PROPAGANDA

Coritiba abre 2 a 0 no placar, mas cede empate com São Bento em casa

Foto: Assessoria do Coritiba
Coritiba e São Bento jogaram na tarde deste sábado (21) no Estádio Couto Pereira, em Curitiba, para o confronto da décima sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2018. A equipe do Coritiba abriu vantagem no placar em 2 a 0, mas na reta final da partida cedeu o empate e ainda a equipe paulista teve dois gols legítimos anulados. Com o empate no Couto Pereira, o escrete alviverde foi para o segundo jogo sem vencer e a distância do G4 aumenta.

#SÉRIE B
Por @rafaelbuiar

PRÉ-JOGO: O time alviverde perdeu na rodada anterior para o Guarani e viu a sua posição na tábua de classificação cair para 10ª colocação. Ou seja, a vitória diante o São Bento teve premissas de jogo importante para sequência do certame, já que o Coritiba tem ambição de terminar dentro do G4 o primeiro turno. Do outro, com um jejum de 4 jogos sem vencer e marcar, o São Bento perdeu em casa para a Ponte Preta em 2 a 0.

PRIMEIRO TEMPO: A equipe do Coritiba iniciou com mais volume de jogo e já nos minutos iniciais, após descida de Jonatas Belusso na direita, inaugurou o placar com Yan Sassé. O camisa 70 do Coritiba recebeu de Belusso e de letra arrematou, abrindo o placar no Alto da Glória aos 2’. Após o gol, o escrete do alviverde passou a ser mais seguro, marcando adiantado  e trocando passes para furar o bloqueio do São Bento, que optou em atacar em jogadas de contra-ataque. Mas sem sucesso.

Passados da meta do primeiro tempo, o embate passou ficar mais no setor de meio de campo e com o time paulista tendo mais volume de jogo. Dentre os ataques do escrete do São Bento, Doriva teve a oportunidade de empatar, após rebatida da defesa alviverde, o volante, sozinho, chutou firme e isolou. Além deste susto, o time visitante ainda teve três escanteios. Mas aos 30’, em lance de bola parada, Dudu Oliveira segurou pela camisa o lateral William Mateus dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Wilson converteu e ampliou o placar no Couto. Minutos depois, em jogada pelo flanco, Doriva tocou para Branquinho que cruzou na medida para Ricardo Bueno. O camisa 9, sozinho, cabeceou firme e diminuiu o placar, aos 35’.

No minuto seguinte, William Matheus perdeu a bola no setor de meio campo e o time do São Bento ligou rápido o contra-ataque e marcou o gol de empate com Cléo Silva. Mas o árbitro assinalou lance de impedido, para muita reclamação do time paulista. Não deu outra, o São Bento passou a ter mais volume na reta final e infernizou o sistema defensivo do escrete do Coritiba. Mas nada de alterar o placar até o apito final do primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO: No retorno à etapa complementar, ambas as equipes entraram com os mesmos escretes que terminaram o primeiro tempo. Mas com bola rolando, quem chegou primeiro a assustar foi o time do Coritiba, com descida veloz de Guilherme Parede até a entrada da pequena área e tocou para Yan Sassé, mas o camisa 70 do Coritiba chegou atrasado e a bola passou na frente do gol. Mesmo assim, o escrete do São Bento foi quem teve mais volume de jogo e duas vezes quase empatou com 15’ decorridos.

Aos 22’, Wilson entrou em cena novamente. Paulinho, no flanco esquerdo, saiu do marcador entrou na área em diagonal e arrematou firme. Mas o camisa 84 do Coritiba defendeu e jogou a bola para escanteio, antes de cobrar de seus companheiros. Minutos depois, o São Bento novamente passou a incomodar o sistema defensivo alviverde. Desta vez, Cléo Silvia desceu em profundidade e arrematou em diagonal, mas a bola desviou em Rafael Lima e foi a linha de fundo. Ou seja, pressão do escrete paulista. Aos 29’, Uilliam Corrêa cometeu falta para travar o contra-ataque do São Bento e levou cartão amarelo. No minuto seguinte, no lado esquerdo, o volante alviverde cometeu mais uma falta e levou o segundo amarelo, seguido do vermelho. A expulsão fez com que o treinador Eduardo Baptista alterasse a sua equipe. Entrou o volante Rusch e saiu o atacante Belusso. Enquanto no escrete visitante, o treinador Marquinhos Santos colocou mais um atacante e sacou um lateral.

Nos minutos finais, de tanto insistir, a equipe do São Bento conseguiu o gol de empate. Ricardo Bueno recebeu uma bola mascada e chutou forte, mesmo com marcação, à meta do gol de Wilson, que viu a bola bater na trave antes de entrar aos 38’. Após o gol de empate, a vantagem numérica a favor do São Bento fez valer o volume de jogo e o time paulista ficou trocando passes no campo do Coritiba. Dentre os ataques, Cléo Silva recuperou a bola na linha de fundo e fez o cruzamento certeiro para Ronaldo, que cabeceou e marcou o terceiro gol. Mas o assistente marcou o impedimento em mais um lance duvidoso, que foi o último lance de perigo na partida que seguiu até os 50’.

PRÓXIMA PARTIDA: O escrete do Coritiba irá jogar contra o Goiás em Goiana na próxima terça-feira (24). Enquanto que o São Bento irá jogar em casa com o Sampaio Corrêa.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

CORITIBA: 84 Wilson; 66 William Matheus, 31 Rafael Lima, 3 Thalisson Kelven e 28 Leandro Silva; 5 Vitor Carvalho (72 Simião), 6 Uilliam Correia, 20 Alisson Farias, 70 Yan Sasse (37 Kady); 30 Jonatas Belusso (8 Julio Rusch) e 77 Guilherme Parede. Tec. Eduardo Baptista

SÃO BENTO: 1 Rodrigo Viana; 2 Tony (18 Ronaldo), 3 Ewerton Páscoa, 4 Anderson Salles e 6 Paulinho; 5 Fábio Bahia, 8 Doriva e 10 Dudu Vieira (20 Lucas Farias); 9 Ricardo Bueno; 7 Cléo Silva e 11 Branquinho (17 Diogo Oliveira). Tec. Marquinhos Santos

FICHA TÉCNICA – CORITIBA X SÃO BENTO XXXXXXXXXXX

GOLS: Yan Sassé aos 2’ do 1º tempo, Wilson aos 31’ o 1º tempo (Coritiba) | Ricardo Bueno aos 35’ do 1º tempo e aos 38’ do 2º tempo (São Bento)
CA: Branquinho, Anderson Salles (São Bento) | Thalisson Kelvin. Uilliam Corrêa (Coritiba)
CV: Uilliam Corrêa (Coritiba)
ÁRBITRO: Emerson de Almeida Ferreira
ASSISTENTES: Marcio Eustaquio Sousa Santiago e Luiz Antonio Barbosa
LOCAL: Estádio Major Antonio Couto Pereira, em Curitiba.
drap
Tecnologia do Blogger.