PROPAGANDA

[SUBURBANA] São Braz vence Bangú por 4 a 2 e volta ao G4 do Grupo B da Série B


Em jogo atrasado da terceira rodada, realizado nesta quarta-feira, 25, no estádio José Carlos de Oliveira Sobrinho, o São Braz teve boa atuação e derrotou a qualificada equipe do Bangú por 4 a 2, em noite marcada por belos gols e pouca visibilidade. O resultado fez o São Braz retornar ao G4 e se recuperar após duas derrotas consecutivas. 

#SUBURBANA
Por @yuricasari

PRÉ-JOGO: O confronto entre Bangú e São Braz, marcado inicialmente para o dia 31 de agosto, foi adiado pelas más condições do estádio Ozório Claudino de Barros, por conta de uma forte tempestade que caiu momentos antes do apito inicial. O jogo foi, então, marcado para esta quarta-feira, no estádio do Capão Raso. Enquanto o Bangú encontrava-se na quinta posição, com sete pontos, podendo assumir a liderança da chave, o São Braz vinha em sétimo, com seis pontos.

O EMBATE: As condições de iluminação da partida estavam bem longe do ideal. Os goleiros e zagueiros tiveram trabalho dobrado com a baixa visibilidade próximo da área. Mas isso não impediu que uma partida bem jogada acontecesse. Nos primeiros minutos, o São Braz tomou a iniciativa e parecia próximo de encontrar um gol precoce, mas em um ataque rápido do Bangu, a bola veio do lado direito de encontro para o experiente Joãozinho aproveitar e abrir o placar para o time mandante.

Apesar do baque de sair atrás, o São Braz manteve a ofensividade, calçada no vigor físico de seus atletas, mas não assustava o goleiro Ricardo. Até que aos 26 minutos, Davi arriscou um chute de fora da área e marcou um golaço de rara felicidade, sem qualquer chance de defesa. O São Braz seguiu melhor, enquanto o Bangu tinha dificuldades de jogar dentro de suas características, com toques curtos e rápidos. Com isso, a virada acabou inevitável. Aos 35 minutos, após cobrança de falta pelo lado esquerdo, Magrão se adiantou e desviou de cabeça para as redes, garantindo o triunfo parcial na primeira etapa.


Na volta para o segundo tempo, o São Braz teve duas boas chances de ampliar, mas Ricardo foi bem nos dois lances, praticando ótimas defesas e permitindo a reação do Bangú, que voltou a deixar tudo igual com André, que marcou em cobrança de falta precisa de pé esquerdo. 

Pouco antes de sofrer o gol, o técnico Romildo Carignano, do São Braz, havia promovido a entrada do atacante Kanak. O camisa 18 acabou aparecendo de forma decisiva para o rumo da partida seis minutos depois. Aos 21, o jogador recebeu passe de Davi pela esquerda, avançou e soltou um chute muito forte, colocando o São Braz de novo na frente.

Tenso e esgotado fisicamente, o Bangú até mostrou melhora após as substituições do treinador Jeferson Silveira, mas nada que tenha conseguido fazer a equipe ser mais agressiva. Assim, Kanak voltou a marcar, também em chute forte dado pelo lado esquerdo, já aos 40 minutos da segunda etapa, decretando de vez a vitória do São Braz, que subiu para o terceiro posto com a mesma pontuação de Shabureya e Olímpico, líder e vice-líder, respectivamente.


PRÓXIMA PARTIDA: Na próxima rodada, que será disputada neste sábado, 28, as duas equipes terão um duelo contra os times que ainda estão invictos no Grupo B. O Bangú enfrenta o Olímpico no Erondi Silvério, em jogo que pode definir a liderança. Já o São Braz vai até o estádio Pedro de Almeida para enfrentar o Bairro Alto.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

BANGÚ: 1. Ricardo, 6. Rodriguinho (13. Jean), 3. Paulo Sergio, 4. Merci e 2. André; 5. Diego (14. Marcos Paulo), 7. Bruno (Zanka), 11. Castelli (18. Catatau), 8. Hantson e 10. Joãozinho; 9. Adriano. Tec.  Jeferson Silveira.

SÃO BRAZ: 12. Jair, 2. Paulinho, 3. Pedro, 4. Magrão e 6. Diego Duta (13. Felipinho); 5. Romulo (17. Gui), 8. Lucas (20. Bruno), 7. Oliveira e 10. Davi; 15. Fred (16. Mineiro) e 11. Juki (18. Kanak). Tec. Romildo Carignano.

FICHA TÉCNICA – BANGÚ 2x4 SÃO BRAZ XXXXXXXXXX

GOLS: Joãozinho aos 5’, Davi aos 26’ e Magrão aos 35’ do 1º tempo; André aos 15’ e Kanak, aos 21’ e 40’ do 2º tempo. 
CA:  Rodriguinho, Adriano e Joãozinho (Bangú); Pedro (São Braz).
ÁRBITRO: Leonardo Portella.
ASSISTENTES: Daniel Cotrim de Carvalho e Ricardo Alexandre Santos.
LOCAL: Estádio José de Oliveira Sobrinho, em Curitiba.

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.