PROPAGANDA

[SUB 20] Com um gol em cada tempo, dominante Athletico vence a Chapecoense por 2 a 0 na Arena


Na tarde desta quarta-feira (25), o Athletico recebeu a Chapecoense na Arena da Baixada em partida válida pela 16° rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20. Com um gol em cada tempo, marcados por Jaderson e Vinícius Mingotti, o Athletico não teve dificuldades e bateu a Chape pelo placar de 2 a 0. Jajá acertou duas bolas na trave e a equipe visitante ainda teve um jogador expulso na reta final da partida.

#SUB-20
Por Eduardo Werner

PRÉ-JOGO: As duas equipes jogaram fora de casa na rodada anterior, mas obtiveram resultados opostos. Enquanto que o Athletico perdeu para o Corinthians de virada por 2x1 no Parque São Jorge, a Chapecoense bateu o Botafogo em Niterói também por 2x1. O Athletico ocupava a 11ª colocação entre os 20 clubes na tabela. Já a Chapecoense estava na 17ª posição. 

O EMBATE: O Athletico aproveitou a vantagem de jogar em seu campo e partiu pra cima da Chapecoense logo no começo da partida. Aos 4’ do 1º tempo, Jajá fez jogada pela ponta esquerda e cruzou para a área, a bola foi fechada demais e obrigou o goleiro João Paulo trabalhar já no começo do jogo. O gol do Furacão não demorou a sair, já que aos 8’ da primeira etapa, novamente em jogada pela ponta esquerda, Reginaldo cruzou na medida para Jaderson, que chegou cabeceando no segundo poste para o fundo do gol.

O primeiro tempo ficou bastante morno após o gol de Jaderson e quase nenhuma chance de gol foi criada até os 42’, quando Reginaldo novamente fez jogada pela ponta esquerda e cruzou para a área, a bola passou por todo mundo e chegou até Jaderson, que arriscou um voleio e a bola foi na rede pelo lado de fora.

O rubro-negro, assim como no primeiro tempo, voltou do intervalo buscando o gol com intensidade. Aos 5’ do 2º tempo, Luiz Fernando cobrou escanteio e Jajá, livre na grande área, nem precisou sair do chão para cabecear, mas a bola foi caprichosamente no travessão. A Chapecoense respondeu logo na johgada seguinte, quando Chico levantou a bola pela esquerda e Alexandre apareceu na área para cabecear, mas a bola passou muito por cima do gol.

Aos 18’ do 2º tempo, João Pedro cobrou falta para o Athletico na ponta direita do campo de ataque, a bola passou pelo goleiro João Paulo e o zagueiro Vitor da Chapecoense acabou se atrapalhando com a bola, que ficou livre para Vinícius Mingotti marcar o segundo do Athletico na partida. Dez minutos depois, após cobrança de escanteio de Paulista, o zagueiro Vitor da Chapecoense arriscou uma finalização de letra e a bola passou muito perto do gol defendido pelo goleiro Léo Linck.



A partida ganhou mais uma pitada de emoção aos 37’ do 2º tempo, quando Paulista recebeu o segundo cartão amarelo e deixou a Chapecoense com um jogador a menos pelo resto do jogo. A última chance de gol da partida foi do Furacão, aos 46’ do 2º tempo: Vinícius Kauê bateu cruzado e a bola caiu nos pés de Jajá, que finalizou de letra para a defesa do goleiro João Paulo. No rebote, Jajá chutou de primeira e a bola morreu na trave. Fim de jogo, amplo domínio do Athletico e vitória tranquila por 2x0 em cima da Chapecoense.

PRÓXIMA PARTIDA: O Furacão agora tem uma parada dura já que enfrenta o Flamengo, vice-líder da competição, fora de casa. Já a Chapecoense recebe o Santos em Xanxerê – SC.

ATHLETICO: Com o gol marcado por Jaderson logo nos minutos iniciais do primeiro tempo, o Furacão teve a tranquilidade para dominar a partida em sua totalidade. Mesmo com a vantagem no placar, a equipe da casa buscou sempre aumentar o marcador, buscando principalmente as saídas em velocidade pelas duas pontas.

FIQUE DE OLHO (ATHLETICO): Mais uma vez o ponta Jajá foi o destaque da equipe atleticana. Válvula de escape pelo flanco esquerdo do ataque rubro-negro, Jajá foi acionado diversas vezes e acertou a bola duas vezes na trave durante o segundo tempo.


CHAPECOENSE: O gol logo no começo complicou as coisas para a equipe visitante, que seguiu na defesa durante grande parte da partida. Somente com o segundo gol marcado pelo Athletico que a a equipe catarinense buscou mais o ataque, sem êxito.

FIQUE DE OLHO (CHAPECOENSE): A equipe catarinense pouco criou no ataque e não foi muito segura na defesa. Entre os jogadores que começaram a partida, Léo foi o que mais deu trabalho à defesa atleticana.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1. Léo Linck; 2. Kleiton (15. Luca), 3. Luan Patrick, 4. Gabriel Fornari e 6. Reginaldo (16. Vinícius Kauê); 5. Kawan, 8. João Pedro (20. Ramon) e 10. Jaderson (17. David Jhefer); 7. Jajá e 9. Vinicius Mingotti (19. Paulo Victor) e 11. Luiz Fernando (18. Kennedy). Tec. Rafael Guanaes.

CHAPECOENSE: 1. João Paulo, 2. Ludke, 3. Josias, 4. Vitor e 6. Chico; 5. Luzzi (13. André), 8. Conte (16. Alexandre, depois 15. José Lucas) e 10. Paulista; 7. Pan (14. Mancha), 9. Breno (17. Paulinho) e 11. Léo. Téc. Max Sandro.

FICHA TÉCNICA –  ATHLETICO 2X0 CHAPECOENSE XXXXXXXXXXXXX

GOLS: Jaderson (8’ do 2º tempo) e Vinícius Mingotti (18’ do 2º tempo) (Athletico)
CA: Jajá e Vinícius Kauê. (Athletico) | Paulista, Ludke, João Paulo. (Chapecoense)
CV: Paulista. (Chapecoense)
ÁRBITRO: Murilo Ugolini Klein.
ASSISTENTES: Daniel Cotrim de Carvalho (1) e Wagner Junior Bonfim Ledo (2).
LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba.
PÚBLICO TOTAL: 180 presentes.


PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.