PROPAGANDA

[SUB19] Operário empata com Cianorte e sobe para 2º na tabela de classificação


Operário e Cianorte se enfrentaram na tarde desta sexta-feira (24) no Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa. O confronto foi válido pela terceira rodada da segunda fase do Campeonato Paranaense sub-19 de 2018. A partida terminou empatada em 0 x 0 e com poucas oportunidades para as equipes. Com o resultado, o Fantasma chega a quatro pontos e ocupa provisoriamente a segunda colocação do Grupo F. Já a equipe do Cianorte segue na quarta colocação do grupo e agora soma um ponto.

#SUB-19

PRÉ-JOGO: A equipe do Operário chegou com vitória por 2 x 1 contra o Toledo na última rodada. Já Cianorte vêm de derrota por 1 x 0 para o Coritiba, em casa. O Fantasma está em terceiro no Grupo F, somando três pontos. A equipe do Cianorte ainda não pontuou na segunda fase e ocupa a quarta colocação do grupo.  Para o confronto, o técnico Joel Preisner não terá à disposição o volante TH, que cumpre suspensão após receber o terceiro cartão amarelo.

EMBATE: O início do confronto foi de maior pressão da equipe do Cianorte, que apostava nas bolas paradas para chegar à área do adversário. Mas a primeira chance com mais perigo da partida foi do Operário, que com Petric, quase abriu o marcador. Aos poucos, o Fantasma começou a chegar com mais facilidade ao ataque e com forte marcação, forçava os lançamentos do Cianorte.

Em boa chegada à área, Matheus recebeu e cabeceou, mas a bola subiu a cima da meta do Operário. As equipes faziam forte marcação no meio campo, o que impedia maior intensidade no ataque. Aos 34’, em jogada do Operário pela lateral, Petric chegou à área e bate forte para a defesa do goleiro Djonattan. Após essa chegada de mais perigo, o Fantasma seguiu pressionando na partida.

Com um confronto amarrado na primeira etapa, as equipes não tiveram muitas chances claras de gol e usavam dos lançamentos para chegar ao ataque, sem efetividade nas jogadas. Primeiro tempo terminou sem alterações no placar.


A segunda etapa iniciou com pressão do Operário, mas aos poucos o Cianorte começou a criar suas oportunidades. Aos 16’, em lançamento na grande área, a equipe do Cianorte reclamou de toque de mão da defesa do Operário, mas o juiz mandou seguir. Logo na sequência, o Fantasma chegou com perigo, Petric chutou e o goleiro Djonattan fez a defesa.

As duas equipes tiveram dificuldade para sair jogando e com lançamentos longos facilitavam a marcação do adversário. Tentando pressionar na partida, o Cianorte começou a chegar com mais intensidade no final do duelo e aos 36’, Matheus chutou forte e Fabricio faz grande defesa para impedir o gol. Aos 42’, foi a vez do Operário reclamar de pênalti, novamente o juiz mandou seguir.
Os minutos finais foram os mais intensos de toda partida, as duas equipes queriam buscar a vitória e partiram para o ataque. Mesmo assim, as chances na segunda etapa não foram suficientes para o placar sair do zero. 
PRÓXIMA PARTIDA: O Operário enfrenta o Toledo no Estádio 14 de Dezembro, sexta-feira (31), em duelo válido pelo returno da segunda fase. O Cianorte encara o Coritiba, sábado (1), no Estádio do CT Bayard Osna.


OPERÁRIO: O time do Operário encontrou dificuldade no início do confronto e dava chances para o ataque do Cianorte. Tentando lançamentos longos, facilitava a marcação do adversário. As jogadas pelas laterais eram de mais efetividade e saíram dali as melhores chances do Fantasma na partida. No final do confronto, o Operário teve chance de vencer a partida, mas parou goleiro adversário.

FIQUE DE OLHO (Operário): O lateral esquerdo Gabriel fez uma partida precisa nesta rodada. Com lances de profundidade no ataque e forte marcação na defesa, o camisa 6 executou bem seu papel na lateral. Gabriel participou da maioria das jogadas de ataque do Operário e também foi responsável pelas bolas paradas da equipe.


CIANORTE: O Cianorte iniciou a partida melhor, mas aos poucos começou a ceder espaços para o Operário. A equipe conseguia achar espaços pelo meio do campo e apesar da marcação forte do Fantasma, conseguia chegar ao ataque. A defesa do Cianorte era segura e pode impedir maior pressão do adversário. Somar um ponto fora de casa foi importante para a equipe na competição.

FIQUE DE OLHO (Cianorte): O goleiro Djonattan foi o destaque da equipe do Cianorte na partida. Com defesas difíceis e segurança nas jogadas, ele foi importante para sua equipe não sofrer gols no duelo. Durante o jogo, ele dava instruções à defesa e estava sempre bem posicionado nas jogadas, se antecipando nas jogadas, principalmente nos cruzamentos feitos pelo Operário.
OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1-Fabricio; 2-Robinho, 3-Fernando, 4-Guilherme, 5-Lugano (17-Matheus Castanha), 6-Gabriel, 7-Jean (18- Adriel), 8-Tibagi, 9-Petric, 10-Thalles (20- João Vitor), 11- Jeferson (19- Juninho). Téc: Joel Preisner.

CIANORTE: 12- Djonattan, 2-Jean (15-Felipe Ferreira), 3-Sergio Dias, 4-Vanderlei, 5-Zemarcio, 6- Matheus Guilherme (18-Kelvin), 7-Hugo, 8-Paulo Junior, 9-Lucas (17-Filipe), 10- Gustavo, 11-Matheus. Téc: Renato de Haro.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 0 X 0 CIANORTE XXXXXXXXXXXXX

CA: Lugano, Juninho (OFEC), Vanderlei (CIANORTE)

ÁRBITRO: Matheus Scavinski
ASSISTENTES: Marco Antonio dos Santos Pepe (1), Ricardo Alexandre Santos (2)

LOCAL: Estádio Miró de Freitas, em Ponta Grossa.
drap
Tecnologia do Blogger.