique, 8. Kauã e 7. Alex Cardoso; 9. Murilo (15. João Guilherme, depois 14. Kevyn), 11. Matheus e 13. Alexandre. T: Allan Ferreira.

XXXXXXXXX FICHA TÉCNICA: VILA HAUER 3 X 1 CAPÃO RASO

Gols: Emanuel, contra, aos 30’ do 1º tempo; Skibinski, aos 1’, 19’ e 42’ do 2º tempo.
Cartões amarelos: Murilo e Vinicius (Capão); Gustavo Chaerki e Liminha (Hauer).
Cartão vermelho: Vinícius, após o segundo amarelo (Capão).
Árbitro: Marcelo Rodrigues Masena.
Assistentes: Remy Moro e Alisson Lovato.


REPORTAGEM DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.