PROPAGANDA

[SUB 19] Athletico vence Figueirense e se classifica para as quartas de final da Copa Sul


Na tarde desta terça-feira (15), o Athletico recebeu o Figueirense pela quarta rodada da Copa Sul Sub 19. O Furacão ainda não tinha vencido na competição e precisava do triunfo para se aproximar da classificação. Com uma partida muito intensa, o rubro-negro chegou ao objetivo, com gols de David Kochem, Luca Caio e Juan Christian. O time da Baixada ainda contou com o tropeço do Paraná para garantir sua vaga nas quartas de final do certame com uma rodada de antecedência. 


#SUB 19
Por Gabriel Sawaf

PRÉ-JOGO: Athletico e Figueirense se enfrentaram com cenários opostos. Enquanto o Figueira vinha com 100% de aproveitamento e a classificação para as quartas de final já garantida, o Furacão chegava com a necessidade da vitória. Com apenas um ponto em dois jogos, sendo uma derrota em casa, o Rubro Negro poderia ver suas chances de classificação serem diminuídas em caso de um novo tropeço no CT do Caju.

O EMBATE: Com a pressão pela primeira vitória, o Athletico entrou com tudo para vencer. Logo três minutos Ramon bateu escanteio rápido para Vinicius Kaue cruzar na cabeça de David Kochem, que testou firme, no canto e abriu o placar.

O Furacão seguiu em cima. Aos 10' Vinicus Kaue bateu falta e Paulo Victor, de primeira, finalizou para boa defesa de Allan. O Figueira chegou aos 13', quando Marcus Paulo apareceu na área, tocou para Índio chutar e Paulo Bezerra fazer boa defesa. O Rubro Negro quase ampliou aos 18'. Paulo Victor foi à linha de fundo, tocou para Ramon chutar e Allan soltar nos pés de Renan Victor. Só que no rebote o arqueiro se redimiu e fez grande defesa. 

O Figueira até tentava sair, mas não passava do meio de campo. O Furacão aproveitava para criar suas chances. Aos 35' Renan Victor recebeu na esquerda, rolou para Luca Caio bater e Allan fazer boa defesa. Três minutos depois Iago fez boa jogada pela direita, invadiu a área e chutou para fora. 


O segundo tempo começou movimentado. Aos seis minutos Paulo Victor foi até a linha de fundo, cruzou e Juan Christian cabeceou para Allan fazer uma defesa espetacular. Dois minutos depois foi a vez do Figueira chegar, com arremate de Gustavo Salvador da entrada da área para boa defesa de Paulo Beserra. Na sequência Iago arrancou pela direita, cruzou e Paulo Victor pegou fraco na bola e a defesa salvou.

O começo agitado foi agraciado aos 13'. Kennedy deu belo lançamento, de trás do meio de campo, para Luca Caio. O lateral invadiu a área e só tirou de Allan para ampliar o placar. Aos 17' o Furacão ficou com 10, quando Vinicius Kaue recebeu o segundo amarelo e foi expulso. 

Com um a menos, o Athletico só segurou o resultado. O Figueira ainda assustou, aos 35', em cobrança de falta de Lucão que foi pela rede do lado de fora. Mas ainda deu tempo do Furacão ampliar. Victor Altair lançou Juan Christian, na esquerda da área. O camisa 18 só dominou e bateu firme para fechar o placar e classificar o  Rubro Negro.


PRÓXIMA PARTIDA: No encerramento da primeira fase, o Athletico vai à Flores da Cunha, na serra gaúcha, encarar o Juventude. Já o Figueirense vai até Tubarão visitar o time da cidade. 



ATHLETICO:  O Furacão entrou com a necessidade de vencer. Armado em um esquema 3-4-3, o Rubro Negro conseguiu ser muito ativo no ataque. Destaque para a dupla de laterais Luca Caio e Vinicius Kaue, que conseguia aparecer bem no ataque. O meio também foi um caminho importante, com boas jogadas trabalhadas, além de passes e lançamentos precisos. Outro ponto positivo no Furacão foi a marcação, que conseguiu segurar o ataque adversário.


FIQUE DE OLHO - Kennedy Junio: Se o pensamento for voltado no futuro do Furacão, o camisa 8 é uma grande aposta pelo modo de jogo athleticano. Com uma boa saída pelo meio e lançamentos com muita qualidade, Kennedy é o jogador típico para o torcedor ficar de olho e esperar muito. 


FIGUEIRENSE: Mesmo com a derrota, o Figueira mostrou porque veio à capital na liderança. O time tinha um modo operante muito forte, principalmente pelas pontas, com Gustavo Salvador e Índio. O Furacão do Estreito acabou não tendo seu melhor dia por conta da boa marcação adversária, principalmente quando o jogo estava no 11 contra 11.


FIQUE DE OLHO - Índio: Com apenas 18 anos, o ponta se destacou pela velocidade e agilidade no mano a mano. Com presença no time que disputa a Copa SC, o ponta é uma das armas para a reabilitação do Figueira. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1.  Paulo Bezerra; 3. David Kochem (13. Gulherme Andrade), 4. João Vialle e 5. Victor Altair; 2. Luca Caio, 8. Kennedy Junior (15. Renan Sousa), 10. Ramon (16. Rian Bonfim) e 6. Vinicius Kaue;  7. Iago André (14. João Victor), 9. Paulo Victor  (19. Gabriel Morais) e 11. Renan Victor (18. Juan Christian).  Tec. Rogério Corrêa.

FIGUEIRENSE: 1. Allan; 2. Marcus Paulo, 3. Lucão, 4. Vitão e 6. Jean Flávio (14. Gustavo Silveira); 5. Bonassa (13. Leonardo Henrique), 8. Lucas Henrique e 10. Vitinho; 7. Lucas Salvador, 11. Índio e 9. Guilherme Martins (15. Ariel Haubert). Tec. Lucas Klein.

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 3 X 0 FIGUEIRENSE XXXXXXXXX

GOLS: David Kochem, aos 3' do 1ºT, Luca Caio, aos 13' do 2ºT e Juan Chrsitian, aos 38' do 2ºT (Athletico).
CA: Vinicius Kaue e Kennedy Junio (Athletico); Ariel Haubert e Leonardo Henrique  (Figueirense).
CV: Vinicius Kaue (Athletico)
ÁRBITRO: Leonardo Polatti Anad Portella.
ASSISTENTES: André Luiz Severo e Roberto Rivelino dos Santos Júnior. 
LOCAL: Centro de Treinamentos Alfredo Gottardi, em Curitiba. 

PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.