PROPAGANDA

[AMADOR PR] Nos bastidores, Operário Pilarzinho começa a preparação para a Taça Paraná


Campeão inédito da Suburbana Série A no ano passado, o Operário Pilarzinho disputará a Taça Paraná pela terceira vez em sua história em 2020. O Tricolor chega com a pressão de ser o campeão da principal liga amadora do estado, e também de ser, possivelmente, o único representante da capital nessa edição do torneio.


#TAÇA PR
Por Eduardo Werner

O Operário Pilarzinho se sagrou campeão inédito da Suburbana Série A em dezembro do ano passado, quando bateu o Iguaçu no apagar das luzes do terceiro jogo da final. Com o título, o Pilarzinho garantiu vaga na Taça Paraná de 2020, competição que reúne os campeões das ligas federadas à FPF. Essa será a terceira participação da equipe no torneio, já que em 2010 e em 2013 o Tricolor participou como campeão da segunda divisão da Suburbana de Curitiba.

Segundo o presidente do clube, Leandro Andrade, a preparação com o elenco começará na terceira semana de abril e a base do time será a mesma de 2019, com apenas algumas pontualidades para o grupo caso apareçam no mercado. As mudanças mais significativas aconteceram na comissão técnica e na diretoria do clube, com a saída do manager Peterson Freitas, que foi para o Tanguá, e a criação do novo cargo de coordenador de futebol, que será ocupado por Tiago Lima, membro que já fazia parte da comissão permanente do clube. A direção também está atrás de um novo auxiliar para o treinador Marquinhos Passaúna.


Perguntado sobre um possível favoritismo do Operário Pilarzinho, o presidente afirmou que a equipe está "com pés no chão, respeitando todos os campeões de suas ligas, até porque o Pilarzinho a anos não disputa essa competição tão importante para a história do amador do estado", finaliza Leandro Andrade.

Existe a possibilidade do Tricolor do Pilarzinho ser a única equipe representante de Curitiba nessa Taça Paraná. Iguaçu, campeão da competição no ano passado, e Fortaleza, vencedor da Série B da Suburbana em 2019, alegam dificuldades financeiras e podem abrir mão de suas vagas. Para Leandro Andrade, essa questão financeira atinge os clubes amadores do estado, que dependem de uma ajuda de custos vinda da Federação, questão que será definida em breve no arbitral da competição.

Vale lembrar que, além das equipes da capital, também possuem vaga na Taça Paraná em 2020 a Aprovale, o Atalanta, o Internacional, o Ana Terra e o Jatobá, campeões das ligas de Guarapuava, São José dos Pinhais, Campo Largo, Colombo e Araucária, respectivamente.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

No comments

Powered by Blogger.