PROPAGANDA

[SÉRIE A] Com time reserva, Athletico perde para o Avaí e se afasta do G6


Focado na final da Copa do Brasil, o Athletico entrou em campo neste domingo, contra o Avaí, com um time reserva e acabou derrotado por 1 a 0, na Arena da Baixada. O resultado coloca a equipe na décima colocação, com 26 pontos, e fica mais distante do G6 do Brasileirão. Já o Leão conquistou sua segunda vitória na competição.


#SÉRIE A
Por ANDRÉ RIBAS

PRÉ-JOGO: Focado na decisão da Copa do Brasil, o Athletico entrou em campo com um time reserva, mas de olho no G6 do Brasileirão. Já o Avaí buscava sua segunda vitória na competição.

O EMBATE:  A partida começou amarrada. O Avaí, com uma marcação em bloco médio, conseguiu dificultar a criação do Furacão, que errava muitos passes. O Leão saiu na frente aos 13 minutos. Jonathan, de fora da área, acertou uma bomba para abrir o placar na Arena. Com dificuldades para chegar ao ataque, o Furacão só conseguiu ser perigoso aos 24 minutos. Após cruzamento na área, a bola sobrou para Erick pelo lado esquerdo, que antecipou e finalizou forte, só parando na defesa espetacular de Vladimir.

A segunda chegada do time rubro-negro foi pelo lado direito. Aos 38’, Lucho ajeitou boa bola para Thonny Anderson na área. O meia-atacante finalizou forte, mas, com um desvio, o chute foi para fora. A pressão aumentou. Aos 40 minutos, em ótimo contra-ataque armado por Marcelo, o Furacão quase empatou. O camisa 10 arrancou e achou Tonny Anderson livre na entrada da área. Ele arrumou o corpo e bateu colocado. A bola tirou tinta da trave esquerda do goleiro do Avaí.

No lance seguinte, em cobrança de falta, Vladimir fez um milagre após cabeçada de Erick. Na etapa final, atrás no placar, o rubro-negro ocupou o campo de ataque em busca do empate. Aos 8 minutos, Abner acertou um lindo cruzamento na área para Tonny Anderson, que acertou, de cabeça, o travessão do gol.


A pressão do Athletico foi enorme no segundo tempo, mas com muitos erros no último terço do campo. Já o Leão criou chances para ampliar no contra-ataque, em velocidade, faltando apenas caprichar na finalização. O escrete rubro-negro ainda teve uma penalidade marcada ao seu favor, mas com o auxílio do VAR foi anulada e o jogo seguiu. Guerreiro, o time de Floripa segurou o Furacão e conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro 2019.

PRÓXIMA PARTIDA: O Furacão foca todas suas forças na final da Copa do Brasil, que acontece na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, com cobertura in loco do site do Rico ao Pobre.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

ATHLETICO: Léo;26.Erick, 23.Madson, 34.Pedro Henrique e 16.Abner Vinícius; 20.Matheus Rossetto, 3.Lucho (8. Thomas Andrade) e 10.Marcelo Cirino; 97.Everton Felipe (28 Vitinho), 38.Thonny Anderson e 17.Braian Romero (29. Pedrinho). Tec. Tiago Nunes  

AVAÍ: 89.Vladimir; 22.Iury (32. Léo), 14.Ricardo, 3.Betão e 23.Igor Fernandes; 7.Pedro Castro, 27.Richard Franco e 8.Matheus Barbosa; 70.Caio Paulista, 39.Jonathan (26. Julinho) e 97.Lourenço (Jhonny)
Tec: Alberto Valentim.

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 0 X 1 AVAÍ XXXXXXXXXX 

GOLS:  Jonathan aos 13’ do primeiro tempo (Avaí)
CA: Rossetto (Athletico)
ÁRBITRO: Felipe Fernandes de Lima.
ASSISTENTES: Guilherme Dias Camilo e Ricardo Junio de Souza.
PÚBLICO/RENDA: 

LOCAL: Estádio Joaquim Américo Guimarães, em Curitiba

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.