PROPAGANDA

Jansen, o destaque do confronto entre Bangú e Grêmio Ipiranga


No último sábado (27), Bangú e Grêmio Ipiranga jogaram no Estádio Arena Vermelha, em Curitiba. O duelo foi válido pelo confronto de volta da fase de quartas de final da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018, categoria adulta. Em um duelo bastante disputado, o time do Grêmio Ipiranga conseguiu tirar a vantagem do rubro-negro conquistada na primeira partida e levou a decisão às penalidades. Não deu outra, os dois arqueiros brilharam. Mas o camisa 1 do Grêmio Ipiranga levou a melhor. Confira a 80ª figurinha do álbum DRAP de 2018.


#FIGURINHA DO JOGO
Por @rafaelbuiar

A equipe do Grêmio Ipiranga entrou em campo necessitando de um triunfo diante o escrete do Bangú, já que perdeu o primeiro duelo no Estádio Elba de Pádua Lima pelo placar de 2 a 1. Ou seja, um empate só interessava à equipe rubro-negra. Devido a essa premissa, a equipe comandada pelo treinador Japa foi para cima já nos primeiros minutos. Deu resultado, pois Laguna o camisa 9 do Grêmio Ipiranga foi o mais acionado junto a Juliano, ambos atacantes da equipe.

Mas os gols só saíram na segunda etapa, com a equipe do Grêmio Ipiranga insistindo no ataque e forçando o erro do sistema defensivo do Bangú. Não deu outra, em jogada pelo flanco esquerdo, Juliano inaugurou o placar da Arena Vermelha aos 20’ da etapa complementar. O gol fez com a equipe do Bangú sentisse e com isso, pouco agrediu o goleiro Jansen. Ou seja, levou o segundo gol quatro minutos depois, após boa jogada do Grêmio Ipiranga pela esquerda e que terminou com a conclusão de Moraes.

Com o placar em desvantagem, o treinador Jefersson Guimarães mudou a equipe. Deixou a equipe mais ofensiva e com isso, dois atacantes entraram na equipe. Zé Ricardo e Neguinho. Por causa das alterações, o time do Bangú passou a ficar mais com a bola nos pés e logo chegou a diminuir o placar, em jogada de bola área para o grandalhão Zé Ricardo, que deu uma cabeçada firme. Sem chances para Jansen.

Após o primeiro gol, o time do Bangú insistiu nas jogadas aérea e Zé Ricardo respondeu com suas cabeçadas. Mas foi então que o arqueiro do Grêmio Ipiranga entrou em cena, pois passou a defender as conclusões perigosas do camisa 18. Devido a isso, o placar terminou em 2 a 1 a favor do escrete visitante. Resultado que levou a decisão à disputa de pênaltis na Arena Vermelha.

O arqueiro do Bangú iniciou melhor nas cobranças, pois os dois primeiros arremates do Grêmio Ipiranga Ricardo defenderam. Ou seja, jogou a pressão para o time visitante. Mas Jansen saltou na segunda cobrança do Bangú e defendeu o arremate de Coutinho. O mesmo se repetiu na cobrança de Zé Ricardo e do zagueiro Mérci. Defesas que foram fundamentais para decretar a vaga à próxima fase do certame e alimentar o sonho do acesso à elite do futebol amador de Curitiba. Sendo assim, Jansen foi destaque da partida entre Bangú e Grêmio Ipiranga, a 80ª figurinha do álbum DRAP de 2018.
drap
Tecnologia do Blogger.