PROPAGANDA

Paraná Clube vence Londrina fora de casa, mas ambos estão eliminados


Londrina e Paraná Clube se enfrentaram na tarde deste domingo (10), no Estádio Café, em jogo válido pela última rodada da Taça Barcimio Sicupira. Ambos buscavam a vaga nas semifinais, mas mesmo com a vitória do Paraná, nenhuma das equipes se classificaram. Andrey e Fernando Timbó marcaram para o Tricolor, e Uelber descontou para o Tubarão.

#PARANAENSE 2019
Por @viniciuseira

PRÉ-JOGO: Londrina e Paraná chegaram animados para o jogo decisivo por conta de suas classificações na Copa do Brasil no meio de semana, contra Americano-RJ e Itabaiana-SE respectivamente, e retomavam suas atenções para o Paranaense em busca de uma vaga nas semifinais da Taça Sicupira. A missão do Londrina era mais fácil, só dependia de si; já o Paraná precisava vencer, torcer por uma derrota do Coritiba, e que Cianorte e Cascavel CR pelo menos empatasse, além de tirar dois gols de saldo do Coxa. O Tubarão ainda contava com todo o elenco a disposição, e o Tricolor da Vila não poderia contar com Rafael Carioca e Juninho, lesionados.

O EMBATE  - Londrina e Paraná começaram o jogo de forma muito equilibrada. As duas equipes se postaram em formação espelhada no 4-3-3, mas se respeitavam muito. Defensivamente, o Londrina deixava apenas Uelber mais avançado, e marcava com linhas hibridas. Já o Paraná mantinha o seu trio de ataque na linha do meio campo para buscar contra-ataques. A primeira chance do jogo se deu com um avanço de Marcelinho pela ponta direita. O atacante venceu Guilherme Santos na velocidade e cruzou para Germano na entrada da área, mas o meia do Tubarão finalizou para fora.

Quatro minutos depois, o Paraná abriu o marcador. Andrey recebeu sozinho no meio e finalizou forte, a bola encobriu Emerson, tocou no travessão e entrou. 1x0 Paraná. Defensivamente, o Londrina sentiu o gol. Andrey flutuava pelo meio, e as triangulações Paranistas abria espaços entre as linhas do Tubarão. E foi em uma tabela que o Paraná chegou ao ataque mais uma vez. Guilherme Santos fez boa trama com Alesson pela esquerda, e cruzou rasteiro, Andrey chegou finalizando na segunda trave, mas Emerson cresceu na frente do atacante e fez boa defesa.

O lateral Felipe, que já foi muito questionado pelo torcedor londrinense, fez hoje sua melhor atuação com a camisa alviceleste. E na primeira subida ao ataque, o jogador do Tubarão fez cruzamento venenoso tirando da zaga e encontrando Uelber sozinho dentro da área para empatar o jogo. Mas após o gol, o jogo voltou a ficar amarrado no meio, e quando tudo parecia caminhar para um empate no intervalo, o Paraná retomou o placar. Após escanteio cobrado na área, Romulo afastou mal, no rebote Guilherme Santos bateu cruzado, Fernando Timbó conseguiu dominar o chute e colocou a bola no ângulo da meta defendida por Emerson, 2x1.


Para o segundo tempo, Alemão colocou Luquinha e Junior Ramos, mas foi o meia revelado na Copinha deste ano que mudou o jogo, dando mobilidade ao meio campo do Londrina, que passou a primeira etapa apagado. Aos 5’, uma sequência de chances para o Tubarão. Primeiro a torcida pediu pênalti após bola cruzada de Germano desviar em Eder Sciola, mas o juiz mandou seguir. Na sequência Marcelinho finalizou rasteiro e obrigou Thiago Rodrigues a trabalhar, após bola mal afastada pela zaga. E após o segundo escanteio, a bola atravessou a área e Felipe cruzou fechado, rente a trave adversária, mas para fora.

O Londrina sentiu que era o momento do empate, e se lançou ao setor ofensivo. Aos 9’, Emerson lançou, Uelber escorou e Marcelinho entrou na área, cortou para o meio e finalizou, mas a bola foi nas mãos do goleiro. Três minutos depois, foi a vez de Anderson deixar o zagueiro Rodolfo perdido e finalizar contra a meta Paranista, mas sem êxito. Aos 15’, talvez a melhor chance de empate do Londrina. Raí Ramos recebeu a bola sozinho no meio campo, arriscou e a bola explodiu na trave esquerda de Thiago Rodrigues. Quatro minutos mais tarde, Anderson faz longo lançamento para Luquinha. O meia driblou quatro adversários, mas chegou desequilibrado para finalização e não obrigou o goleiro a fazer grande defesa.

Os últimos 20 minutos de jogo foram de poucas chances. As duas equipes sentiram muito o forte calor que fez na hora do jogo, e o ritmo diminuiu. O Paraná ainda tentava algumas conexões de contra-ataque, e o Lec buscava jogadas de fundo, mas nenhuma foi aproveitada pelo ataque.


PRÓXIMA PARTIDA: Londrina e Paraná só voltam a campo daqui um mês pelo campeonato Paranaense. O Tubarão vai a Ponta Grossa encarar o Operário. Já o Paraná recebe o Cascavel FC, a Vila Capanema, em Curitiba. Entretanto, as duas equipes se enfrentam pela Copa do Brasil, no Estádio do Café, em data ainda a ser definida pela CBF.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LONDRINA: 12 Emerson; 2 Raí Ramos, 4 Silvio, 3 Marcondes e 6 Felipe Vieira; 5 Rômulo (18 Junior Ramos), 8 Germano e 10 Matheus Bianqui (20 Luquinha); 11 Marcelinho (21 Luidy), 9 Uelber e 7 Anderson Oliveira. Téc: Alemão.

PARANÁ: 1 Thiago Rodrigues; 2 Éder Sciola, 3 Rodolfo, 4 Fernando Timbó, 6 Guilherme Santos; 5 Luiz Otávio, 8 Fernando Neto (17 Itaqui), 10 Higor Leite (20 Maicosuel); 7 Andrey (18 Kesley), 11 Alesson e 9 Jenison. Téc: Dado Cavalcanti.

FICHA TÉCNICA – LONDRINA 1X2 PARANÁ XXXXXXXXXXXXXXX

GOLS: Uelber aos 24’1T (Londrina) | Andrey aos 15’1T e Fernando Timbó aos 40’1T (Paraná Clube).
CA: Felipe Vieira (Londrina) | Andrey (Paraná Clube).
ÁRBITRO: Fábio Filipus.
ASSISTENTES: João Paulo Romano Queiroz e César da Silva Nogueira.
PÚBLICO TOTAL/RENDA: Total de 1372 pessoas para uma renda de R$27.766,00.
LOCAL: Estádio do Café, Londrina.

drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.