PROPAGANDA

[JUVENIL] De virada, Nacional sai na frente do Ahú na decisão da Série B


Na tarde do último sábado (24), no Estádio Donato Gulin, o Nacional enfrentou o União Ahú pelo primeiro jogo da decisão da Suburbana 2018, categoria juvenil. O escrete do União Ahú saiu na frente do placar em uma bela cobrança de falta de Khaue, mas logo em seguida o Nacional empatou com Gabriel e no segundo tempo virou a partida com Lucas Ruas, garantindo a vantagem do empate para o jogo de volta.

#JUVENIL 2018
Por Adson Lima

PRÉ-JOGO: Após ficar com o vice-campeonato no ano passado, o Nacional chegou forte para essa final. O Azulão entrou no duelo invicto na competição e nas fases anteriores eliminou Urano e União Vila Torres. Do outro lado, o União Ahú classificou-se para as fases eliminatórias aproveitando-se de uma combinação de resultados. Na fase anterior passou pelo Bairro Alto nas penalidade e vem com o intuito de surpreender o favorito na final.

PRIMEIRO TEMPO: Equilíbrio foi a palavra do começo do confronto. O time do Boqueirão iniciou atacando e descolou alguns escanteios antes do relógio marcar 1 minuto de bola rolando. O time do bairro do Ahú já respondeu logo em seguida, conseguindo um escanteio também. Mas nenhuma das equipes conseguiram levar perigo para os goleiros.

Até a metade do primeiro tempo o jogo seguiu igual. Minutos depois, o camisa 10 do Ahú começou a aparecer no jogo. Na primeira tentativa, Gava arriscou um chute da entrada da área, mas errou o alvo. Na segunda finalização dos visitantes, o endereço final foi o gol. Gava sofreu uma falta na intermediária pela direita; Khaue chamou a responsabilidade na cobrança, ajeitou a bola e bateu com categoria por cima da barreira, inaugurando o placar na final.

Com a desvantagem, o Nacional posicionou-se mais a frente, com o técnico Alemão colocando Lucas Ruas no lugar de Pfeifer, deixando o time mais solto. Aos 36’, Gabriel recebeu uma bola pela direita e tentou o drible para cima do marcador, sem sucesso; na sequência, o camisa 11 bateu cruzado rasante ao gramado, fazendo a bola morrer no cantinho do gol. As equipes foram aos vestiários com o placar empatado.


SEGUNDO TEMPO: A segunda etapa começou morna, com o jogo pegado no meio campo e sem muitas alternativas no ataque. As jogadas individuais foram as que poderiam fazer diferença, abrindo espaços na defesa adversária. O Ahú teve Iago para fazer isso, enquanto que no Nacional Diego foi o responsável para desempenhar essa função.

O embate foi ganhando em emoção próximo da metade do segundo tempo. Quando em um escanteio para o escrete do Boqueirão, aos 18’ minutos, a bola foi cruzada fechada na área; na disputa entre os atacantes e zagueiros a bola esteve tomando a direção do gol, mas lá estava Patrick para salvar de cabeça em cima da linha. No lance seguinte, Diego recebeu uma bola cruzada rasteira na pequena área, mas pegou muito embaixo da bola e ela subiu.

Aos 24 minutos, em um lance despretensioso, Lucas Ruas fez jogada pelo meio e bateu de muito longe, mas o suficiente para a bola ir no canto direito baixo do goleiro Vinicius, virando o jogo para o Nacional. Na reta final, o Alviazul impediu chegadas do Ahú e ainda criou mais duas chances para ampliar o placar. Uma aos 31’, quando Gabriel saiu livre na cara do goleiro, mas parou em boa defesa de Vinicius. A outra foi com o zagueiro Lucas, que cobrou falta por baixo da barreira, obrigando o goleirão a trabalhar. Nos minutos que restavam, o Nacional administrou o jogo e garantiu a vantagem para o jogo de volta. Final no Donato Gulin, Nacional 2x1 União Ahú.


PRÓXIMA PARTIDA: No próximo sábado (1), no Estádio Ozório Claudino de Barros, o União Ahú receberá o Nacional pelo segundo jogo da decisão.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

NACIONAL: 1. Felipe; 2. Wagner, 3. João Victor, 4. Lucas, 6. Samuel; 13. Pfeifer (20. Lucas Ruas), 5. Matheus, 8. Guilherme; 7. Diego, 11. Gabriel e 9. Thiago (17. Micael). Técnico: Alemão.

UNIÃO AHÚ: 1. Vinicius; 2. Leonardo, 3. Patrick, 4. Gabriel, 6. Israel; 5. André Luiz (15. Lucas Henrique), 7. Eduardo (13. João Vitor), 10. Gava; 8. João Victor (16. Antônio), 17. Khaue e 9. Iago (11. Kevin). Técnico: Fernando Prado.

FICHA TÉCNICA – NACIONAL 2X1 UNIÃO AHÚ  XXXXXXXXXXX

GOLS: Kaue aos 26’ do 1ºT (Ahú); Gabriel aos 36’ do 1ºT e Lucas Ruas aos 24’ do 2ºT (Nacional).
ÁRBITRO: Rafael Vinicius Moura de Oliveira.
ASSISTENTES: Wesley Waldir Marmitt (1) e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto (2).
LOCAL: Donato Gulin, em Curitiba.

REPORTAGEM DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.