PROPAGANDA

Athletico vence Operário e segue 100% na Taça Dirceu Krüger


Na noite desta quarta-feira (20), o Athletico venceu o Operário por 3 a 0 na Arena da Baixada, em jogo válido pela 3ª rodada da Taça Dirceu Krüger. Os gols da partida foram marcados por Lucas Halter e Marquinho (2x). Com o resultado, o Furacão segue líder do grupo A, com 100% de aproveitamento, enquanto que o Operário cai para quarto na tábua de classificação na Taça Dirceu Kruger, o segundo turno do Campeonato Paranaense de 2019.

#PARANAENSE 2019
Por Lucas Ravel

PRÉ-JOGO: As duas equipes entraram em campo de olho na liderança do grupo A. Para o confronto, a equipe do Athletico promoveu três alterações em relação à partida com o Maringá. Entram Paulo André, Rossetto e Léo Cittadini. O time do Operário também entrou com mudanças, pois Pedrinho entrou no lugar de Léo. Na rodada anterior, a equipe rubro-negra venceu pelo placar de 4 a 0 o escrete do Maringá FC, enquanto que o time do Operário venceu o Toledo pelo placar de 2 a 1.

O EMBATE: Com bola rolando, o primeiro tempo do jogo foi movimentado. A partida mal começou e o Athletico já abriu o placar aos 4 minutos. Khellven cobrou escanteio da direita, Lucas Halter pegou de voleio, mandou no alto e fez 1 a 0 para os rubro-negros. O Operário foi uma equipe que perdeu muitos gols. Teve várias oportunidades para marcar na sequência. As duas primeiras foram com Batatinha no centro da área, mas o atacante bateu no centro do gol e o arqueiro Léo levou a melhor no duelo com o camisa 9 do Operário. A equipe alvinegra ainda teve outra chance, desta vez com Cleyton, em cobrança de falta, mas Léo defendeu tranquilamente.


Lucas Batatinha teve outra chance, a melhor de sua equipe no primeiro tempo. O camisa 9 foi lançado, nas costas da defesa, chegou na frente de Léo, com o gol aberto. Mas finalizou em cima do goleiro, que defendeu com o peito. O Athletico respondeu na sequência, em duas oportunidades. Na primeira, Léo Cittadini finalizou colocado na trave. Na segunda, Marquinho cobrou falta frontal aos 28’, por cima da barreira, sem chance para Simão e fez 2 a 0 para os rubro-negros. Minutos após o gol, o lateral-direito Léo, do Operário, foi expulso pelo segundo cartão amarelo. Com um a menos, o Fantasma deixou de atacar e foi dominado até o final do primeiro tempo.

O segundo tempo iniciou como terminou o primeiro. O Athletico seguiu no ataque e marcou o terceiro gol aos 17 minutos. Vitinho apareceu na esquerda e cruzou para Marquinho, que só teve o trabalho de completar para as redes e fazer o seu segundo no jogo. O terceiro gol fez com que o jogo ficasse morno. O Athletico seguiu tendo a posse de bola, mas sem muita agressividade. O Operário, focado em não tomar mais gols, se segurou.


A única boa chance do Operário no segundo tempo foi aos 42 minutos, quando Cleyton acertou a trave em chute da entrada da área.  No rebote, Índio chutou acima do gol. Mas foi só, e o Athletico saiu com a vitória e se mantém com 100% de aproveitamento na Taça Dirceu Krüger.

PRÓXIMA PARTIDA: O Athletico entrará em campo contra o Foz do Iguaçu, na Arena da Baixada, no próximo sábado (23), às 18h. Já o Operário jogará contra o Maringá, um dia depois (24), às 16h, no Germano Krüger.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1- Léo, 3- Lucas Halter, 4- Zé Ivaldo, 6- Paulo André (13- Éder); 2- Khellven, 5- Rossetto, 8- Léo Cittadini (18- Erick), 7- Vitinho; 11- Jaderson, 10- Marquinho (20- Matheus Anjos) e 9- Bergson; Técnico: Rafael Guanaes.

OPERÁRIO: 1- Simão, 2- Léo, 3- Alisson, 4- Sosa, 6- Peixoto; 5- Chicão, 8- Índio, 7- Rafinha (21- Jean Carlo), 10- Robinho (16- Serginho Paulista), 11- Cleyton e 9- Lucas Batatinha (20- Bruno Batata); Técnico: Gerson Gusmão.

FICHA TÉCNICA – ATHLETICO 3 X 0 OPERÁRIO XXXXXXXX

GOLS: Lucas Halter (aos 4’ do 1º T) e Marquinho (aos 28’ do 1º T e aos 17’ do 2º T)
CARTÕES AMARELOS: Léo Cittadini, Bergson, Vitinho, Khellven, Jaderson (Athletico), Léo (Operário)
CARTÃO VERMELHO: Léo (Operário)
ÁRBITRO:  Adriano Milczvski
ASSISTENTES: Jefferson Cleiton e André Severo
LOCAL: Arena da Baixada, Curitiba
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.