PROPAGANDA

[TAÇA PR] Iguaçu vence novamente XV de Novembro e está na final da Taça Paraná


Iguaçu e XV de Novembro se enfrentaram na tarde deste sábado (22), no Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli. O duelo foi válido pela volta da semifinal da Taça Paraná. Depois de aplicar um 3 a 0 na ida, o Galo não teve vida fácil, mas saiu com a vitória por 2 a 1, e a vaga na grande final da competição. Na decisão, o atual campeão  vai tentar revalidar o título encarando um velho conhecido, o rival Trieste em mais um Clássico da Polenta. 

#TAÇA PR
                                                                                         Por Larissa Turko 

PRÉ-JOGO: Na primeira partida deu Iguaçu, a equipe de Santa Felicidade não deu chances para o rival e aplicou um expressivo 3 a 0, garantindo assim uma boa vantagem para a partida de volta dentro de casa. O XV de Novembro viu a vaga para a final ficar mais distante e para conseguir manter o sonho precisa de uma remontada nos domínios do rival.  

O EMBATE: Com um início movimentado as duas equipes tinham um grande fluxo de jogo. Mesmo com a pressão dos donos da casa, o XV não se intimidou e deu canseira para o adversário logo no início. Com um esquema onde criava no meio com Caio e distribuía para Marciano e Marcelo nas pontas. A equipe Alvinegra de Colombo, aproveitou a dificuldade de passes do rival, e acho uma brecha para fazer o seu gol. Aos 8', Anderson mandou lançamento para Nego Love que dominou, deixou seu marcador para atrás e tocou rasteiro na saída do goleiro. A equipe de Santa Felicidade, tentava criar um ritmo mais constante, buscando se organizar em campo. O time que explorava as bolas longas, acabava desperdiçando na parte final onde era frequentemente desarmado. A sua melhor chance venho em contra-ataque. Baroni apareceu para finalizar e marca o gol, mas estava impedido no lance. Na sequência, Bianchini aceitaria a bola na trave. 

A partida ficou quente, a arbitragem não estava agradando o Iguaçu, que reclamava assiduamente sobre as faltas em campo. A equipe que não conseguia se acertar em campo, tinha intensidade, criava lances de perigo, mas errava no toque final. O XV de que pressionava e arriscava em busca do segundo, reclamaria de um pênalti aos 36'. Os atletas alegavam que a bola teria acertado o braço do jogador do Iguaçu, mas o árbitro deu apenas escanteio. Com os nervosos quentes, o jogo ainda ganharia um capítulo um tanto quanto curioso. Um torcedor do Iguaçu arremessou no campo uma bomba. Uma confusão se instaurou e o juiz interrompeu a partida para que os ânimos fossem contidos. O torcedor foi identificado, afastado após a chegada da polícia e um boletim de ocorrência feito. Depois de três minutos a partida reiniciou. Contudo, não teve nenhuma mudança no placar que terminou parcialmente em 1 a 0 para o XV de Novembro.  


Na volta dos vestiários, os donos da casa a utilizavam dos lançamentos na área pressionado a saída de bola. Uma das principais dificuldades do Galo era passar pelo zagueiro Du. O jogador fazia uma partida muito consistente, com diversos desarmes e interceptações nos lances. O baixo rendimento de Baroni que tinha dificuldades na criação das jogadas. O ritmo na segunda etapa era de tensão, as equipes não se acertaram em campo. O entrosamento não existia, fazendo com que os passes fossem desperdiçados. Nem os avanços pelas laterais em velocidade faziam com os espaços se abrissem em nas jogadas.  

As mudanças táticas também seguiram o desenrolar da partida. Enquanto o XV sofria com as lesões e fez as três substituições baseadas nisso. O Iguaçu colocou na quinta marcha e foi pra cima. Essa iniciativa deu efeito, e aos 29' Felipe Caron sofreu pênalti. Quem converteu foi Roney que bateu tranquilamente a cobrança. A equipe que ganhou fôlego e conseguiu a virada pouco tempo depois aos 35' com Alex Pinhais. O jogador se antecipou bem na jogada e de primeira mandou para o gol. Foi com o domínio final do Iguaçu, que partida chegou aos seus minutos finais. Com uma importante virada - somado aos 3 a 0 do jogo de Ida - os donos da casa garantem a vitória nos dois jogos e a vaga na grande decisão da Taça Paraná. O adversário será o velho conhecido Trieste. 


PRÓXIMA PARTIDA: Na decisão da Taça Paraná, o Iguaçu enfrenta a equipe do Trieste que se classificou contra o Palmeiras, na última quinta (20). A data da final ainda não está definida. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

IGUAÇU: 1 Rodrigo; 2 Passarinho (13 Aderaldo), 3 Emerson, 4 Neto e 6 Bruninho; 5 Marquinho (18 Felipe Caron), 8 Nilvano, 10 Baroni (16 Alex Pinhais) e 11 Roney; 7 Bianchini e 9 Diego (19 Pedro Oldoni). Tec. Luisinho Netto. 

XV DE NOVEMBRO: Eron; 2 José Luiz (13 Athos), 3 Du, 4 Marcio e 6 Anderson; 5 Zé Nunes (19 Bruno), 8 Juninho, 10 Caio e 11 Marcelo; 7 Nego Love e 9 Fabio (17 Gigante). Tec. Gabriel Pereira  

FICHA TÉCNICA – IGUAÇU 2X  1  XV DE NOVEMBRO XXXXXXXXXX 

GOLS: Roney aos 30' do 2°tempo e Alex Pinhais aos 35' do 2°tempo | Nego Love aos 8' do 1ºtempo (XV) 
CA: Bruninho, Vinicius Negocek (prep. físico) (Iguaçu) e Gabriel Pereira (técnico) (XV) 
ÁRBITRO: Robson Babinski  
ASSISTENTES: Fernando Cesar Tobias (1) e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto (2) 
LOCAL: Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, em Curitiba 

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.