PROPAGANDA

[SÉRIE A] Com falhas do sistema defensivo, Athletico perde para o Flamengo na Arena da Baixada


Na tarde deste domingo (13), o Athletico recebeu o Flamengo na Arena da Baixada em partida válida pela 25ª rodada da Série A do Brasileirão. Com dois gols de Bruno Henrique, um no fim de cada tempo da partida, o Flamengo venceu por 2 a 0 e caminha a passos largos para a conquista do Campeonato Brasileiro.


#SÉRIEA
Por Eduardo Werner

PRÉ-JOGO: As duas equipes chegaram para este confronto vivendo bom momento na temporada. Enquanto que o Athletico não perdia há 6 partidas, desde o título da Copa do Brasil, o Flamengo vinha de uma sequência invicta de 14 jogos, incluindo partidas do Brasileirão e da Libertadores. Na rodada anterior, o Furacão visitou o Corinthians e empatou em 2x2, enquanto que o Flamengo venceu o Atlético-MG no Maracanã por 3x1. Santos, Bruno Guimarães, Rodrigo Caio e Gabriel Barbosa, convocados para amistosos da seleção principal e olímpica do Brasil, desfalcaram as equipes para o embate na Arena da Baixada. Destaque para a volta de Marco Ruben ao time do Athletico após dois jogos fora por causa da morte de seu pai.
                                                                        
O EMBATE: A partida começou bastante equilibrada, tanto em campo como nas arquibancadas, mas foi o Flamengo que teve as primeiras oportunidades de gol aos 8’ do 1º tempo, primeiramente com Willian Arão e depois com Vitinho, em chutes de fora da área proporcionados por erros de saída de bola do Athletico. Aos 16’ da etapa inicial foi a vez da equipe da casa responder. Após uma bela tabela entre Márcio Azevedo, Rony e Marcelo, a bola acabou ficando com Thonny Anderson que finalizou cruzado com força para a defesa de Diego Alves. Logo no minuto seguinte, o árbitro viu falta de Léo Pereira em Lucas Silva dentro da área e o pênalti foi marcado para o Flamengo. Porém, após revisão do VAR, a marcação foi anulada.

Após o pênalti revertido, o Furacão cresceu na partida e começou a ter as melhores chances em campo. Uma delas veio as 29’ do 1º tempo, quando Márcio Azevedo cobrou escanteio pela esquerda e Thiago Heleno subiu alto para cabecear, mas Diergo Alves espalmou a bola que ia em direção ao gol. Aos 36’ da primeira etapa, Léo lançou Thonny Anderson, que ganhou do marcador no jogo de corpo e partiu em direção à linha de fundo. Ele cortou o zagueiro e tentou cruzar para o miolo da área, porém Diego Alves salvou novamente.

Três minutos depois foi a vez do Flamengo responder: Lucas Silva fez jogada pela ponta direita e cruzou para a área, Vitinho chegou finalizando pressionado pelo marcador e a bola passou perto da trave. A partida ficou morna e o primeiro tempo já se encaminhava para o fim quando, após novo erro na saída de bola do goleiro Léo e de Wellington, Bruno Henrique roubou a bola dentro da área e, com calma, abriu o placar para o Flamengo. Aos 47’, Rony fez jogada pela ponta esquerda e cruzou para Léo Cittadini na segunda trave, o volante chegou cabeceando e Diego Alves fez a defesa firme, sendo essa a última chance de gol da primeira etapa.


O Furacão começou o segundo tempo com tudo e, aos 2’ da etapa complementar, teve uma grande chance de empatar a partida quando Thonny Anderson roubou a bola no campo de ataque após saída de bola errada do Flamengo e ficou cara a cara com o goleiro Diego Alves, que fez boa defesa. Dois minutos depois, Rony escapou pela ponta direita e tocou para Thonny Anderson, que vinha de trás. O atacante finalizou colocado, mas a bola passou perto da trave. Aos 13’, Adriano cobrou escanteio pela direita, a bola passou por todo mundo e chegou no zagueiro Léo Pereira, que finalizou com força para fora.

Aos 31’ da etapa final, em mais uma desatenção da zaga do Athletico, Willian Arão lançou Bruno Henrique, que recebeu dentro da área e tocou cruzado para fora, passando muito perto da trave direita do goleiro Léo. Três minutos depois, Marco Ruben finalizou pela primeira vez na partida quando cabeceou por cima do travessão uma bola levantada de Thonny Anderson. Mais uma vez a partida já se encaminhava para os minutos finais quando o Flamengo chegou ao seu segundo gol na partida. Renê fez jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro para Bruno Henrique, que tocou de letra na saída do goleiro Léo, dando números finais para a partida.

PRÓXIMA PARTIDA: Ambas as equipes jogarão fora de casa na próxima rodada. Enquanto que o Athletico visita o Fluminense no Maracanã, o Flamengo vai até Fortaleza para enfrentar o tricolor cearense no Castelão.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 22. Léo; 23. Madson, 44. Thiago Heleno, 4. Léo Pereira e 6. Márcio Azevedo (21. Adriano); 5. Wellington, 3. Lucho González (9. Marco Ruben) e 18. Léo Cittadini; 38. Thonny Anderson, 7. Rony e 10. Marcelo (97. Everton Felipe). Téc. Tiago Nunes.

FLAMENGO: 1. Diego Alves; 13. Rafinha (32. João Lucas), 44. Rhodolfo (26. Matheus Thuler), 4. Pablo Marí e 6. Renê; 5. Willian Arão, 8. Gerson e 7. Éverton Ribeiro; 23. Lucas Silva (25. Piris da Motta) , 11. Vitinho e 27. Bruno Henrique. Téc. Jorge Jesus.

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 0X2 FLAMENGO XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Bruno Henrique (45’ do 1º tempo e 46’ do 2º tempo) (Flamengo)
CA: Léo Cittadini e Thiago Heleno. (Athletico) | Éverton Ribeiro, Renê, Matheus Thuler, Bruno Henrique e Vitinho. (Flamengo)
ÁRBITRO: Braulio da Silva Machado.
ASSISTENTES: Helton Nunes (1) e Éder Alexandre (2).
LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba
PÚBLICO TOTAL: 25.473 pessoas. | RENDA: R$ 1.326.180,00


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.