PROPAGANDA

[SÉRIE B] Operário vence o Vila Nova em confronto direto e se mantém no meio da tábua de classificação


O Operário Ferroviário enfrentou a equipe do Vila Nova na noite desta sexta-feira (9), em duelo válido pela 15a rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A partida realizada no Estádio Germano Krüger terminou com vitória alvinegra por 1 a 0. Com o resultado, o Fantasma se afasta da zona de rebaixamento sustentando uma invencibilidade de cinco partidas sem derrota em Vila Oficinas. No momento, a equipe do Fantasma ocupa a nona posição do certame. O escrete goiano permanece na parte inferior da tábua de classificação e pode entrar no Z-4 até a conclusão da rodada.


#SÉRIE B
Por Allyson Santos

PRÉ-JOGO: Em situações semelhantes na tabela, Operário Ferroviário e Vila Nova entraram em campo com a missão de se afastar das últimas posições do certame. A equipe comandada por Marcelo Cabo vivia situação mais delicada. Com apenas dois pontos acima do Z-4, ocupando 15a colocação,       o Colorado vinha de empate em 0 a 0 contra o Figueirense.

O escrete mandante estava embalado após a vitória por 2 a 1 sobre o Criciúma fora de casa e esperava manter o bom retrospecto diante de seu torcedor para conquistar os três pontos e se manter no meio da tábua de classificação. Entre os desfalques do Fantasma estavam Thiago Braga, Robinho, Uilliam, Rafael Chorão, todos lesionados. O zagueiro Sosa ainda se passava por um problema pulmonar e também não ficou à disposição de Gérson Gusmão. Bruno Batata estava suspenso e não foi relacionado. O único desfalque do Vila Nova foi por lesão. O lateral-esquerdo uruguaio Gastón Filgueira de recuperava de uma fratura no pé.

O EMBATE: O Operário foi quem levou perigo nos primeiros minutos de jogo com Lucas Batatinha. O camisa sete do fantasma recebeu lançamento em velocidade pela esquerda, passou pela marcação e tocou para trás. Nenhum atleta de Vila Oficinas apareceu para concluir. A resposta do Tigre veio aos 8’ decorridos quando Maílson aproveitou a falha na saída de bola adversária, invadiu a área pelo flanco direito e rolou para Alan Mineiro. O meia do Vila Nova recebeu na marca do pênalti e bateu colocado. O chute explodiu na zaga operariana, que afastou o perigo.


Com pouca criatividade no decorrer do primeiro tempo, o alvinegro apostava em jogadas pelo alto. Em cobrança de falta no setor esquerdo, Cleyton encontrou Rodrigo na pequena área. O zagueiro dividiu pelo alto com a marcação e desviou de cabeça por cima da meta defendida por Rafael Santos. À espera de um contra-ataque, o Vila Nova permanecia recuado no campo de defesa. O escrete comandado por Marcelo Cabo cedia campo para o Fantasma trabalhar a bola. Aos 32’ foi a vez de Alan vieira alçar cruzamento na direção da área. O lateral-esquerdo operariano acionou Schumacher, que finalizou pela linha de fundo.

O Operário Ferroviário retornou mais ofensivo para a segunda etapa ao abrir mão do volante Jardel e apostar na entrada de Cléo Silva para compor a segunda linha de meio campo. A mudança surtiu efeito logo com 6’ jogados. Em cobrança de escanteio pelo lado direito, Danilo Báia encontrou Lázaro na marca da cal. O camisa três cabeceou forte no canto para balançar as redes do Vila.

A pressão do Fantasma continuou mesmo após o gol. Cléo Silva foi acionado em velocidade e cruzou na medida para Lucas Batatinha, que testou com perigo e obrigou o argueiro colorado a fazer grande defesa no reflexo. O escrete goiano continuava apático dentro de campo, mas voltou a finalizar com Robinho, que arriscou chute rasteiro na entrada da área. Rodrigo Viana fez boa defesa.


O Vila Nova ganhou mais posse de bola após a redução da intensidade na meia-cancha alvinegra, mas não conseguia criar oportunidades claras de gol. Apostando apenas em cruzamentos e chutes de longa distância sem precisão, a chance mais perigosa construída pelos visitantes veio aos 45’. Em jogada pela direita, Jeferson recebeu frente a frente com Rodrigo Viana e bateu rente ao travessão alvinegro. O Operário soube cadenciar a vantagem construída no início do último tempo e garantiu os três pontos.

PRÓXIMO JOGO: O Fantasma de Vila Oficinas agora viaja para enfrentar o RB Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid. A partida ocorrerá na próxima segunda-feira (12), às 20h. O Vila Nova enfrentará o Guarani, no Brinco de Ouro. O duelo acontecerá na sexta-feira (16), às 21h30.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 12-Rodrigo Viana, 15-Danilo Báia, 4-Rodrigo, 3-Lázaro, 6-Allan Vieira, 5-Jardel (19-Cléo Silva), 8-Índio, 7-Lucas Batatinha (18-Chicão), 10-Marcelo, 11-Cleyton, 9-Shcumacher (20-Lucas Gaúcho). Téc.: Gérson Gusmão.

VILA NOVA: 1-Rafael Santos, 2-Jeferson, 4-Diego Jussani, 3-Wesley Matos, 6-Romário (15-Hélder), 5-Joseph, 7-Ramon (19-Bruno Mezenga), 8-Magno, 9-Mailson (18-Capixaba), 10-Alan Mineiro, 11-Robinho.  Téc.: Marcelo Cabo.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 1 X 0 VILA NOVA XXXXXXXXXXX

GOLS: Lázaro aos 6’ do 1º tempo (OFEC)
CA: Rodrigo, Allan Vieira (OFEC) Jeferson, Mailson, Diego Jussani (VIL)
ÁRBITRO: Andrey da Silva e Silva
ASSISTENTES: Marcio Gleidson Correia Dias(1) e Luís Diego Nascimento Lopes (2)
LOCAL: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa.
PÚBLICO: 4.214 | RENDA: 44.035 reais


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.