PROPAGANDA

[SUB 19] Paraná estreia na Copa Sul vencendo o Internacional na Vila Capanema



Na tarde desta quarta-feira (25), o Paraná recebeu o Internacional na Vila Capanema no encerramento da primeira rodada da Copa Sul Sub-19. A partida se iniciou muito nervosa e com poucas chances de gol na primeira etapa. No segundo tempo o Tricolor, mesmo sem ficar mais com a bola, soube ser fatal quando teve suas chaces, com Andrey e Matheus Xaxim, vencendo por 2 a 0 e saindo na frente no Grupo B da competição.


#COPA SUL

PRÉ-JOGO: O Paraná veio para a estreia da Copa Sul com um peso a menos sobre as costas, já que conseguiu a classificação para o estadual da modalidade na última rodada, com uma goleada por 5 a 0 sobre o Maringá. O Tricolor aproveitou a folga da última semana para focar totalmente na competição regional. Já o Inter veio para o duelo tentando se redimir da impressão deixada na Copa do Brasil Sub-20, na qual foi eliminado semana passada na segunda fase, sem vencer nenhum jogo.


O EMBATE – O Inter começou o jogo em cima, tentando pressionando a saída de bola paranista. Com trinta segundos de jogo, Lucas Ramos deu o primeiro chute para defesa de Murillo. O Paraná só conseguiu chegar pela primeira vez na bola parada, aos sete minutos, quando Matheus Xaxim aproveitou cobrança de escanteio e testou para fora. No lance seguinte, o Tricolor pressionou a saída, recuperou a bola e Raphael Furtado só não abriu o placar porque Emerson Junior saiu bem na bola.  

A partida ficou mais truncada ao passar do tempo. O Paraná conseguiu reverter a situação e equilibrou mais o duelo. Já o Inter trabalhava a bola, tentando vencer as linhas de marcação paranistas, além de marcar em cima. Aos 28’ Gabriel apertou saída de jogo de Murillo, o goleiro deu um chutão em cima do atacante e a bola quase entrou.

Acuado, o Paraná recorreu as ligações diretas, que quase funcionou aos 32’. Paulinho lançou Rafael Furtado, que ajeitou para Andrey chutar e Emerson Junior fazer boa defesa. O Inter conseguiu fazer uma pressão no final da primeira etapa. Aos 42’ Andrews aproveitou sobra de cruzamento e finalizou para boa defesa de Murillo. No lance seguinte, o camisa 10 lançou Da Silva na direita, que chutou alto para outra defesa do arqueiro tricolor.




A segunda etapa começou muito parada, com pouca criatividade e muitos erros. A primeira chance de gol foi colorada aos minutos. Após lançamento para Gabriel, Murillo saiu e cortou de cabeça, mas deixou o gol vazio e Andrews pegou de primeira atrás do meio de campo e a bola, lentamente, passou a esquerda das redes.  O Tricolor enfrentava muitas dificuldades para conseguir atacar, só que quando encaixou, foi fatal. Aos 14’ Gabriel Pires inverteu bola para Kennidy, o lateral rapidamente tocou para Andrey, que invadiu a área e chutou rasteiro no cantinho, abrindo o placar na Vila.

Atrás no marcador, o Colorado voltou a estratégia de pressionar em cima para chegar ao empate. Aos 18’ os gaúchos recuperaram a bola e ela chegou até Da Silva, que chutou para defesa segura de Murillo. Só que o Paraná mostrou que veio para ser cirúrgico no segundo tempo. Aos 23’ Warley cobrou escanteio fechado e Matheus Xaxim testou firme para marcar o segundo gol paranista no jogo.

Com a desvantagem no placar, o Inter ficou nervoso e foi para cima, dando espaços ao Tricolor. Aos 30’ Gabriel Pires fez boa jogada e tocou para Silva, que só não fez o gol porque foi travado pela defesa. Já nos minutos finais Paulinho recebeu o segundo amarelo e foi expulso, deixando o escrete paranista com um a menos. Os colorados foram para cima, só que não conseguiram mudar a situação.

PRÓXIMAS PARTIDAS: Quem volta a campo antes é o Inter, que busca a primeira vitória no torneio já no próximo sábado (29), contra o Avaí, na Morada dos Quero-Queros. O Paraná volta a atuar na próxima quarta (03), contra a Chapecoense no oeste catarinense.


PARANÁ: Quem está acostumado a ver o escrete de Luciano Simm jogar saber que umas das grandes fica por conta das linhas de marcação. Não foi diferente contra o Inter, principalmente na marcação. Com uma linha de 4 na frente da área e uma de 5 no meio de campo, o Paraná conseguiu travar o jogo rápido do Inter, fazendo com que os gaúchos apostassem mais nas jogadas longas. Na segunda etapa o Tricolor entrou para ser cirúrgico e conseguiu na bola parada e nas jogadas rápidas de Andrey, que são fortes trunfos, chegar a vitória.
  

FIQUE DE OLHO – Bruno Luiz: O volante que não começou a temporada como titular do time de Luciano Simm, conquistando o posto após lesão de Gaevicz e ida de Matheus Xaxim para a zaga, mostrou na Vila porque vem ganhando tal espaço. O camisa 5 Tricolor foi essencial na marcação do time, que conseguiu não dar muitos espaços ao ataque Colorado. Bruno foi literalmente um cão de guarda, sendo o único volante de ofício no time que começou o jogo e fazendo uma função defensiva muito importante.


INTERNACIONAL: A equipe colorada se destacou pela movimentação rápida da bola. Os espaços eram diminuídos e a velocidade foi uma marca do Inter na partida. A equipe de Porto Alegre jogou em um esquema 3-4-3, semelhante ao que Mozart usa no Coritiba, só que com Andrews jogando como um armador de basquete. Assim como vimos na Copa, o escrete que ficou mais com a bola não soube fazer do volume da partida um fator para chegar a vitória.


FIQUE DE OLHO – Andrews: O camisa 10 do Inter se assimilou a prática que Luciano Simm faz no Tricolor com os jogadores dessa função. Andrews atuava como atua um armador de basquete na meia cancha colorada, recuando até atrás do meio de campo e chegando na entrada da área. Além da movimentação, o jogador se destacou pela grande visão de jogo, colocando bolas em medida para Da Silva e Weslei, que não souberam aproveitar.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PARANÁ: 
1- Murillo; 2- Kennidy, 3- Matheus Xaxim, 4- Paulinho e 6- Keslley; 5- Bruno Luiz. 8- Gabriel Pires (14- Gaevicz) e 10- Warley (17- Wilson); 7- Andrey, 11- Rodrigo Carioca e 9- Rafael Furtado (16- Silva). Técnico: Luciano Simm.

INTERNACIONAL: 1- Emerson Junior; 2- Heitor (15- Marco Antônio), 3- Pedro Henrique, 4- Cazzetta e 6- Eduardo (17- Edilson Matos); 5- José Gabriel, 8- Lucas Ramos e 10- Andrews (16- Flávio); 7- Da Silva (18- Alysson Motta), 9- Gabriel (20- Jhonata) e 11- Weslei (19- Kleber Alves). Técnico: Ricardo Grosso.

FICHA TÉCNICA – PARANÁ 2 X 0 INTERNACIONAL XXXXXXXXXXXX

GOLS: Andrey (14’ do 2ºT) e Matheus Xaxim (23’ do 2ºT) (Paraná).
CARTÕES AMARELOS: Rodrigo Carioca. Keslley, Paulinho e Wilson (Paraná); Pedro Henrique, José Gabriel, Lucas Ramos,  Pedro Henrique e Alysson Motta (Internacional).
CARTÃO VERMELHO: Paulinho (Paraná).
ARBITRAGEM: Cristian Eduardo Gorski da Luz.
ASSISTENTES: Weber Felipe Silva e Andrey Valenga Guimarães.
LOCAL: Estádio Durival de Britto e Silva, Curitiba.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

drap
Tecnologia do Blogger.