PROPAGANDA

São Braz derrota Olímpico e confirma a vaga na próxima fase


São Braz e Olímpico jogaram na tarde deste sábado (29) no Estádio José Drula Sobrinho, em Curitiba. O duelo foi válido pela penúltima rodada da Divisão de Acesso da Suburbana de 2018, categoria adulta. Em dois tempos distintos, a equipe do São Braz soube suportar a pressão e forte marcação da primeira etapa. Mas no segundo tempo o jogo foi outro e o tricolor da zona oeste matou o jogo no início do segundo tempo e não deu chance para o alviverde do Xaxim. Com o triunfo de 3 a 0 diante o Olímpico, a equipe do São Braz garantiu a vaga para à próxima fase do certame.

#SUBURBANA 2018
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: A equipe do Olímpico chegou na oitava rodada ainda com chance de classificação, pois na rodada anterior venceu o escrete do Shabureya pelo placar de 3 a 2 e ficou com três pontos de diferença da zona de classificação. Mas do outro lado, o time do São Braz chegou invicta nesta rodada e com um empate na última rodada diante o Vila Hauer no Estádio Donato Gulin. Mesmo assim, não estava confirmada a vaga à próxima fase. Por isso, entrou com a expectativa de garantir o triunfo para garantir a classificação à segunda fase do certame.

O EMBATE: Com bola rolando, o duelo iniciou pegado e com forte marcação das duas equipes, dificultando a criação dos meias. Mas aos poucos, a experiência do time da casa fez com que algumas jogadas chegassem à meta de André. Mas só aos 3’ um susto, pois Cesinha recebeu pelo meio e ficou de frente com o arqueiro do Olímpico. Porém o lance não evoluiu, já que o marcador chegou a tempo para travar. Mesmo assim, o lance motivou a equipe do São Braz, que aos poucos passou a ter mais volume de jogo. Porém, com dificuldades de furar o bloqueio rival. Destaque para o sistema defensivo do escrete do bairro do Xaxim, com Becker e Gutão, que foram disciplinado e deram trabalho aos atacantes do escrete da casa.

Passados da metade da etapa inicial, a equipe do Olímpico ficou mais solta e com isso, mais volume de jogo. Mas, mesmo assim, encontrou dificuldades de furar a retaguarda do São Braz. Desta vez, quando a equipe da casa foi pressionada pelo meio, Iago e Lucas, foram precisos e evitaram o arremate da equipe do Olímpico, que tentou e trocou passes na frente da área. Mas sem sucesso de inaugurar o placar. Nos minutos finais, a equipe do São Braz voltou a ter mais ações ofensivas de jogo, pois passou a utilizar os flancos para conseguir furar o bloqueio. Mas os zagueiros do alviverde do Xaxim levaram vantagem e mantiveram o placar em 0 a 0 no primeiro tempo.


No segundo tempo, a equipe do São Braz entrou diferente, com duas alterações. O troca-troca na equipe da casa deu resultado, pois ficou mais ofensiva e desafogou o meio de campo. Devido a isso, a equipe do Olímpico teve que abrir e fechar as alas do campo. Não deu outra, aos 10’, em jogada de ataque do São Braz, Cristiano Castelli recebeu na ponta direita depois de um troca de passes, desceu até a entrada da área, arrematou e venceu o goleiro André, que se esticou todo e não conseguiu evitar o gol do camisa 7 do São Braz.

O gol da equipe da casa animou e o Olímpico sentiu, pois não conseguiu agredir a equipe adversária. Percebendo isso, o time do São Braz voltou a pressionar minutos depois. Aos 16’, no lado esquerdo, Castelli cruzou e colocou na medida para o zagueiro Iago concluir e ampliar o placar no Estádio José Drulla Sobrinho. Minutos depois, a equipe da casa voltou a pressionar. Dentre os ataques, Cesinha fez jogada individual e foi parado com falta dentro da área. Penalti que o próprio bateu, mas acertou o travessão aos 25’.

O desperdício da cobrança não desanimou a equipe da casa e pouco motivou o escrete do Olímpico, que não se aproximou do gol de Feijãozinho. Mas com o passar do tempo, o jogo caiu de produção após alterações nas duas equipes. Período em que muitas faltas foram cometidas. Mesmo assim, o escrete do São Braz passou a ter mais volume de jogo e trocou passes no campo de ataque. Devido a isso, no apagar das luzes, Davi recebeu na entrada da área e arrematou firme. Sem chances para o goleiro André, que não conseguiu evitar o gol do São Braz aos 48’ da etapa complementar. Depois do terceiro gol, o árbitro Guilherme Natan Paiano dos Santos decretou o final do jogo, com 3 a 0 para o time da casa diante o Olímpico.


PRÓXIMA PARTIDA: Na próxima rodada, a equipe do São Braz irá desafiar o escrete do Bangú no Estádio Manoel Garcia de Andrade. A equipe do Bangú venceu na rodada o time do Shabureya pelo placar de 6 a 2 no Estádio José Germano da Costa. Já o time do Olímpico irá desafiar o escrete do Olímpico no Estádio Donato Gulin. Nesta rodada o time do Vila Hauer empatou com o Vila Hauer em 0 a 0.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

SÃO BRAZ: 12 Feijãozinho; 22 Alan (19 Eduardo), 3 Lucas (15 Pedro), 4 Iago e 14 Renatinho (6 Thiago); 5 Romulo, 8 Davi, 10 Wellison (16 Bruninho) e 11 Gabriel (20 Guilherme); 7 Castelli e 9 Cesinha (18 Julio). Tec.  Geovani

OLÍMPICO: 1 André; 2 Rafa Ribeiro, 3 Gutão, 4 Becker (15 Luisinh) e 6 Rodrigão (16 Negão); 5 Dudu, 8 Everton, 7 Ciro e 17 Rafael (12 Tatu); 11 Vitor (22 Xuxa) e 9 Saulo. Tec. Neri Santos

FICHA TÉCNICA – SÃO BRAZ 3 X 0 OLÍMPICO XXXXXXXXXX

GOLS: Castelli aos 10' do 2º tempo, Iago aos 18' do 2º tempo e Davi aos 48' do 2º tempo (São Braz)
CA:  Lucas e Iago (São Braz) e Ciro e Rodrigo (Olímpico)
ÁRBITRO: Guilherme Natan Paiano dos Santos
ASSISTENTES: Eduardo Luis Teixeira Furiatti e Luis Henrique Campanhoni Amadori
LOCAL: Estádio José Drula Sobrinho, em Curitiba.

ENTREVISTAS XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


drap
Tecnologia do Blogger.