PROPAGANDA

Maranhão, o destaque do confronto entre Vila Sandra e Vila Hauer


No último sábado (1), Vila Sandra e Vila Hauer jogaram no Estádio Ozório Claudino de Barros, em Curitiba. O duelo foi válido pelo confronto de volta da final da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018, categoria adulta. Mesmo com vantagem do empate, o alvinegro da Vila Sandra entrou ofensivo e ainda na primeira etapa marcou dois gols com Maranhão. O que poderia ter dado uma tranquilidade, gerou alguns sustos. Mas a reta final do segundo tempo ficou mais tranquila novamente, com Maranhão fechando a conta em 4 a 2. Confira a 96ª figurinha do álbum DRAP de 2018.


#FIGURINHA DO JOGO
Por @rafaelbuiar

O time do Vila Sandra tem uma característica de jogar com três atacante e um meio de campo móvel, com apenas um volante na retaguarda. Ou seja, um time literalmente ofensivo. Devido a isso, os atributos credenciaram o time do Vila Sandra na decisão da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018. Por isso, não seria no último jogo do campeonato que o treinador Marcos Franco iria mudar o jeito do time jogar.  O escrete que entrou em campo no último sábado foi o mesmo que jogou boa parte do campeonato, apenas com a alteração de Bambu com Adriano, que voltou como titular após lesão nas últimas partidas.

No mesmo ritmo das partidas anteriores, a equipe alvinegra já entrou pilhada e surpreendeu o escrete do Vila Hauer e todos que estiveram presentes no Estádio Ozório Claudino de Barros. Pantera cobrou o tiro de meta, a bola caiu na área do Vila Hauer e após bate rebate no sistema defensivo, Maranhão aplicou uma bicicleta e marcou o primeiro gol da/do tarde/jogo aos 7’ da etapa inicial.

O gol deu ânimo para o time da casa, que passou a frequentar com intensidade o campo do Vila Hauer. Mas foi somente aos 43’ que a equipe do Vila Sandra conseguiu ampliar o placar do Ozório Claudino de Barros e novamente com Maranhão. O camisa sete do escrete alvinegro, que é baixo de altura, ficou no segundo pau na cobrança de escanteio e recebeu livre, teve paciência para observar a meta e na sequência arrematar no canto direito de Diogo, que se esticou todo e mesmo com arremate fraco, não conseguiu evitar o gol.

Com 2 a 0 no placar a favor do Vila Sandra, o time ficou tranquilo até demais e quase foi surpreendido. Em jogada de escanteio, Italiano subiu mais que a zaga e diminuiu o placar aos 46’. Aos 49’, Teixeira acertou a trave. Sendo esse o último lance da partida no primeiro tempo, com a parcial de 2 a 1 para o Vila Sandra. Sustos que alimentaram a ambição do time visitante. Com isso, foram alguns minutos de pressão do Vila Hauer no início do segundo tempo. Ou seja, o time ficou exposto para as jogadas de contra-ataque. Não deu outra, o time do Vila Sandra passou a utilizar este estilo de jogo e aos 13’ falta próxima da área do Vila Hauer, com origem de jogada de contra-ataque. Caíque cobrou e marcou o terceiro.

Depois disso, a equipe do Vila Hauer se abriu ainda mais e persistiu em ficar no ataque depois de algumas alterações do treinador João Paulo Kochan. Devido a isso, duas bolas na trave e um gol aconteceram a favor do Vila Hauer. Enquanto que do outro lado, Maranhão esteve com gás e puxou algumas jogadas de contra-ataques. Mas o último do jogo não foi o camisa 7 que puxou, sim Sabão, que teve a frieza de levar até a linha de fundo e tocar para Maranhão se consagrar marcando o quarto do time da casa e o terceiro dele na partida.

Devido a isso, com ajuda direta na partida, marcando três gols e puxando na velocidade os contra-ataques, que foram fundamentais para decretar o triunfo diante o Vila Hauer e consequentemente o título da Série B do futebol amador de Curitiba. Sendo assim, Maranhão foi destaque da partida entre Vila Sandra e Vila Hauer, a 96ª figurinha do álbum DRAP de 2018.
drap
Tecnologia do Blogger.