PROPAGANDA

[AMADOR PG] Metalurgente reage e empata com o América no primeiro jogo da final do certame


O Metalurgente F. C. enfrentou o América Pontagrossense na manhã deste domingo (4), às 9h45, no Estádio Nilton Sales Rosa, em Ponta Grossa (PR), pelo jogo de ida da Final do Campeonato Amador de Ponta Grossa 2018. O resultado foi de 2 a 2. Com o resultado, as duas equipes jogarão pela vitória no próximo jogo. Qualquer empate levará a disputa para pênaltis.


#AMADOR PG
Por: Cícero Goytacaz

PRÉ-JOGO: Após eliminar a Esportiva-W3, o Metalurgente F. C. veio à final motivado pela boa campanha ao longo do certame. Com apenas uma derrota na competição, foi ao jogo enfrentar o escrete de melhor desempenho no campeonato, o invicto América Pontagrossense. O Metalurgente empatou no primeiro jogo da semifinal por 2 a 2 e venceu no segundo por 3 a 2, enquanto que o América venceu o Carambeí nos dois embates, fora e em casa, por 4 a 1 e 3 a 1, respectivamente.

PRIMEIRO TEMPO: A bola rolou no Estádio Nilton Sales Rosa para o primeiro jogo da final. O ritmo começou apertado, com as duas equipes explorando espaços para propor o jogo. Nos primeiros dez minutos, o Metalurgente apresentou uma postura mais ofensiva que o adversário, forçando-o a organizar a marcação recuada. Contudo, isso não freou o time, que aproveitou os espaços pelos lados do campo para armar jogadas em contra-ataque. Aos 13’, após belo drible pela direita, Luis Felipe cruzou na área, mas Fabrício cabeceou sem direção. Aos 22’ o América chegou novamente com Henrique, que cobrou falta na área, mas Josemar jogou pra escanteio. Na sobra do tiro de canto, Edilson arriscou de fora da área, mas mandou por cima da meta.

A primeira meia hora de jogo foi marcada por tensão entre as equipes e excesso de faltas, em ambos os lados. O jogo se desenrolou no primeiro tempo de forma truncada, com desentendimentos entre jogadores e arbitragem. Aos 34’, o Metalurgente ficou com um jogador a menos em campo, quando Wanderley foi expulso por reclamação. O zagueiro já havia sido advertido com cartão amarelo. Estando em vantagem, não demorou para o América abrir o placar. Aos 36’, Biro levantou a bola para Ivan na área, que concluiu a jogada e balançou as redes pela primeira vez: América 1 a 0 Metalurgente.

Na reta final do primeiro tempo, o América quase ampliou a vantagem, aos 42’, quando Farinha avançou pela esquerda e chutou cruzado, mandando a bola para a linha de fundo. Passado de 45 minutos, o árbitro decretou o fim de um primeiro tempo agitado, com poucas conclusões de efeito, mas muita tensão entre os escretes.


SEGUNDO TEMPO: As equipes voltaram para o segundo tempo mais concentradas. O Metalurgente, com um a menos, procurou organizar o time para suprir a ausência do jogador expulso na primeira etapa, enquanto o América, nos primeiros minutos, manteve sua postura de controle, para administrar o resultado. Aos 9’, o América chegou com Rodrigo, que chutou colocado no canto alto do goleiro Julio, que realizou uma bela defesa. No escanteio, Edilson cruzou e Ivan subiu sem marcação para cabecear ao fundo do gol. América 2 a 0. O Metalurgente tentou responder na sequência, aos 11’, com Juninho, mas a conclusão não saiu com êxito.

O jogo se desenrolou durante o segundo tempo com o América controlando as ações ofensivas, cadenciando jogadas e fazendo valer o placar. Coube ao Metalurgente colocar a bola no chão e organizar a marcação, além de explorar, na saída de bola, os espaços na defesa adversária. Aos 27’, Fabrício fez pênalti em Juninho. Ele mesmo cobrou e converteu, América 2 a 1 Metalurgente, para trazer o escrete mandante novamente para o jogo, próximo à reta final do embate. A partir dos 30’, o Metalurgente passou a atacar mais em busca do gol do empate. Aos 31’, Cadinho, que veio do banco de reservas, cobrou falta direta para o gol. Ela desviou no caminho e matou o goleiro Fabiano, balançando as redes novamente e empatando a partida. Metalurgente 2 a 2 América.

Após o gol de empate do Metalurgente, o jogo que parecia decidido ganhou emoção nos dez minutos finais. Visivelmente, o América sentiu os dois gols sofridos em menos de cinco minutos. O Metalurgente, mesmo com um a menos, se organizou e tentou encontrar a oportunidade de virar o resultado. Na marca dos 40’, o escrete visitante voltou a atacar, fazendo o adversário recuar. Nos acréscimos, o América aumentou a pressão pelo gol da vitória, mas sem finalizações objetivas. Na marca dos 48’, Rodrigo Posser Borges apitou pela última vez no Estádio Nilton Sales Rosa: Metalurgente 2 a 2 América.


PRÓXIMO JOGO: América Pontagrossense e Metalurgente F. C. voltam a se enfrentar no próximo domingo (11), no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa (PR), pelo jogo decisivo da final do Campeonato Amador de Ponta Grossa 2018.

OS ESCRETES xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Metalurgente F. C.: 12-Julio, 3-Wanderley, 4-Erickson Zoio, 5-Diogo Paulista (19-Rodrigo), 6-Claudinei, 7-Eduardo (2-Ezequiel), 8-Michael, 9-Leandro (17-Marcos Vinicius), 10-Diego (13-Cadinho), 11-Junior, 15-Josemar (14-Elisson). Téc.: José Sabino Pinto.

América P. F. C.: 1-Fabiano Manco, 2-Henrique, 3-Caco, 4-Willian Neves, 5-Fabricio, 6-Biro (22-Marcelo), 7-Edilson (16-Rafael Cordeiro), 8-Ivan, 9-Alysson Farinha (15-Pelé), 10-Rodrigo (26-Luiz Roberto), 11-Luis Felipe (18-Reinaldo). Téc.: Waltermir Franckievicz.


FICHA TÉCNICA –Metalurgente F. C. 2 x 2 América P. F. C.

Gols: Juninho, Cadinho (MFC); Ivan (2x) (APFC).
CA: Wanderley, Rodrigo (MFC); Fabrício (APFC).
CV: Wanderley (MFC).
Árbitro: Leandro Polli Glugoski.
Assistentes:  Rodrigo Posser Borges (1); Allison Matheus da Silva (2).
Local: Estádio Nilton Sales Rosas, Ponta Grossa (PR).
drap
Tecnologia do Blogger.