PROPAGANDA

[ACESSO PR] São Joseense vence Nacional de virada na abertura da Divisão de Acesso do Paranaense 2019



Na manhã deste domingo (7), São Joseense venceu de virada por 2 a 1 a equipe do Nacional, no Estádio Municipal do Pinhão, na cidade de São José dos Pinhais. Em um jogo quente e pegado, com duas expulsões e um pênalti perdido, o São Joseense conseguiu a virada e, consequentemente, os três pontos. Já o Nacional, não teve vida fácil, e terminou com nove em campo. A partida foi válida pela 1ª rodada da Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense de 2019


#ACESSO 2019
Por Larissa Turko

PRÉ-JOGO: Nesta primeira fase as equipes se enfrentam em turno único, em nove rodadas. Os oito melhores avançam à segunda fase, enquanto os últimos serão rebaixados para a Terceira Divisão. No ano passado, a equipe do São Joseense acabou batendo na trave e ficou em terceiro na classificação geral da segunda divisão do estadual. Já o Nacional, fez uma campanha segura e consistente na temporada passada e acabou sendo o campeão da terceira divisão do paranaense de 2018. Dos 12 jogos que disputou venceu nove vezes, empatou outras duas e sofreu apenas uma derrota. Além dos 29 gols marcados, sete desses foram artilheiro da equipe, Edson Dias.

O EMBATE: A partida que iniciou atrasada em 15 minutos, por conta da chegada da ambulância foi se desenhando para o São Joseense. A equipe começou melhor, roubando bolas e pressionando a zaga do rival. Do outro lado, o Nacional segurou as investidas nos quinze minutos iniciais, enquanto entrava no ritmo da partida. A equipe da cidade de Rolândia foi melhor quando trabalhou as jogadas com os contra-ataques pelo meio. Já o Tricolor de São José dos Pinhais conseguiu chegar quando atuou pelas laterais do campo.

Ambas as equipes tiveram algumas chances, mas as finalizações foram sem precisão na direção do gol. Jogando em casa, o São Joseense pressionou bem mais na etapa inicial, tanto que conseguiu um pênalti. No lance, uma boa jogada de ataque e o goleiro Thiago foi para a dividida, mas só encontrou o pé do adversário. O camisa sete do São Joseense, Everton, cobrou e mandou na trave a chance de abrir o placar. Mesmo com a chance criada e que originou a penalidade, os erros de passes e as faltas desnecessárias fizeram com que as jogadas não tivessem fluidez.


Ou seja, o Nacional se defendeu, tentou as tabelas curtas para avançar ao ataque, mas esbarrou na boa defesa do rival. O São Joseense teve algumas chances rápidas com o lateral Kauhan, que deu dificuldade para seus marcadores. Mas outro ponto chamou a atenção no jogo, já que os ânimos dos jogadores estavam ao máximo, pois o árbitro tentou levar na conversa algumas situações. Porém, minutos depois, aconteceu a primeira expulsão da partida. Caíque fez falta dura e levou o cartão direto. Nesse ritmo e embaixo de chuva, a partida foi para o intervalo com o empate em 0 a 0.

Com um jogador a menos, o técnico do Nacional voltou do intervalo com uma postura diferente, pois recuou o time e deixou apenas Lucas e Romário avançados. Devido a isso, os donos da casa tiveram mais volume de jogo. Mesmo assim, pecaram na troca de passes. Nem mesmo dobrando a marcação fez com que os erros diminuíssem e as chances de gols criadas não foram aproveitadas. Por isso, com o time adversário fechado, Luciano Simm mudou o time. Não deu outra, com um segundo tempo bem diferente, a bola ficou presa no meio de campo.

Devido a isso, as duas equipes não conseguiram dar sequência nas jogadas. O Nacional tentou alguns ataques, mas demorou para avançar, o que deu oportunidade e tempo para rival se recompor com tranquilidade. Entretanto, a equipe não se abalou e buscou seu gol em cobrança de falta. Aos 23’, Romário foi derrubado na entrada da área. O mesmo cobrou e mandou no canto esquerdo do goleiro. Depois de tomar o gol, a equipe da casa não demorou para conseguir o empate.  O lateral Caio foi até a linha de fundo, cruzou rasteiro na área para Rodrigo completar e empatar o duelo no Pinhão. O atacante chegou a dividir com o goleiro, mas na sobra mandou para as redes. Com o jogo esquentando, o árbitro começou a distribuir amarelos e expulsou mais um jogador do Nacional. Dessa vez, Leandro fez falta e recebeu o vermelho direto.


Nos minutos finais, com superioridade numérica, o tricolor se encontrou e encaminhou a virada. Em novo cruzamento na área, Erick subiu sozinho, livre de marcação, e cabeceou para o fundo do gol. Após o gol de desempate e com a vitória encaminhada, o São Joseense passou a tocar a bola até o apito final e consolidou sua vitória por 2 a 1 na estreia do certame.

PRÓXIMA PARTIDA: Na próxima rodada, o time do São Joseense enfrenta o Rolândia Esporte Clube, no Estádio Erich George. Já a equipe do Nacional jogará no Estádio Dr. Waldemiro Wagner, contra Paranavaí.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

SÃO JOSEENSE: 1 Lucas; 2 Lucas Marques, 3 Rodrigo, 4 Marcelo e 6 Caio; 5 Evandro, 8 William (18 Rodrigo), 10 Luciano (14 Erik) e 11 Kauhan; 7 Everton e 9 Eric. Tec.  Luciano Simm

NACIONAL AC: 1 Thiago; 2 Wesllen, 3 Mateus Santos, 4 Luiz Carlos e 6 Helton; 5 Ewerton, 8 Caique Matos, 7 Lucas Mateus (13 Leandro) e 10 Josemar (14 Thiago); 11 Caique Roberto e 9 Romário . Tec. Vavilson.

FICHA TÉCNICA – SÃO JOSEENSE 2 X 1 NACIONAL XXXXXXXXXX

GOLS: Romário aos 23’ do 2T (NACIONAL) e Rodrigo aos 26’ do 2T e Eric aos 36’ do 2T (São Joseense)
CA: Caio (São Joseense) e Lucas Mateus, Thiago, Caique Roberto e Ewerton (Nacional)
CV: Caique Roberto e Leandro
ÁRBITRO: Leonardo Polatti Anad Portella
ASSISTENTES: Remy Neves Stephan Moro e Alisson Alceu Bernardi Lovato

LOCAL: Estádio Municipal do Pinhão, em São José dos Pinhais

ENTREVISTA DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




PROJETO DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

2 comentários:

  1. Parabéns pela matéria, é muito importante p/ o crescimento do futebol local! Só um detalhe, a primeira expulsão não foi direta, Caíque já tinha amarelo.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.