PROPAGANDA

[SUBURBANA] Em jogo de viradas no placar, Tanguá vence Olímpico nos minutos finais


Neste sábado (12), Olímpico e Tanguá se enfrentaram no Xaxim pela 8ª rodada da Divisão de Acesso da Suburbana 2019. Era um confronto chave na tabela do grupo B e as duas equipes tiveram momentos de domínio no jogo, mas os visitantes foram mais fortes na parte final do jogo e conquistaram o triunfo de virada por 3 a 2.

#SUBURBANA

PRÉ-JOGO: Faltando duas rodadas para o fim da primeira fase, as duas equipes chegaram ao confronto com chances de classificação. O Tanguá estava na vice-liderança com os mesmos 13 pontos do Bangú e não sabia o que era perder desde a terceira rodada, vindo de um empate fora de casa contra o Vasco. Já o Olímpico era o sétimo com 10 pontos, dois abaixo do quarto colocado, e também havia empatado no sábado anterior contra o São Braz.

O EMBATE: A partida começou com o Tanguá tendo mais volume de jogo, controlando a intermediária e tendo muitas bolas paradas favoráveis. Foi em uma dessas jogadas que aconteceu a primeira chance clara, aos 7’, quando Vandinho apareceu no segundo pau e cabeceou para o chão, mas o goleiro Felipe espalmou pela linha de fundo. O predomínio permaneceu até a metade da etapa inicial, quando a equipe visitante abriu o placar. Aos 22’, após uma bola recuada, o goleiro Felipe não conseguiu alcançar e a bola bateu na trave; Na sequência, Fernando apareceu livre e colocou a bola na rede.

Com a desvantagem o Olímpico precisou sair mais para o ataque, porém tinha dificuldades em romper a zaga do Tanguá, que vez ou outra contra-atacava, mas sem a intensidade do início, o que fez com que o jogo caísse de ritmo. A chance mais perigosa após o gol só veio aos 38’ com o Tanguá, quando Vandinho recebeu lançamento e bateu mascado pela linha de fundo. Para o empate do Olímpico, era preciso que algo quebrasse a rotina que a partida estava seguindo, e isso ocorreu aos 43’. Após boa jogada de Luizinho pela direita, o chute parou na trave esquerda; no rebote, Jeandson cabeceou contra o patrimônio, empatando para os mandantes e deixando a peleja em aberto para a etapa final.


Na volta dos vestiários, o Olímpico veio com uma postura mais agressiva, buscando infiltrações para chegadas dos meias e do centroavante Saulo. O resultado não demorou a aparecer: aos 6’, o camisa 10 Luizinho recebeu boa bola e saiu de frente para o goleiro do Tanguá; Jansen defendeu na primeira, mas no rebote foi driblado e cometeu penalidade. Saulo bateu no minuto seguinte e virou o marcador. Com o resultado favorável, o escrete do Xaxim teria a missão de cadenciar o jogo, enquanto que o Tanguá precisaria ir a frente. O treinador visitante Antônio Marcos resolveu usar o banco de reservas e colocou em campo os seis suplentes disponíveis ao longo da segunda etapa.

O pessoal deu conta do recado e uma nova reviravolta aconteceu no Xaxim. Primeiro, aos 34’, o Rubro-Negro trabalhou com passes em velocidade no campo ofensivo até a bola chegar em Alcides, que fuzilou no alto da meta para empatar. Seis minutos depois, a nova virada: Sabino foi lançado em profundidade e ficou de frente para Felipe, tocando na saída do goleiro para fazer o terceiro. A certeza de que o time da casa não reagiria veio aos 42’, quando Diego recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Aí foi só esperar o apito derradeiro. Em um jogo com emoção até o fim, Olímpico 2x3 Tanguá. O Tanguá segue na segunda posição do grupo B e um empate já o garante matematicamente na segunda fase sem depender de outros resultados, enquanto que o Olímpico não tem mais chances de classificação.


PRÓXIMA RODADA: As duas equipes voltam a jogar no próximo sábado (13) às 15h30. O Olímpico vai ao Erondi Silvério enfrentar o Vasco, enquanto que o Tanguá recebe o União Ahú no Francisco Thiago da Costa.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OLÍMPICO: 1. Felipe; 2. Everton, 3. Giovanni, 4. Rodrigo (17 Gutão) e 6. Sebá; 20. Café (15 Dudu Reis), 8. Rafa Ribeiro, 7. Diego e 10. Luizinho; 11. Eduardo e 9. Saulo. Tec. Neri Santos.

TANGUÁ: 1. Jansen; 2. Ananias (16. Pedro), 3. Carlinhos, 14. Jandson (15. Alisson), 6. Fabio; 7. Arantes, 8. Julio, 20. Asiático (18. Andrezinho), 10. Fernando (17. Sabino); 11. Vandinho (13. Alcides) e 9. Russo (19. Eliabe). Téc. Antônio Marcos.

FICHA TÉCNICA – OLÍMPICO 2X3 TANGUÁ XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Jandson (contra) aos 43’ do 1°T e Saulo aos 7’ do 2°T (Olímpico); Fernando aos 22’ do 1°T, Alcides aos 34’ e Sabino aos 40’ do 2°T (Tanguá).
CA: Diego (2x) (Olímpico).
CV: Diego (Olímpico).
ÁRBITRO: Murilo Klein.
ASSISTENTES: Zacarias Chumlhak (1) e Gabriel Witonski (2).
LOCAL: Estádio Esporte Clube Olímpico, em Curitiba.

PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.