PROPAGANDA

[AMADOR CWB] Duas chapas disputam a eleição para presidente do Vila Fanny


Com o pleito definido para o dia 23 de junho, as chapas "Amor verdadeiro" e "Fanny do Futuro" disputam quem fica à frente do Vila Fanny nos anos de 2020 e 2021. A eleição ocorrerá na sede do clube na próxima terça-feira, às 19h. O portal Do Rico ao Pobre conversou com os dois candidatos que estão na disputa à presidência do Vila Fanny e que terão pela frente o trabalho de retornar o clube à elite do futebol amador de Curitiba.

#AMADOR CURITIBA
Por @rafaelbuiar

Depois de muito tempo o Vila Fanny terá dois candidatos à presidência do clube para o mandato que corresponde aos anos de 2020 e 2021. As duas chapas concorrem para assumir o lugar de Romário Alexandrino, o último presidente, e que não será candidato. O conselheiros do deliberativo do Vila Fanny serão responsáveis pelos votos. O conselho é composto por 20 integrantes. 


Chapa "Amor verdadeiro"
O candidato à presidente será Rubens Celso (Binho), com Luiz Estefano Baiak (presidente de honra), Adilson Salvador (vice-presidente), Lucas Lorenzo e Paulo Roberto Kozlovski (1º e 2º secretário), Dionatan Cardoso e Felipe Brunatto (1º e 2º Tesoureiro), Nilton das Neves (Diretor de esportes), André Fellipe (diretor Social), Tadeu (diretor de patrimônio), John Danilo (diretor de publicidade), Israel de Nazaré Serafim (orador) e Fabrício Rogério Citl (comissão de obras).

O vice-presidente da chapa "Amor Verdadeiro", Adilson Salvador, reforça que o primeiro foco são as propostas referente ao setor administrativo do clube. "As diretorias irão trabalhar individualmente, mas todas elas coordenadas e falando na mesma linha. A partir disso, fazer com que o Vila Fanny tenha uma condição financeira e uma projeção orçamentária. Sendo assim, uma maneira mais otimizada. Pois não adianta fazer futebol e reforma sem ter uma administração coordenada. Isso é uma coisa primordial", acrescenta Adilson.

Na sequência, com a casa organizada, Adilson destaca que o planejamento é cuidar do patrimônio, além de resgatar os moradores do bairro às dependências do clube. "O Vila Fanny sofreu demais nos últimos anos, com o fechamento do Ismael Gabardo. Além de estar tocando o time e jogar em outros estádios, tivemos que bancar as reformas que foram solicitadas pelo poder público. Agradeço demais ao Romário pela luta, que deu certo. A partir disso, vamos procurar resgatar o bairro para dentro do clube, para conseguir ter uma identidade maior com o clube e comunidades próxima ao Ismael Gabardo", finaliza o vice-presidente Adilson Salvador.

Ao falar sobre o elenco e comissão técnica que disputará as próximas competições do cenário do futebol amador de Curitiba, Adilson Salvador comenta que o trabalho já está sendo feito. "Já temos o nome do treinador - ainda em sigilo; e toda a comissão técnica definida e preparada para assumir. Além de ter alguns atletas apalavrados conosco. Vamos brigar para subir, pois o Vila Fanny respira futebol. Por isso, procuramos até médico e fisioterapeuta para fazer parte do clube e ajudar na busca pelo acesso", esclarece Adilson.


Chapa "Fanny do Futuro"
O candidato à presidente será Carlos Santana, com Celso Santiago (presidente de honra), Marlon Marcelino (vice-presidente), João Ayres (secretário), Haya e Seer e Suelen Cordeiro (Tesoureiro), Diogo Marcelino, Renierie Santos e Fábio Belo (Diretor de esportes), Suzi Peixoto (diretor Social), João Carlos Ivo de Oliveira (diretor de patrimônio), Angelo Silva (diretor de publicidade), José Tadeu (orador) e Daniel Garcia (comissão de obras).

A chapa "Fanny do Futuro" é considerada a oposição e teve a ignição e o despertar do projeto para concorrer à presidente devido a pedida dos moradores do bairro. "Os moradores da Fanny que nos aclamaram buscando uma ajuda e um pedido de socorro para que clube volte à hegemonia do futebol amador de Curitiba. Temos grandes meio e projetos para o clube. Tanto no futebol, quanto ao social. A comunidade perdeu um pouco deste orgulho de estar passeando na rua com a camisa do clube. Vamos resgatar isso", comenta Carlos Santana, candidato à presidência do Fanny.

Ao questionar sobre o planejamento do elenco nas competições que o clube irá disputar, Carlos Santana aponta que tem um suporte para colocar o clube novamente no cenário entre os grandes do futebol amador de Curitiba. "O clube necessita de estar novamente no auge, se mostrando para a comunidade. O Vila Fanny não está adormecido. Eu sou presidente da Gol de Placa, empresa de marketing esportivo e que detém vários atletas e alguns com passagens por seleção e clubes profissionais, com um total de 180 atletas aproximadamente espalhado pelo Brasil e exterior. A partir disso, vamos trazer grandes nomes para atuarem no Vila Fanny com o intuito de resgatar o orgulho para o torcedor", finaliza Carlos Santana.

Na noite desta quinta-feira (18), a chapa "Fanny do futuro" divulgou nas redes sociais o vídeo institucional da campanha para assumir a presidência do clube nos próximos anos. Confira na íntegra o vídeo abaixo:


Além do futebol, a chapa "Fanny do Futuro" irá focar na parte social do clube, segundo o vice-presidente, Marlon Marcelino. "A Suzy Peixoto, que é a nossa diretora social, possui diversos projetos sociais nas áreas do Fanny, Parolin e região. A partir disso, vamos buscar fazer o Vila Fanny (clube) trabalhar para a vila Fanny (bairro). Sendo esse, o nosso lema dentro da chapa. Ou seja, fazer o Fanny não só do futebol, mas transformar e ajudar as pessoas com os projetos sociais", acrescenta Marlon Marcelino.

APOIE O PROJETO DRAP - Queremos dar voz para o futebol marginalizado e mostrar a transformação que este esporte é capaz, em diversas atmosferas – amador, base e feminino. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse; - http://catarse.me/drap

No comments

Powered by Blogger.