PROPAGANDA

Athletico vence Cianorte por 1 a 0, mas ambas as equipes estão eliminadas


Depois de um primeiro tempo sem emoções, o Athletico conquistou a vitória com gol de Bruno Leite, seu primeiro como profissional, marcado aos 10 minutos da segunda etapa. Resultado não foi suficiente para classificação à próxima fase, e tanto Athletico quanto Cianorte estão fora das semifinais do primeiro turno do Paranaense 2019.


#PARANAENSE 2019
Por @YuriCasari

PRÉ-JOGO: Em situação delicada, o Athletico entrou em campo precisando não apenas vencer, mas ficar de olho em todos os outros resultados para em uma difícil combinação de resultados conquistar a classificação. O Cianorte também dependia de terceiros, mas tinha uma missão um pouco menos complicada. Bastava vencer e torcer por uma vitória do Operário sobre o Coritiba, em Ponta Grossa.

O EMBATE: Com uma escalação bem diferente em relação ao clássico contra o Paraná, o Athletico fez um primeiro tempo bem abaixo do que se espera. Apesar de ter mais posse de bola, como já é usual, a equipe não conseguiu produzir e finalizou apenas uma vez nos primeiros 45 minutos, em cabeçada para fora de Robson Bambu, já nos instantes finais. O Cianorte também não colaborou com o nível apresentado. Defensivamente, o Leão do Norte manteve o que já vinha apresentando, marcando com uma linha de cinco e dificultando o trabalho de meio de campo do adversário. No ataque, também repetiu as atuações anteriores, realizando a transição ofensiva de forma lenta e não conseguindo manter a bola no campo de ataque ou criar alguma oportunidade de gol.

Pelo terceiro jogo seguido, o lateral direito Reginaldo foi substituído no intervalo. Em seu lugar entrou Bruno Leite, que estreou pelos profissionais no clássico diante o Coritiba. E logo em seu segundo jogo como profissional conseguiu balançar as redes pela primeira vez. Aos 10 minutos, Robson Bambu serviu Bruno Leite pela esquerda. O jogador fintou um defensor já na grande área e bateu cruzado de direita. Silvio não segurou e aceitou. Foi o primeiro gol sofrido pelo Cianorte em 2019.


Após abrir o placar, o Furacão destrancou o Cianorte, que ao se soltar mais, deixou mais espaços para jogadas em velocidade. Em contrapartida, o Athletico também deu brechas na defesa, o que ao menos deixou o jogo mais aberto e divertido do que na primeira etapa, ainda que as finalizações continuassem raras. O Athletico foi melhor durante boa parte do segundo tempo, mas no final o Cianorte ficou próximo de marcar o gol de empate. Aos 38, Matheus Nego chutou de canhota e Léo mandou Lara escanteio. Cinco minutos depois, em lance similar, Xavier finalizou de esquerda e o goleiro atleticano fez nova defesa providencial, que garantiu os três pontos para o Furacão, que mesmo assim acabou eliminado do primeiro turno. Assim como o Cianorte, que sofreu apenas um gol em toda a fase, mas teve desempenho ofensivo pífio e também está fora das semifinais da Taça Barcímio Sicupira.

PRÓXIMO JOGO: As duas equipes voltam a campo pelo Paranaense apenas no segundo turno, pela Taça Dirceu Krueger. O Athletico, em partidas oficiais, joga agora apenas no dia 5 de março, pela Libertadores da América, diante do Tolima, da Colômbia. Pelo Paranaense, o próximo confronto é com o Toledo, no dia 9. Já o Cianorte enfrenta o Coritiba no dia 10.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ATHLETICO: 1. Léo, 11. Reginaldo (16. Bruno Leite), 2. Robson Bambu, 3. Lucas Halter e 4. Nicolas; 5. Christian, 6. Renzo, 8. Marquinho, 10. Demethryus e 7. Bill (15. Julian); 9. Bergson (18. Poveda). T: Rafael Guanaes.

CIANORTE: 1. Silvio, 2. Breno, 3. Montoya, 4. Mauricio e 6. Formiga (22.Matgeus Nego); 5. Jogando, 8. Carrilho e 7. Guiaria; 10. Fernandinho, 11. Paulinho (21. Filipe Ramon) e 9. Madalena (20. Xavier). T: Cristian de Souza.

FICHA TÉCNICA: ATHLETICO 1x0 CIANORTE XXXXXXXXX

GOL: Bruno Leite, aos 10’ do 2o tempo.
AMARELOS: Robson Bambu e Lucas Halter (CAP); Montoya, Formiga e Madalena (CIA).
ÁRBITRO: Selmo Pedro dos Anjos Neto.
ASSISTENTES: Wesley Waldir Marmitt e Welvys Fladerson Gomes Afonso.
PÚBLICO/RENDA: 4.515 pessoas | R$ 101.200,00
LOCAL: Arena da Baixada, em Curitiba.
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.