PROPAGANDA

Londrina vence o Rio Branco de virada e retoma a liderança do Grupo A

Fotos: Gustavo Oliveira/ Londrina Esporte Clube
O Londrina derrotou para o Rio Branco por 2 a 1 na noite desta quarta-feira (30), no Estádio do Café, em Londrina.  O duelo foi válido pela quarta rodada da Taça Barcímio Sicupira Júnior do Campeonato Paranaense 2019, o primeiro turno do Campeonato Paranaense de 2019. O Rio Branco abriu o placar na primeira etapa com Anderson Souza, mas, no segundo tempo, o Tubarão virou a partida. Germano, de pênalti, e Matheus Bianchi fizeram os gols alvicelestes.
  
#PARANAENSE2019
Por @danielmunizs

PRÉ-JOGO: Após a derrota no último domingo para o FC Cascavel, o Londrina buscava a reabilitação diante o Rio Branco. O desafio do treinador Alemão era conter o nervosismo da jovem equipe alviceleste e conquistar a primeira vitória em seus domínios. Duas alterações foram promovidas no time que entrou em campo na última rodada: o ponta Marcelinho, no lugar do Weverton, e o zagueiro Augusto, na vaga de Marcondes. O Rio Branco também almejava uma recuperação no certame após duas derrotas consecutivas. Ao final da terceira rodada, o Leão da Estradinha ocupava a penúltima posição na classificação geral do Campeonato Paranaense 2019 com apenas um ponto.
                                                                                          
O EMBATE: Com muita intensidade, o Londrina iniciou o duelo desta quarta pressionando o Rio Branco, forçando os erros de passe do adversário. Por isso, o Leão da Estradinha encontrava muita dificuldade em passar do meio de campo. Apesar da pressão, o Tubarão só conseguiu criar uma jogada que levou perigo à meta de Fraga, goleiro do adversário. Aos 8 minutos, Marcinho tocou para Uelber que, na força, ganhou a disputa com Salazar e entrou na área. O centroavante do Londrina bateu cruzado, mas a bola desviou na defesa e passou por cima do gol.

Apesar da pressão alviceleste, quem saiu na frente foi o alvirrubro. Gustavo, atacante do Rio Branco, passou por Romulo pelo meio do campo e tocou para Anderson Souza que, do meio da rua, finalizou rasteiro. A bola desvia, engana o goleiro Alan e balança a rede. O Tubarão continuou a pressionar o Leão da Estradinha, mas a equipe, mais uma vez, sofreu com o nervosismo característico de um elenco jovem. Marcinho, camisa 10 do Londrina, que iniciou a primeira etapa se movimentando e articulando as jogadas ofensivas, teve dificuldades em escapar da marcação dos volantes alvirrubros. O Rio Branco recuou, sem abdicar de contra-atacar o adversário, e segurou o placar até o intervalo.

Fotos: Gustavo Oliveira/ Londrina Esporte Clube
Na volta para a segunda etapa, o Tubarão voltou com Matheus Bianchi na vaga de Marcinho. O camisa 17, mais alto que o 10, deu uma nova dinâmica ao jogo, tendo mais facilidade em disputar no corpo as bolas com os volantes Anderson Souza e Paulo Henrique, do Leão da Estradinha. O Londrina também não aliviou a pressão do primeiro tempo e chegou com perigo logo aos 3 minutos. Romulo recebeu a bola na intermediária e arriscou um chute de fora da área, mas a bola passou ao lado da trave de Fraga. Aos 6, Matheus Bianchi tocou para Uelber, que acelerou rumo a grande área e chutou rasteiro, mas Fraga conseguiu fazer a defesa.

Aos 9, Germano lançou rasteiro para Anderson Oliveira, que arrancou da ponta esquerda em direção ao gol. O camisa 7 entrou na área, fez o corte, mas Fraga, arqueiro alvirrubro, fez a falta e o juiz assinalou o pênalti. Na cobrança, Germano bateu forte no meio do gol, sem chances para o goleiro, e empatou a partida. No minuto 18, Germano disputou no meio com a defesa adversária, ganhou a bola e chutou de fora de área no ângulo. Fraga espalmou e bola sobrou para Matheus Bianchi. O meia, também de fora da área, finalizou forte rasteiro e a bola explodiu na trave do lado esquerdo do gol.

Sem dar folga, a blitz alviceleste continuou. O Rio Branco adotou uma postura mais cautelosa e abdicar das investidas ofensivas para tentar frear o ímpeto do time mandante. Aos 28, Matheuzinho passou para Anderson Oliveira que, do meio, ajeitou e chutou rasteiro nas mãos do arqueiro rival. As entradas de Miullen, no lugar de Marcelinho, e Luquinha, na vaga de Uelber, deram um fôlego novo ao ataque do Tubarão, que, na defesa, anulava os espaços e frustrava as poucas jogadas ofensivas do Rio Branco. Aos 39, Luquinha, na entrada da área, recebeu passe de Romulo e arriscou de perna canhota, mas a bola subiu e passou por cima do travessão.

E nos acréscimos, quando o Rio Branco já estava com um jogador a menos, após a expulsão de Alexsandro, que fez uma falta sem bola em Luquinha, veio a virada alviceleste. Matheuzinho, aos 46 minutos, cruzou da ponta direita para o meio da área. A bola encontrou Miullen, que testou no canto direito, mas Fraga se esticou e fez uma bela defesa. No rebote, entretanto, Matheus Bianchi empurrou para dentro e fez o segundo gol do Londrina, garantindo a segunda vitória da equipe no Paranaense. 

PRÓXIMA PARTIDA: O Londrina vai à capital do Paraná enfrentar o Coritiba neste sábado (2), às 20 horas. No domingo (3), às 17 horas, o Rio Branco recebe o Operário na Estradinha.
                               
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

LONDRINA: 1. Alan; 2. Matheuzinho, 3. Augusto, 4. Silvio, 6. Felipe; 5. Romulo, 8. Germano, 10. Marcinho (17. Matheus Bianchi); 7. Anderson Oliveira, 11. Marcelinho (19. Miullen), 9. Uelber (20. Luquinha). TEC: Alemão.

RIO BRANCO: 1. Fraga, 2. Alexsandro, 3. Erwin, 4. Salazar, 6. Jackson (13. Paulo Fales); 5. Anderson Souza, 8. Paulo Henrique (14. Lucas), 10. André (16. Fabinho); 7. Valber, 11. Bruno, 9. Gustavo. TEC: Ednélson.

FICHA TÉCNICA – LONDRINA 2 X 1 RIO BRANCO XXXXXXXXX

GOLS:  Germano, aos 10 minutos do 2º tempo e Matheus Bianchi aos 46 da segunda etapa (Londrina) | Anderson Souza aos 11 minutos do 1º tempo (Rio Branco)
CA:  Paulo Henrique, Fabinho e Paulo Fales (Rio Branco)
CV:  Alexsandro (Rio Branco)
ÁRBITRO: David Herik Pinho
ASSISTENTES: Vinicius Leandro Moreira Martins e Paulo Gustavo Rivelini
PÚBLICO TOTAL: 846 pessoas. | RENDA: R$16.254,50
LOCAL: Estádio do Café, em Londrina
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.