PROPAGANDA

[AMADOR CWB] Clubes amadores usam as redes sociais para ampliar ações e marca própria

O celular é o aparelho mais utilizado para acessar as redes sociais
Em meio a pandemia do Coronavírus que estamos vivendo, alguns clubes utilizaram de sua influência nas redes sociais para a conscientização e divulgação de informações para seus seguidores. Além disso, os clubes amadores de Curitiba vêm utilizando das redes sociais como a principal forma de divulgação de ação e da marca do clube. Confira quais são as redes sociais que os clubes amadores de Curitiba utilizam e usam deste cenário como ambiente online e também um elo de aproximação com o seu torcedor e patrocinadores.

#ESPECIAL
Por Rafael Buiar

A comunicação dos clubes de futebol amador de Curitiba está mudando nos últimos anos. Um dos fatores para que a linguagem e a divulgação dos conteúdos oficiais cresçam e ganhem vida no ambiente online são as redes sociais, que proporcionam artefatos para que a informação chegue ao público final. Sendo esse ambiente, a principal forma de divulgar as ações dos clubes, como as contratações de jogadores, campanhas, resultados das partidas, fotos e entrevistas de jogadores/dirigentes.

O crescimento e o apelo dos clubes do futebol amador nas redes sociais vêm pelo alto número de usuários e também por interesse em expandir a sua marca. O Brasil é o terceiro país com mais usuários ativos no Facebook, segundo o Relatório Digital in 2019. Número que proporciona diversas possibilidades para o uso desta rede. Sendo assim, as redes sociais vêm se revelando como ferramentas importantíssimas para expandir os nomes dos clubes de futebol. Por isso, em consequência, as plataformas digitais vem sendo uma forma importante de divulgação e, junto a isso, um relacionamento entre as marcas e consumidores.


Deste modo, o interessante é que as empresas agora não se restringem em apenas em estampar seus nomes nas camisas e outdoor dentro ou nas proximidades dos estádios, pois o movimento recente tem mostrado que o contexto digital pode também ser um forte aliado. Sendo assim, criando um elo com o torcedor ou contato de negócio com um provável patrocinador. Um grande exemplo no momento no cenário do futebol amador de Curitiba é o time do Tanguá, com sua reformulação administrativa, de 2019 para 2020, vem divulgando seus novos parceiros. Portanto, o conceito no cenário digital dentro do futebol amador está crescendo. Agora, mais do que expansão de marca, ações simples podem ser rentáveis em um futuro próximo para os clubes amadores de Curitiba e Região. 

Pensando nesta perspectiva, o portal do Rico ao Pobre fez um levantamento das duas principais redes sociais em que os clubes amadores de Curitiba estão inseridos. Atualmente 19 dos 31 clubes estão com suas redes sociais ativas no Facebook, que tiveram publicações em 2020. Já no Instagram, o número é menor, com 14 equipes ativas nesta temporada. Dentre essas, seis equipes irão disputar a Série B da Suburbana deste ano, enquanto que oito estão na elite do futebol amador de Curitiba. Confira o ranking digital dos clubes amadores de Curitiba.


Em sua maioria, as publicações de 2020 foram anúncio de peneiras para a categoria juvenil, início dos campeonatos da Associação Paranaense de Esportes (APAE) - Cinquentinha e Sessentinha; e também contratações de jogadores e treinadores. Lembrando que a temporada de 2020 ainda não começou para os clubes do futebol amador de Curitiba, menos para o Fortaleza que disputou a Taça Kaiser, em Belo Horizonte, no mês de janeiro. As competições estavam previstas para ter o pontapé inicial no fim do mês de março e começo de abril. Porém, devido a pandemia do Covid-19 os certames foram adiados pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) por tempo indeterminado. 

No Facebook, a equipe que detém o maior número de usuários é o Trieste, um dos principais clubes do cenário do futebol amador quando nos referimos em quantidade de títulos. O tricolor da colônia tem utilizado em alta escala deste meio, principalmente, nos últimos dois anos. Na sequência vem a equipe do Desportivo Paranaense, o caçula no cenário do futebol amador de Curitiba. Porém, o trabalho na base acontece desde o início da década anterior - 2010. Sendo assim, o time grená do amador de Curitiba é a segunda equipe que detém a maior quantidade de usuários no Facebook.


O fato curioso é que das 10 equipes que tem mais usuários na rede, seis estão na Série A e quatro na Série B. Dentre essas, duas não realizaram publicação nesta temporada - Iguaçu e Grêmio Ipiranga. No Instagram o cenário é um pouco diferente em relação as 10 equipes com mais quantidades de usuários. A primeira é o Desportivo Paranaense, seguido do Operário Pilarzinho e Trieste. Dentre as que estão no Top 1, só o Imperial não publicou em 2020.

No combinado geral, a soma dos usuários do Facebook e Instagram, a equipe do Trieste assume a ponta sendo a equipe mais digital no futebol amador de Curitiba, seguida de Desportivo Paranaense e Iguaçu. Dentre as 31 equipes, apenas duas não estão inseridas no ambiente online - Combate Barreirinha e Vila Fanny. Porém, algumas estão em apenas uma rede, caso de Grêmio Ipiranga (Facebook), Santíssima Trindade (Facebook), Ypiranga (Facebook), Nova Orleans (Instagram) e Palmeirinha (Facebook.


NÚMEROS - Dentro do ambiente online, somada as redes sociais, o relatório Digital in 2019, feito pela We Are Social em parceria com a Hootsuite, nos apontou a idade média de 33 anos dos usuários e o celular é o aparelho mais utilizado para acessar. Além disso, 66% da população brasileira é usuária das redes sociais. Este número representa cerca de 140 milhões de usuários ativos. As duas redes sociais mais utilizadas dos clubes amadores de Curitiba é o Facebook e Instagram.

O Facebook é a rede que tem o maior número de usuários ativos, com mais de 2 bilhões no mundo. Sendo assim, o Facebook é a rede social mais popular do mundo desde o ano de 2008 e passou a ser destaque no Brasil em 2012. Mas é a segunda mais usada no Brasil. Já o Instagram é a a sexta rede com o maior número de usuários, que conta com aproximadamente 1 bilhão de usuários ativos pelo mundo. No Brasil, o número é de 69 milhões de usuários em 2019. Já em relação a utilização da rede, o Instagram é a quarta rede mais usada no Brasil. Este número tem crescido com a forte adesão das empresas. No Brasil, o crescimento foi de 16,9% entre 2017 e 2018 — o maior crescimento observado no relatório da Social Media Trends 2018.

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Obrigado por assinar a nossa newsletter.
Em breve chegará o nosso conteúdo na sua caixa de entrada.

att.
Do Rico ao Pobre, o futebol sem divisão!

Tecnologia do Blogger.