PROPAGANDA

Operário e Rio Branco empatam na Estradinha e ficam situações opostas no certame


Na tarde deste domingo (3), Rio Branco e Operário empataram em 1 a 1, na Estradinha, em Paranaguá. O duelo foi válido pela 5ª rodada do Campeonato Paranaense do primeiro turno. Os gols foram marcados ainda no primeiro tempo, por Alisson, para o Fantasma, e Índio, para o Leão. Com o empate, o time do Operário ainda segue próximo de garantir a vaga na fase semifinal, enquanto que o Rio Branco já não tem chances de classificação.


#PARANAENSE 2019                                        
Por Lucas Ravel

PRÉ-JOGO: Duas equipes que foram derrotadas na última rodada. O Leão entrou com três desfalques para o duelo diante o Operário: Paulo Henrique e Alexsandro, suspensos, e Jackson lesionado. Enquanto que pelo lado do Operário, Gérson Gusmão fez alguns testes na equipe e foi modificada para o duelo. Uma das mudanças foi a entrada de Danilo Baia no lugar de Léo, lesionado.

O EMBATE: A equipe do Operário começou a partida controlando o duelo e fez o primeiro gol com 12 minutos. Após escanteio curto e cruzamento para a área, a defesa do Rio Branco deu “assistência” para Alisson, que esteve dentro da pequena área e completou para o fundo das redes. Com 18 minutos, foi a vez de Rodrigo, em má saída do goleiro, cabecear. Mas, a bola passou ao lado do gol.

Após a metade da primeira etapa, o Rio Branco melhorou e começou a atacar com mais intensidade. O resultado das investidas apareceu aos 25 minutos. Lucy pela na direita, limpou a marcação e cruzou para Índio cabecear e empatar o jogo. Antes do fim do primeiro tempo, o Rio Branco ainda teve outra grande chance. Em contra-ataque, Lucy lançou Bruno Andrade, que saiu na cara de Simão, mas finalizou mal.


No segundo tempo, o Operário começou partindo para cima, mas a primeira grande oportunidade foi do Rio Branco. Gleydson saiu em velocidade pela direita, impediu a bola de sair pela lateral e cruzou para Bruno Andrade, que ajeitou para Lucy bater no canto, mas Simão salvou. A partir disso, o Fantasma pressionou mais e teve duas chances em bolas paradas, aos 25’ e 31’. Na primeira oportunidade, Quirino apareceu livre e desviou, mas a bola saiu ao lado. Na segunda, Schumacher subiu para cabecear, mas a bola foi alta demais.

Os minutos finais do jogo foram movimentados e as duas equipes foram para o tudo ou nada. Aos 38 minutos, Quirino cruzou e Lucas Batatinha testou na trave.  A última chance do Operário na partida foi com Robinho. O jogador recebeu passe após tabela e finalizou de três dedos, no alto, mas Fraga pulou para fazer grande defesa. Os acréscimos do segundo tempo ficaram marcados pelo nervosismo, que impediu que o placar fosse alterado, terminando o jogo em 1 a 1.

PRÓXIMA PARTIDA: As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (10), às 17h. O Rio Branco jogará na Estradinha, contra o Foz do Iguaçu e o Operário enfrenta o Coritiba no Germano Krüger.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

RIO BRANCO: 1- Gustavo Fraga, 2- Lucas Marques, 3- Erwin, 4- Salazar e 6- Paulinho (16- Fabinho); 5- Anderson, 8- Válber, 10- Lucy (15- Warley) e 11- Andrezinho (17- Gleydson); 7- Bruno Andrade e 9- Índio; Técnico: Ednelson Silva

OPERÁRIO: 1- Simão, 2- Danilo Baia, 3- Alisson, 4- Rodrigo e 6- Peixoto; 5- Serginho Paulista, 8- Índio, 7- Rafinha (19- Lucas Batatinha), 10- Dione e 11- Jean Carlo (20-Quirino); 9- Schumacher (21- Robinho); Técnico: Gérson Gusmão

FICHA TÉCNICA – RIO BRANCO 1 X 1 OPERÁRIO XXXXXXXXXXX

GOLS: Alisson (12’ do 1ºT) |Operário| Índio (25’ do 1ºT) |Rio Branco|
CARTÕES AMARELOS: Lucas Marques (Rio Branco) Schumacher (Operário)
ÁRBITRO: Cristian Eduardo Gorski
ASSISTENTES: Tom Gomes Rocha e Danilo Padilha Porse
PÚBLICO TOTAL: 983 pessoas | RENDA: R$ 18.225,00
LOCAL: Estradinha, Paranaguá 
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.