PROPAGANDA

[ESPECIAL] Conquista do Iguaçu diminui a diferença de títulos entre os estados que mais venceram o Sul-brasileiro


A conquista inédita do alvinegro de Santa Felicidade foi importante para o cenário do futebol amador de Curitiba, pois quebrou vários tabus. Entre eles está o fim do jejum de 12 anos de um time de Curitiba sem levantar o caneco, o último tinha sido o Trieste em 2007, em Curitiba. Além disso, a diferença dos paranaense com os gaúchos, que mais venceram o certame, diminuiu em três conquistas apenas. Confira a galeria dos campeões do Sul-Brasileiro de futebol amador.

#ESPECIAL
Por @rafaelbuiar

Com início em 1988, o Sul-Brasileiro de Futebol Amador é uma competição que tem o selo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que reúne os campeões amadores dos certames estaduais do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Cataria e São Paulo. No caso do Paraná, o certame que disponibiliza a vaga é a Taça Paraná. Ao longo das 32 edições, o certame apresentou vários formatos. A primeira edição teve apenas dois participantes e teve o sistema de ida e volta, que foi entre XV de Novembro e Capão Raso, realizados em Campo Bom e Curitiba.

A partir de 1989, as competições passaram a ter sede fixa e a primeira foi em Campo Bom, no Rio Grande do Sul. Ao todo, o certame foi realizado em 23 cidades e quatro estados, Curitiba foi a cidade que mais vezes foi sede no certame, com sete edições realizadas. Sendo assim, o estado do Paraná é quem mais vezes teve o Sul-Brasileiro, com 11 edições; seguido do Rio Grande do Sul, que teve 10 edições; Santa Catarina com oito e São Paulo com três edições. Confira a galeria dos campeões do Sul-Brasileiro de Futebol Amador.


Ao mencionar o aproveitamento entre os times anfitriões com os visitantes, o equilíbrio prevaleceu, já que teve 16 conquistas para cada lado somando as 32 edições. Em relação ao anfitrião, o último foi ano passado, com a conquista do Iguaçu, e desde 2015 um anfitrião é campeão. Agora, em relação aos visitantes, o último foi o Rui Barbosa, que venceu na cidade de Guarapuava, em 2015.

HALL DE VENCEDORES
Dos 22 times que foram campeões do Sul-Brasileiro, somente quatro equipes venceram mais de uma vez. Dentre elas, a equipe do Vila Fanny é a que mais vezes levantou o título do certame. Ao todo foram cinco conquistas de oito participações do alvirrubro de Curitiba - 1989, 1991, 1992, 1993 e 1995.

Período de ouro para o Vila Fanny, que teve presença de Jackson Queiroz como jogador em quatro das cinco conquistas. Sendo assim, um dos jogadores que tem o maior número de conquista do sul-brasileiro. Dentre os quatro títulos que ganhou, Jackson destaca o título de 1995, que culminou com pentacampeonato do alvirrubro. "O presidente da época, Toninho Silva, não queria disputar o Sul-Brasileiro por causa dos custos e das dificuldades. Por isso, coube eu assumir a responsabilidade, como era um líder do grupo, de falar com ele o desejo de disputar de qualquer jeito o certame. E deu no que deu, conseguimos o título. Por isso, o título de 1995 foi marcante para mim. Apesar dos demais títulos terem sidos épicos também", comenta o ex-atacante.


Por outro lado, cinco equipes do Paraná ficaram com o vice. Combate Barreirinha em duas oportunidades, em 2006 e 2008; o Bandeirantes, em 2014; o Colombo, em 2002; o Capão Raso, em 1988; e o Internacional, em 2012.

PARTICIPAÇÕES DOS TIMES DO PARANÁ
O estado do Paraná teve 17 clubes que participaram no certame, sendo que o Vila Fanny foi o clube que mais vezes participou, com oito edições. Seguido de Flórida, que marcou presença em cinco vezes. Internacional (Campo Largo) e Combate Barreirinha (Curitiba) participaram quatro vezes da competição. Enquanto que Iguaçu (3) e Trieste (2) concluem a lista dos clubes que participaram mais de uma vez. Participaram também do certame Capão Raso e Urano (Curitiba), Palmeira e Ypiranga (Palmeira), Colombo e Bandeirantes (Colombo), Engenheiro Beltrão (Engenheiro Beltrão), Milan (São José dos Pinhais), São Manoel (São Manoel do Paraná) e Danúbio (Guarapuava).


QUADROS DAS FEDERAÇÕES
O estado do Rio Grande do Sul lidera o quadro de times campeões, com 12 conquistas e 11 vice-campeonatos. Já o estado de Santa Catarina segue em segundo com 10 conquista, uma a mais em relação ao Paraná, que está com nove conquistas. Fechando o quadro, o estado de São Paulo, com apenas uma conquista e três vice-campeonatos.



APOIE O PROJETO DRAP - Queremos dar vozes para o futebol marginalizado e mostrar a transformação que este esporte é capaz, em diversas atmosferas – amador, base e feminino. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse: http://catarse.me/drap;

No comments

Powered by Blogger.