PROPAGANDA

[AMADOR PR] Última década da Taça Paraná teve quebra de jejum e domínio de Campo Largo


Prevista para começar em abril, a Taça Paraná ainda tem sua importância e tradição. Nos últimos anos, a diversidade de equipes na competição diminuiu e, hoje, o torneio conta com a larga maioria de participantes de Curitiba e sua Região Metropolitana. Confira o panorama da década da Taça Paraná.

#TAÇA PARANÁ
Por @LucasRaveel

A Taça Paraná já foi - e ainda é - considerada por muitos a competição mais importante do futebol amador do Paraná. Hoje, não vive seu melhor momento, mas a tradição permanece. Na última década, o campeonato, que reúne os campeões das ligas amadoras federadas pela Federação Paranaense de Futebol (FPF), passou por várias mudanças. Dentre elas, o número de participantes que diminuiu em comparação a década anterior.

Desde 2013, a Taça Paraná se restringiu a Curitiba, sua Região Metropolitana e Guarapuava - o Palmeira, mesmo sendo de Ponta Grossa, representou a Liga de Futebol Amador de Campo Largo em 2019. O último campeão fora destes centros foi o São Manoel em 2010, clube de São Manoel do Paraná, município com pouco mais de 2 mil habitantes, no noroeste do estado. Na história, a Taça Paraná já teve vencedores das cidades de Telêmaco Borba, Londrina, Medianeira, entre outros.

Taça Paraná em 2020
Em 2020, a competição chega à sua 57ª edição e está prevista para começar em abril. Três equipes de Curitiba têm direito de participar, mas podem ficar de fora. O Iguaçu, atual campeão da Taça Paraná, e o Operário Pilarzinho, atual campeão da Série A da Suburbana, estão passando por reestruturações e alegam que, devido às despesas do torneio, a participação poderá ficar inviável sem uma ajuda de custo da FPF. Já o Fortaleza, atual campeão da Série B da Suburbana, é quem está mais longe da participação, e pelo mesmo motivo: os altos custos da Taça Paraná. Esta seria a 1ª vez na história que a equipe disputaria a competição.


A última Taça Paraná
Em 2019, o Iguaçu foi campeão invicto da Taça Paraná em cima do maior rival, o Trieste. Nos seis jogos da primeira fase, o alvinegro de Santa Felicidade venceu quatro e empatou dois, se classificando em 1° no grupo. Na semifinal, passou pelo XV de Novembro, de Colombo, com duas vitórias. Na final, contra o Trieste, venceu o jogo de ida fora de casa por 2 a 0 e levantou a taça após empatar em 1 a 1 no jogo de volta diante de sua torcida.

Campeões da última década
Nos últimos 10 anos, 46 equipes diferentes participaram da Taça Paraná, representando 15 municípios. O Internacional, de Campo Largo, esteve presente em seis edições e ganhou três (2011, 12 e 13). Na década, o Fanático, também de Campo Largo, é quem tem “100% de aproveitamento”, pois foi campeão nas três vezes em que participou (2015, 16 e 17). Nos últimos dois anos, em 2018 e 19, a taça ficou em Curitiba e foi levantada pelo Iguaçu - uma equipe da capital não era campeã da Taça Paraná desde 2009.


Veja a lista completa dos participantes da Taça Paraná na década

Curitiba: Iguaçu (3x - dois títulos), Santa Quitéria (2x), Pilarzinho (2x), Urano (1x), Novo Mundo (1x), Vila Hauer (1x), Nacional (1x), Nova Orleans (1x), Trieste (1x), Vila Sandra (1x);

Colombo: Bandeirantes (3x - um título), XV de Novembro (2x), Ana Terra (2x), Colombo (1x), Bola de Ouro (1x), União Guaratiba (1x);

Araucária: Grêmio Liquigás (3x), Jatobá (2x), Pinheiros (1x), Costeira (1x), Nova Geração (1x);

São José dos Pinhais: Jardim Alegria Pacrisa (3x), Atalanta (2x), Borda do Campo (1x), Araguari (1x), Sartori (1x);

Campo Largo: Internacional (6x - três títulos), Fanático (3x - três títulos), Bonato (1x), Laranja Mecânica (1x);

Campina Grande do Sul: Tchurú (1x), Timbú (1x), AM Jardim (1x), Jardim Nova Campina (1x);

Guarapuava: Madeirit (2x), Aprovale (2x), Danúbio (1x);

Ponta Grossa: Santa Paula (1x), Palmeiras (1x);

Morretes: Operário Morretes (2x); Loanda: Loandense (1x); Palmeira: Baixada (1x); Luiziânia: Luiziânia (1x); São Manoel do Paraná: São Manoel (1x - um título); Laranjeiras: União (1x); Rio Negro: Unidos do Bairro Estação Nova (1x)


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Obrigado por assinar a nossa newsletter.
Em breve chegará o nosso conteúdo na sua caixa de entrada.

att.
Do Rico ao Pobre, o futebol sem divisão!

Tecnologia do Blogger.