PROPAGANDA

[SUB 19] Operário vence o Coritiba e avança à próxima fase do certame


Operário Ferroviário e Coritiba se enfrentaram na tarde desse sábado (15), no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa (PR). O placar foi de 2 a 1 para o escrete ponta-grossense. O embate foi válido pela última rodada da segunda fase do Campeonato Paranaense Sub-19 de 2018. Com o resultado o Fantasma avançou à próxima fase da competição. A equipe alviverde já havia garantido a classificação e o primeiro lugar do grupo F anteriormente.

#SUB-19
Por @egoytacazc

PRÉ-JOGO: O Operário entrou em campo para enfrentar o Coritiba, já classificado para a próxima fase, pensando unicamente na vitória para garantir a classificação sem depender da combinação de resultados. Na rodada anterior, o escrete de Ponta Grossa enfrentou o Cianorte fora de casa e perdeu pelo placar de 1 a 0. Já o Coritiba goleou o Toledo por 5 a 0 jogando em seus domínios e garantiu a primeira colocação do grupo F, indo a 12 pontos. O Fantasma disputou a segunda vaga do grupo com o time do Toledo, terceiro colocado, com 6 pontos.

O EMBATE: O jogo começou com as duas equipes em ritmo intenso, explorando os espaços na marcação em busca de abrir o placar. Aos 6’, Pablo Thomaz limpou a marcação com estilo e finalizou para fora. No minuto seguinte, o mesmo jogador recebeu uma bola enfiada, tirou do goleiro, mas se atrapalhou na conclusão. Próximo aos primeiros dez minutos de partida, a pressão deu espaço à cadência na criação das jogadas. De um lado, o Coritiba seguiu propondo o jogo ao ataque, enquanto que o Operário organizou a marcação, procurando jogar no erro adversário. Aos 13’, Thomaz fez o goleiro Fabrício trabalhar, após um chute no canto esquerdo do goleiro.


Aos 21’, foi a vez do goleiro Diego Monteiro trabalhar, após jogada de Petric pelo lado direito do ataque alvinegro, concluída com um chute fechado ao gol e com a defesa segura do camisa 1 alviverde. Aos 23’ Petric ganhou da defesa, driblou o goleiro e balançou as redes do Miró de Freitas pela primeira vez. Operário 1 a 0 Coritiba. Após o gol, o Fantasma passou a ditar o ritmo do jogo e avançou sua marcação, fazendo o time adversário recuar. O Coritiba voltou a criar chance aos 29’, quando Luan arriscou de fora da área, mas o chute saiu por cima da meta. Aos 30’, Pablo Thomaz encontrou Matheus Silva na grande área, que se infiltrou na marcação adversária, achou espaço e finalizou com êxito, empatando o jogo para o time visitante. Operario 1 a 1 Coritiba.

A primeira meia hora de jogo foi muito disputada, com um gol para cada lado. Aos 34’, o Coritiba teve a chance de virar com Pablo Thomaz, que recebeu uma bola cruzada na área, mas não cabeceou com precisão. O Operário respondeu no lance seguinte, quando Thalles ganhou da marcação alviverde em jogada individual e chutou para o gol, mas a bola desviou na defesa e facilitou a defesa do goleiro Diego Monteiro.

Na reta final do primeiro tempo, aos 40’, Thomaz Carvalho avançou pelo lado direito do ataque alviverde e tentou um cruzamento rasteiro, interceptado pelo zagueiro Fernando. Na sequência, o Coritiba teve duas chances em cobranças de escanteio, mas ambas sem efeito. Aos 45’, em cobrança de falta, Matheus Castanha chutou direto e preciso, e Diego Monteiro defendeu em dois tempos. O Coritiba respondeu com Guilherme Dubas, que avançou novamente pelo lado direito do ataque e chutou ao gol, fazendo Fabrício trabalhar e espalmar para escanteio. Aos 47’, o árbitro Matheus Scavinski apitou o final do primeiro tempo da partida. Operário Ferroviário 1 a 1 Coritiba.


A bola rolou para o segundo tempo. Os primeiros minutos da segunda etapa foram de nervos alterados dos dois lados. Aos 7’ Matheus Castanha criou a primeira chance da etapa complementar, arriscando um chute colocado de fora da área, mas a bola saiu pela linha de fundo.  O jogo seguiu com muitas faltas. Aos 10’ Lugano tentou mais uma finalização de fora da área, e novamente ela saiu por cima da meta alviverde. Próximo aos 15’ de bola rolando, o Operário assumiu o domínio das ações ofensivas e forçou a equipe do Coritiba a recuar a marcação. Em cobrança de falta aos 16’, Gabriel levantou a bola na área, mas Petric não alcançou para cabecear. Contudo, o Fantasma continuou mandando no jogo, com o escrete adversário tentando oportunidades de resposta sem êxito.

Aos 21’, Paulo Henrique foi derrubado pelo lado esquerdo. A cobrança da falta foi direto nas mãos de Fabrício. Na primeira metade do segundo tempo, a partida seguiu muito presa, com entradas duras em ambos os lados e muitas oportunidades de bola parada, mas concluídas sem efeito. Com meia hora jogada no segundo tempo, os dois times apertaram o ritmo em busca da definição do placar. Contudo, abas as posturas foram mantidas, com o Operário propondo mais o jogo ao ataque e o Coritiba recuado, explorando os espaços dados pelo adversário. Aos 32’, Robinho veio de trás e novamente tentou um chute direto para o gol, mas a bola saiu por cima o gol.

Aos 37’ a bola sobrou na grande área e o goleiro Diego Monteiro saiu mal, sem encontrar a bola para afastar. Foi quando João Vitor pegou a sobra e concluiu para colocar o Fantasma à frente no marcador na reta final do embate. Operário 2 a 1 Coritiba. Após sofrer o gol, o time do Coritiba apertou o ritmo e tentou a resposta, mas as tentativas foram frustradas pela defesa bem posicionada do Operário. Foi o Fantasma que chegou com maior perigo na reta final de jogo, aos 42’, quando Gabriel roubou a bola e arriscou de fora da área novamente, fazendo Diego Monteiro trabalhar novamente. Aos 48’ o árbitro Matheus Scavinski apitou pela última vez no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa. Operário 2 a 1 Coritiba.

PRÓXIMA PARTIDA: Operário e Coritiba avançaram à terceira fase do Campeonato Paranaense Sub-19. Nessa fase, o time de Ponta Grossa jogará pelo grupo G, com Maringá e Atlético-PR. Já o Coritiba, que passou em primeiro, jogará pelo grupo H, com Londrina e Paraná Clube. Os dois primeiros colocados de cada grupo avançam às semifinais da competição.


OPERÁRIO: O Operário Ferroviário entrou em campo determinado a vencer, para se classificar à próxima fase sem depender do resultado de Cianorte e Toledo. Após um início de primeiro tempo recuado, o time conseguiu se organizar melhor em campo e buscou oportunidades com troca de passes e coletividade. Saiu à frente no placar aos 23’ com Petric, mas levou o empate em um momento de desatenção da defesa aos 30’. No segundo tempo, a arma do time foi a finalização de fora da área, já que a marcação era apertada e o jogo muitas vezes não fluía por conta do excesso de faltas em ambos os lados. O Fantasma foi oportunista e aos 37’ encontrou a bola do jogo com João Vitor, que veio do banco e fez o gol da vitória do escrete ponta-grossense.


FIQUE DE OLHO (Operário): João Vitor, meio-campo, fez sua estrela brilhar ao marcar o gol da vitória do Operário. O garoto de 17 anos veio do banco, após entrar no lugar do camisa 7 Jean. Soube se posicionar bem e estava no lugar certo na jogada que resultou em gol, após o erro do goleiro adversário.


CORITIBA: Apesar de vir à Ponta Grossa já classificado, o Coritiba não entrou em campo pensando em cumprir tabela, mas sim visando mais uma vitória. Esse espírito conduziu a equipe durante o jogo. Mesmo saindo atrás no placar, o time respondeu em menos de dez minutos, em bela jogada de Pablo Thomaz e Matheus Silva, concluída com êxito pelo camisa 11 alviverde. O time teve maior dificuldade de propor na segunda etapa, marcada pelo ritmo apertado de jogo das duas equipes. Levou o segundo gol do Operário em um momento de infelicidade do goleiro Diego Monteiro, que tentou sair de soco e não encontrou a bola, possibilitando ao adversário pegar a sobra com o gol vazio. Mesmo com a derrota, o Coritiba terminou a fase na primeira colocação do grupo F.


FIQUE DE OLHO (Coritiba): Matheus Silva, atacante, entrou muito bem na partida. O garoto soube trabalhar bem as jogadas no ataque, procurando espaço para receber e finalizar. Foi dos seus pés que saiu o gol de empate do Coritiba ainda no primeiro tempo, após uma jogada bem realizada com seu companheiro de equipe Pablo Thomaz.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1-Fabrício, 2-Robinho, 3-Fernando, 4-Guilherme, 5-Lugano (17-Juninho), 6-Gabriel, 7-Jean (20-João Vitor), 8-Tibagi, 9-Petric (19-Adriel), 10-Thalles, 11-Matheus Castanha. Téc.: Joel Preisner.

CORITIBA: 1-Diego Monteiro, 2-Maycon Ramos, 3-Mateus Moura, 4-Willian Silva (13-Yan Santos), 5-Luan Rodrigues, 6-Paulo Henrique, 7-Matheus Pires (14-Iago Fernandes), 8-Thomaz carvalho, 9-Guilherme Dubas, 10-Pablo Thomaz, 11-Matheus Silva Tec.: Mozart Santos Batista Junior.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 2 X 1 CORITIBA XXXXXXXXXX

GOLS: Petric, João Vitor (OFEC); Matheus Silva (CFC).
CA: Guilherme Dubas, Thomaz Carvalho, Pablo Thomaz (CFC).
ÁRBITRO: Matheus Scavinski.  
ASSISTENTES: Jonathan Evers Dias (1); Gustavo Kucharski (2).
LOCAL: Estádio Miró de Freitas, Ponta Grossa (PR).

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.