PROPAGANDA

Dione marca no fim e Operário vence o Paraná Clube na estreia do Paranaense 2019


Na tarde deste domingo (20), o Operário venceu o Paraná Clube por 1 a 0 na Vila Capanema. O duelo foi válido pela estreia do Campeonato Paranaense de 2019 para as duas equipes. O primeiro tempo foi morno e ainda teve a expulsão de Eduardo, do tricolor da vila. Já a segunda etapa foi movimentada e Dione marcou no fim do jogo para dar números finais a partida. Triunfo que dá moral para equipe do Operário na sequência da competição.

#PARANAENSE 2019
Por @LucasRaveel

PRÉ-JOGO: A maior distância entre as equipes está no entrosamento. O Operário manteve a base que foi campeã da Série C do campeonato nacional. Diferente do Paraná Clube, que contratou 14 jogadores para a temporada e aposta também nos jogadores da base.

O EMBATE: A primeira etapa foi morna e as equipes sentiram a falta de ritmo de jogo com passes errados e botes atrasados. O Paraná Clube até tentou chegar o gol de Simão, mas não levou perigo. Do outro lado, o Operário apostou nos chutes de fora da área. Aos 18, Robinho chutou no canto direito, mas Thiago encaixou. Aos 33, Chicão bateu, mas a bola saiu ao lado do gol. O time curitibano teve que jogar com um a menos a partir dos 40 minutos. Eduardo, recém-contratado, levou o cartão vermelho por falta dura em Jean Carlo.

Na segunda etapa, o Operário foi para cima do tricolor da vila, explorando as laterais, que pouco foram usadas durante os primeiros 45 minutos. O Paraná Clube, mesmo em desvantagem numérica de jogadores, também atacou. Aos 13, fez boa trama de cabeça. Higor Leite lançou para Jenison, que escorou, mas Keslley cabeceou por cima do gol. O Fantasma respondeu em duas oportunidades com Robinho, de fora da área. Na primeira, defesa fácil de Thiago. Na segunda, o goleiro paranista teve que se esticar para salvar chute que iria no cantinho.


Após isso, o jogo ficou animado e houve uma chance para cada equipe. Higor Leite quase marcou em falta que passou rente à trave, a favor Paraná Clube. No lado do Fantasma, após cruzamento da lateral-direita, Bruno Batata concluiu acima do gol. O tricolor da vila ignorou o fato de estar com um a menos e se mandou ao ataque e, por pouco, não abriu o placar. Simão fez dois milagres. O primeiro em cabeçada de Timbó e o segundo em cabeceio de Rodolfo.

Gérson Gusmão colocou Schumacher e alteração deu resultado: ele cabeceou tirando tinta da trave, aos 39 minutos. Mas, aos 42' foi determinante para o gol do Fantasma. A bola foi lançada dentro da área, o atacante limpou a marcação e Dione pegou sobra na cara do gol para abrir o placar. Operário 1, Paraná 0. A equipe de Curitiba ainda tentou ir para cima, buscando se recuperar do prejuízo, mas o tempo era escasso e o apito final do árbitro decretou a vitória da equipe de Ponta Grossa.


PRÓXIMAS PARTIDAS: Os dois times voltarão a campo no dia 23. O Paraná enfrentará o Foz na Vila Capanema. Já o Operário joga contra o Cianorte, fora de casa.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ CLUBE: 1- Thiago Rodrigues; 2- Eder Sciola; 3- Eduardo; 4- Timbó; 6- Juninho; 5- Luiz Otávio; 8- Kadu; 10- Higor Leite (21- Alesson); 7- Andrey (14- Rodolfo); 9- Jenison; 11- Keslley (22- Rodrigo Carioca); Técnico: Dado Cavalcanti

OPERÁRIO: 1- Simão; 2- Léo (22- Quirino); 3- Alisson; 4- Sosa; 6- Peixoto; 5- Chicão; 8- Índio; 10- Robinho; 11- Jean Carlo (21- Dione); 7- Lucas Batatinha (20- Schumacher); 9- Bruno Batata; Técnico: Gérson Gusmão

FICHA TÉCNICA – PARANÁ 0 X 1 OPERÁRIO XXXXXXXX

GOLS: Dione (42’ do 2°T) [Operário]
CARTÃO AMARELO: Bruno Batata (Operário)
CARTÃO VERMELHO: Eduardo (Paraná)
ARBITRAGEM: Paulo Roberto Alves Júnior    
ASSISTENTES:  Wesley Waldir Marmitt e Eduardo Luis Teixeira Furiatti
PÚBLICO TOTAL: 5.014 pessoas | RENDA: R$ 122.090,00
LOCAL: Estádio Durival de Britto e Silva, Curitiba
drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.