PROPAGANDA

Em jogo emocionante, Vila Hauer vira pra cima de Grêmio Ipiranga e nos pênaltis conquista vaga do acesso


Neste sábado (17), Vila Hauer e Grêmio Ipiranga fizeram o jogo da volta da semifinal da Divisão de Acesso da Suburbana. Em um jogo emocionante, o Vila Hauer conseguiu virar a partida no último lance depois de ter perdido dois pênaltis no tempo normal contra o Ipiranga e levar o jogo para as penalidades. Nas cobranças, o goleiro Osni se consagrou e defendeu um dos pênaltis que deu a classificação à final e a vaga do acesso à série A da Suburbana.

#SUBURBANA
Por Larissa Turko

PRÉ-JOGO: Jogando fora de casa, o Vila Hauer bem que tentou pressionar para sair com a vitória, saiu na frente mas acabou tomando a virada no jogo de ida. Com isso,  Ipiranga ficou a um empate do acesso à Série A da Suburbana. Para o Hauer só importava a vitória para seguir sonhando com o acesso. Na escalação, o Ipiranga viria sem Jhonny, autor do gol da vitória da semana passada, e o Hauer viria com Osni no gol no lugar do titular Diogo.

PRIMEIRO TEMPO: A partida começou pegada e o cronômetro não marcava nem cinco minutos quando Marcelo e Gamarra foram expulsos. No lance ,Marcelo tentou ficar com a bola e acabou dando um ponta pé em Gamarra, que revidou com uma cotovelada no rosto do atacante. O juiz viu a troca de agressões e deu o vermelho direto para ambos.

Depois das expulsões, os times não diminuíram as chegadas e faziam muitas faltas duras. Pouco a pouco as chances iam aparecendo. No Grêmio, Laguna e Moura tiveram oportunidades e desperdiçaram. Pelo lado do Hauer, Dog e Camilo chegaram próximos de abrir o placar. Com a vantagem do último jogo, o técnico Japa resolveu fechar o time mais atrás e buscava forçar o erro do adversário. Já o Hauer foi todo ao ataque e fazia muitas jogadas laterais, com diversos cruzamentos na área e gols perdidos.

E como quem não faz gol leva, o Grêmio Ipiranga não desperdiçou sua oportunidade. Em bola lançada na área, no último lance da primeira etapa, Marcelo emendou um lindo voleio e mandou para as redes para abrir o placar.




SEGUNDO TEMPO: Atrás no placar, o Vila fez duas substituições já no intervalo. Essa iniciativa deu certo e em uma cobrança de escanteio, Italiano foi derrubado na área e o árbitro deu pênalti. Na cobrança, Teixeira chutou rasteiro e o goleiro Jansen, que já vinha bem na partida, fez grande defesa. O Hauer não se abateu e foi em busca do gol de empate. A equipe passou a pressionar a zaga do Ipiranga que se defendia. Se no primeiro jogo o Hauer caiu de rendimento, no da volta quem deu abertura para o azar foi a equipe do Ipiranga. Os zagueiros do time do Capão Raso deram brechas e a bola foi lançada na área. Na jogada, Batata subiu mais que todos e cabeceou com força para empatar a partida aos 32 minutos.

A pressão do time foi tanta que pouco tempo depois do gol, novamente a defesa do Ipiranga errou e deu de presente mais um pênalti para Hauer. Mas o dia parecia não ser da equipe do Hauer e muito menos dos seus cobradores de pênalti. Dessa vez, Xuxa chutou com força e isolou a cobrança. O Ipiranga demonstrou estar nervoso e não aprendeu com os erros cometidos, perdendo muitas bolas na entrada da área. Já o Vila Hauer estava determinado a fazer o segundo e foi em busca, mesmo depois de perder os pênaltis. A raça da equipe foi recompensada e aos 50’ do segundo tempo, Luiz deu assistência primorosa na cabeça de Willian que mandou para o fundo das redes para virar a partida e levar o jogo para os pênaltis.
 
Nas penalidades, Lucas, Marcelo, Willian e Carlos converteram para o Ipiranga. Já Laguna não teve a mesma sorte de seus companheiros. O camisa 9 teve sua cobrança defendida pelo goleiro Osni, que atuou pelo Ipiranga na temporada passada. Além disso, viu a equipe do Hauer converter todas as suas cobranças com Teixeira, Batata, Luiz, Guderson e Willian, que fechou a sequência para dar a classificação à final e o mais importante: a vaga do acesso que garante a equipe na Seria A da Suburbana do ano que vêm. 


PRÓXIMA PARTIDA: Com a vaga do acesso já garantida, o Vila  Hauer enfrenta agora o Vila Sandra na final da Série B da Suburbana 2018.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Vila Hauer: 1.Osni, 2.Bolinha (18.Mueller), 3.Italiano, 4.Batata,  5.Campina (15.Xuxa), 8.Valdik (16.Jeferson), 7.Camilo, 14.Vagner (19.Guderson), 11.Willian, 10.Teixeira, 9.Marcelo.
Tec: João Paulo Kochan

Grêmio Ipiranga: 1.Jansen, 2.Moura, 3.Gamarra, 4.Dog, 5.Marcelo (15.Marcio), 20.Raul (13.Willian), 8.Pedro (6.Maranhão)(14.Luis), 11.Juliano, 17.Vinicius (18.Mazur)(7.Carlos), 10.Matheus (19.Lucas), 9.Laguna.
Tec: Japa.

FICHA TÉCNICA – Vila Hauer 2 X 1 Grêmio Ipiranga XXXXXXXXXXX

GOLS: Marcelo aos 46’ do 1T (Grêmio); Batata aos 32’ e Willian aos 49’ do 2T (Hauer).
CA:Camilo, Bolinha, Guderson, Jeferson (Hauer);  Laguna, Raul (Grêmio)
CV: Marcelo (Hauer); Gamarra (Grêmio)
ÁRBITRO: Lucas Paulo Torezin;
ASSISTENTES: Heitor Alex Eurich e Reube Dobrychlop dos Reis;
LOCAL: Estádio Donato Gulin, em Curitiba. 

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.