PROPAGANDA

[SUB 19] Paraná perde novamente para o Figueirense e está eliminado da Copa Sul

Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
O time do Paraná recebeu o Figueirense na Vila Capanema na tarde desta terça (30). Na ida, o Tricolor perdeu por 2 a 1 e precisava da vitória em sua casa. No primeiro tempo o escrete paranista parou na forte marcação alvinegra. Na etapa final, o Figueira abriu o placar logo aos 44 segundos, com Gabriel, o que abalou muito o time da casa. Com isto, os visitantes controlaram o jogo e ampliaram o marcador com dois gols de João Diogo, fechando o placar em 3 a 0 e carimbado a vaga na próxima fase. 

#COPA SUL
Por Gabriel Sawaf

PRÉ-JOGO: Menos de uma semana depois do jogo de ida, os escretes voltaram a se enfrentar na Vila Capanema, para decidir quem avançaria à semifinal para enfrentar o Grêmio. Como venceu em Palhoça por 2 a 1, o Figueirense precisava apenas de um empate para conseguir a classificação. Já o Tricolor tinha que vencer por um gol de diferença para levar a decisão para os pênaltis ou por pelo menos dois para conquistar a vaga de forma direta. Para o duelo decisivo o Paraná não contava com o zagueiro Paulo Fales, que foi expulso no primeiro confronto, e Bruno Luiz, que estava suspenso. Porém o escrete paranista tinha  o reforço Rodrigo Carioca, que estava com o time profissional, Rafael Furtado, que estava lesionado, Vitinho, lateral que era do Sub 17 e estava com o time principal.

O EMBATE – A partida começou com o Paraná tentando encontrar espaços em meio a uma boa marcação catarinense. O Tricolor teve sua primeira oportunidade aos cinco minutos, quando João saiu errado e Warley tentou aproveitar o gol sem goleiro, mas chutou, de longe, por cima. Aos 20' o time da casa perdeu Rafael Furtado, que estava voltando de lesão e sentiu após sofrer entrada de Nicholas. Lucas Borges veio para o jogo em seu lugar. 

Os times não conseguiam chegar com perigo. O Figueira aproveitava a marcação alta do Paraná para jogar nas costas do adversário, porém tardava muito o último toque e acabava não criando oportunidades. O Tricolor ficava mais com a bola, mas se mostrava nervoso e precipitava muito em suas oportunidades. Aos 36' Warley cobrou falta para Matheus Maxim, que errou o movimento da cabeçada e desperdiçou uma grande chance. Aos 44' Wilson cobrou escanteio ensaiado com Warley e chutou, de fora da área, ao lado do gol, encerrando as chances de gol na primeira etapa. 


Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
O Figueira voltou com Gabriel no lugar de Echaporã. E logo aos 44 segundos o camisa 17 recebeu na esquerda, puxou para o meio e colocou na bochecha da rede, abrindo o placar.. O Tricolor ficou muito nervoso após sofrer o gol e o Alvinegro aproveitou. Aos oito Gabriel foi novamente lançado na esquerda, só que dessa vez tocou para o meio, Lucas fez um belo corta luz e a bola ficou com João Diogo, que colocou no ângulo e fez um golaço. 

Precisando fazer três gols, Luciano Simm fez duas alterações, colocando Vinicius Sacoman e Carlos nas vagas de Wilson e Gaevicz. Só que o Tricolor estava muito nervoso em campo, não conseguindo criar chances. O Figueira não deixou o ritmo cair e assustava. Aos 18' Nicholas chutou na entrada e parou em defesa Murilo. Aos 21' Lucas foi derrubado por Xaxim na área. Pênalti, que João Diogo cobrou e fez, marcando seu segundo gol na partida.

Só que no final do jogo quem conseguiu apertar foi o Avaí, que rondou mais a área paranista. Porém, a defesa tricolor soube se postar bem e, aos 47’, aproveitou um cruzamento puxado por Rodrigo Carioca, que levantou para Keslley testar, virar o jogo e garantir o 100% de aproveitamento tricolor nessa segunda fase.

PRÓXIMAS PARTIDAS: Classificado, o Figueirense agora encara o Grêmio na semifinal. Já o Tricolor tem olhos só para o Paranaense, no qual encara o Coritiba na próxima quinta (01), valendo a classificação para a semifinal. 


Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
PARANÁ: O Tricolor teve muita dificuldade no duelo na Vila Capanema. No primeiro tempo quem atrapalhou foi a forte marcação do escrete alvinegro, que sabia muito bem por onde o Paraná atua, fechando as pontas, especialmente com Carioca, que teve pouca mobilidade. Na segunda etapa o adversário foi o nervosismo. Com o gol sofrido logo de cara, o escrete paranista não conseguiu trabalhar bem a bola. errando muitas jogadas e perdendo oportunidades por desatenção.

Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
FIQUE DE OLHO – Vitinho: Como o Paraná não conseguiu se achar bem na partida, o destaque de hoje fica mais geral. O lateral é original do time Sub 17 e ganhou chance no time principal, ficando no banco. Agora foi a vez de Vitinho estrear junto ao time Sub 19. Apesar de não atuar bem, é um dos nomes para o torcedor paranista gravar na mente e esperar por boas atuações no futuro. 


Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
FIGUEIRENSE: O Figueira chegou a Vila Capanema conhecendo bem o tipo de jogo do Paraná. Com uma marcação reforçada nas pontas, especialmente em Carioca, o Alvinegro Catarinense parou bem o time da casa, que não conseguiu criar muito. Na segunda etapa o Furacão do Estreito chegou ao gol com Gabriel, que havia acabado de entrar. A frente no placar, o escrete de Florianópolis soube aproveitar bem o nervosismo do time casa para trabalhar a bola e, naturalmente ampliar o marcador. 


Foto: Gabriel Sawaf/Agência DRAP
FIQUE DE OLHO – Alison: Como já dito, a chave para a vitória alvinegra foi a defesa, que foi determinante na primeira etapa. E o principal trunfo desse setor do Figueira foi o lateral esquerda Alison, que ficou responsável por parar Rodrigo Carioca, cumprindo a função com maestria. Eram poucas as jogadas que o ponta paranista ganhava, não conseguindo fugir da marcação do camisa 6 alvinegro. Além de atuar bem defensivamente, Alison fazia o seu papel no campo ofensivo, apoiando os ataques pelo lado esquerdo. 

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ: 1- Murillo; 2- Kennidy, 3- Gaevicz (13- Carlos), 4- Thiagão e 6- Vitinho; 5- Matheus Xaxim (18- Kekel), 8- Wilson (16- Vinicius Sacoman) e 10- Warley; 7- Keslley (17- Gustavinho), 9- Rafael Furtado (19- Lucas Borges)  e 11- Rodrigo Carioca. Técnico: Luciano Simm.

FIGUEIRENSE:  1- João; 3- Rique, 4- Brunetti e 5- Jean (16- Matheus Sergipe; 2- Alejandro, 8- Bruno, 10- Lucas (15- Carlinhos) (13 Weverton) e 6- Alison; 7- Nicholas (14- Alessandro), 9- João Diogo (18- Michelon) e 11- Echaporã (17-  Gabriel). Técnico: Fabio Matias.

FICHA TÉCNICA – PARANÁ 0 X 3 FIGUEIRENSE XXXXXXXXXXXX

GOLS: Gabriel (44" do 2°T) e João Diogo (9' e aos 22' do 2ºT) (Figueirense)
CARTÕES AMARELOS: Gaevicz (Paraná); Nicholas (Figueirense)
ARBITRAGEM: Luiz Alexandre Fernandes. 
ASSISTENTES: André Luiz Severo (1) e Tom Gomes Rocha (2).
LOCAL: Estádio Durival de Britto e Silva, Curitibadrap
Tecnologia do Blogger.