PROPAGANDA

Na abertura da Suburbana 2018, Iguaçu vence o Uberlândia por 2 a 0

Aderaldo mostrou categoria na cobrança de falta que abriu o marcador (Foto: Dudu Nobre / Agência DRAP)
Começou a Suburbana 2018! E o Iguaçu, atual bicampeão da competição, iniciou bem a luta pelo tricampeonato, algo que não acontece no futebol amador de Curitiba desde os anos 90, ao vencer o Uberlândia por 2 a 0. Destaque para Feijão, que marcou logo em seu retorno após 7 meses parado por lesão.


#SUBURBANA 2018

PRÉ-JOGO: Na primeira rodada da Suburbana, como já é de praxe em qualquer competição, a equipe DRAP realizou a cobertura do atual campeão, o Iguaçu. O alvinegro recebeu o Uberlândia no estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, abrindo os trabalhos do principal torneio da temporada.

PRIMEIRO TEMPO: Como esperado, o jogo começou com a bola nos pés do Iguaçu, jogando com algumas alterações em relação ao time campeão da Taça Paraná. Bruninho entrou de titular, Feijão fez seu retorno e Russo estreava na meia cancha. Já o Uberlândia vinha bem diferente do time que disputou a Copinha e entrou em um 3-5-2. Por mais de 20 minutos, o Uber segurou bem o Iguaçu, mas cometeu muitas faltas na entrada da área. Foram três cobranças a favor do time da casa, duas de Gago e uma de Tonton, mas faltou capricho aos cobradores. Algo que não faltou a Aderaldo. Aos 25, em mais uma cobrança de falta, o lateral colocou a bola no ângulo esquerdo do goleiro, abrindo a contagem.

A primeira chance do Uber também saiu de bola parada, na boa cobrança de Franklin que Filipe defendeu, aos 34. Atrás do placar, os visitantes tentaram sair mais. E na tentativa de atacar, aos 38,  uma bola afastada pela defesa iguaçuana caiu nos pés de Feijão no lado esquerdo, com um latifúndio pela frente do camisa 10. O atacante avançou com liberdade até à área e bateu com categoria, marcando um gol em sua volta aos gramados suburbanos após sete meses parado.

Feijão não conteve as lágrimas após balançar a rede (Foto: Dudu Nobre / Agência DRAP)
SEGUNDO TEMPO: Com total domínio do jogo, e com o elenco reduzido, o Iguaçu aproveitou a pouca ofensividade adversária e se poupou tocando muito a bola. Na segunda etapa, pouquíssimos lances dignos de nota. 45 minutos para esquecer, se não fossem duas expulsões, causadas por uma arbitragem confusa. Aos 13, Joãozinho Ribeiro, treinador do Uberlândia, foi mandado embora da área técnica por reclamação. E aos 32, Léo Gago fez falta dura, recebeu o segundo amarelo e acabou expulso.

Exausto, o Uberlândia ainda tentou acelerar o jogo ao fim da partida, mas já era tarde, e o Iguaçu abre a Suburbana com uma vitória tranquila. Apesar da atuação bem abaixo da crítica, o técnico Joãozinho Ribeiro se disse satisfeito com o que viu, principalmente pelo nível do adversário e espera uma breve melhora para as partidas seguintes.

Russo foi um dos estreantes da tarde na equipe alvinegra (Foto: Dudu Nobre / Agência DRAP)
PRÓXIMA PARTIDA: No próximo sábado, o Uberlândia vai buscar a recuperação contra o rival de bairro Novo Mundo. A partida acontece no Manoel Gustavo Schier, casa do Uber. Já o Iguaçu joga novamente em seus domínios e recebe o Imperial.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

IGUAÇU: 1. Filipe, 2. Tonton (13. Neto), 3. Emerson, 4. Douglas e 6. Aderaldo; 5. Helton, 7. Russo e 8. Léo Gago; 9. Bruninho (15. João Paulo), 10. Feijão e 9. Alex Pinhais. T: Luisinho Netto.

UBERLÂNDIA: 1. Rafael Talys, 2. Georges (15. Ceará), 3. Luan e 4. Santana; 7. Rodrigo Vendramin, 6. Boquita, 5. Nepo, 8. Renan e 10. Frankin (20. Rafinha); 9. Mauro e 11. Daniel (16. Marlon). T: Joãozinho Ribeiro.

FICHA TÉCNICA – IGUAÇU 2 X 0 UBERLÂNDIA XXXXXXXXXXXXXXXX

GOLS:
Aderaldo, aos 25 e Feijão, aos 38 do 1º tempo.
CA: Filipe, tonton, Léo Gago e João Paulo (IGU); Georges, Santana, Rodrigo Vendramin e Rafinha (UBE).
CV: Léo Gago (IGU).
ÁRBITRO: Marcelo Sales Corrêa.
ASSISTENTES: Tom Gomes Rocha e Lucas Henrique Gowatiski.
LOCAL: Egydio Ricardo Pietrobelli, em Curitiba.

REPORTAGEM XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

drap
Tecnologia do Blogger.