PROPAGANDA

[COPA DO BRASIL] Com arbitragem polêmica, Athletico fica no empate em 1 a 1 contra o Flamengo


Athletico e Flamengo se enfrentaram após uma longa pausa para a Copa América, nesta quarta-feira, em Curitiba, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Em jogo marcado pelo VAR, o Furacão saiu na frente, mas sofreu o empate e ficou no 1 a 1.


#COPA DO BRASIL
Por André Frehse Ribas

PRÉ-JOGO: Após a parada para a Copa América, Athletico e Flamengo se enfrentam, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. No lado do Furacão, é o primeiro jogo oficial sem o lateral Renan Lodi, que foi vendido ao Atlético de Madrid. Do outro lado, o time Flamenguista celebra a estreia do técnico Jorge Jesus.

O EMBATE: O jogo começou movimentado, com as duas equipes colocando um ritmo intenso. Em apenas três minutos de jogo, Athletico e Flamengo criaram uma chance para cada lado. O Athletico, vendo que o Flamengo marcava com suas linhas altas, procurava o passe em profundidade para surpreender a defesa do adversário. A equipe carioca buscava propor o jogo, mas com dificuldades para sair de trás, cometendo muitos erros de passe. E em uma dessas saídas, o time carioca errou, e o Furacão quase marcou. Marcelo ficou cara a cara com o Diego Alves, mas o arqueiro travou a bola e evitou o gol.

Aos 19’, Marco Ruben balançou as redes, mas o lateral Márcio Azevedo, que fez o passe, estava impedido no lance. Gol anulado. A partida ficou mais equilibrada após os 25’, com o Athletico mais agudo no ataque. Aos 44’, após sobra na entrada da área, Nikão, de primeira, arriscou uma bomba rasteira, mas parou em Diego Alves, que espalmou. Já nos acréscimos, Halter, depois de uma cobrança de escanteio, teve a chance de marcar, mas bateu forte para fora.


Na segunda etapa, o Flamengo teve uma grande chance aos 2’. Após vacilo da marcação do Athletico, Gabigol recebeu a bola cara a cara com Santos. O goleirão rubro-negro cresceu e evitou o gol. Depois de ter dois gols anulados, aos 2’, o Athletico abriu o placar do jogo. Em cobrança de escanteio, após casquinha no primeiro pau, a bola sobrou limpa para Léo Pereira. O camisa 4 só teve o trabalho de empurrar para o gol. 1 a 0. O Furacão, superior na partida, seguiu criando chances. Aos 12’, em lançamento em profundidade, Marcelo ganhou do marcador, mas, na hora de finalizar, sentiu um toque dentro da área e caiu. O árbitro revisou no VAR, mas marcou uma falta para o Flamengo antes do lance, revoltando a torcida paranaense.

Na jogada seguinte, após mais de 7’ de paralisação com o VAR, o Flamengo aproveitou a falta de concentração do Athletico para empatar. Em cobrança de lateral, Gabigol recebeu dentro da área e, com um toque por cobertura, deixou tudo igual. O jogo ficou mais aberto. O Athletico se lançou para o ataque, e o Flamengo, com uma transição rápida, incomodou o time da casa. Mas, na base da pressão, e organizado, o Furacão foi mais perigoso, pecando apenas no último detalhe. Com a polêmica do VAR, o clima esquentou nos últimos minutos. Lances duros e muito protesto parte do torcedor. Mas o placar não mudou. Athletico 1 a 1 Flamengo.


PRÓXIMA PARTIDA: O Athletico volta a campo no domingo, contra o Internacional, às 16h00, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro Série A, na Arena da Baixada. Já o Flamengo recebe o Goiás no domingo, às 16h00, no Maracanã.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: Santos; Jonathan, Lucas Halter (Robson Bambu), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão (Bruno Nazário); Marcelo (Vitinho) Cirino, Marco Rúben e Rony. Tec. Tiago Nunes

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Willian Arão, Cuéllar (Everton Ribeiro) e De Arrascaeta; Vitinho (Diego), Bruno Henrique (Piris da Mota) e Gabigol.  Tec. Jorge Jesus

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 1 X 1 FLAMENGO XXXXXXXX

GOLS: Léo Pereira aos 4’ do segundo tempo (Athletico) | Gabigol aos 19’ do segundo tempo (Flamengo).
CA: Léo Pereira (Athletico) | Rodinei (Flamengo)
ÁRBITRO: Anderson Daronco.
ASSISTENTES: Rafael da Silva Alves. Leirson Peng Martins.
LOCAL: Arena da Baixada, em Curitiba.

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.