PROPAGANDA

[BASE] Chegou para ficar: Operário tem saldo positivo em estreia na Copinha


O Operário Ferroviário participou da Copa São Paulo de Futebol Jr. pela primeira vez na história em 2020. Em um grupo complicado, os garotos do Fantasma carimbaram a classificação para a segunda fase do certame e foram eliminados nos pênaltis para o Santa Cruz. Relembre a trajetória alvinegra na maior competição de base do país!


#BASE
Por Allyson Santos

O primeiro compromisso do escrete operariano foi diante do São Paulo, equipe campeã no ano de 2019. Se torcedores estavam preocupados com o nível de dificuldade da partida, os meninos de Vila Oficinas demonstraram tranquilidade dentro das quatro linhas para frear o ímpeto tricolor.  Após uma partida quase perfeita da dupla de zaga formada por Zemarcio e Fernando, o Operário teve segurança no setor defensivo. A intensidade defensiva dos volantes do Fantasma concentrou o jogo no meio-campo, enquanto Alemão e Gabriel Vieira foram os principais responsáveis pela criação. Passado o nervosismo inicial, o escrete alvinegro levou perigo ao explorar as laterais do São Paulo. No segundo tempo veio o desgaste físico e placar permaneceu zerado. O goleiro Fabrício foi bastante exigido nos últimos minutos e garantiu o primeiro ponto do Fantasma na competição.

Junto com a segunda partida veio o primeiro choque. O empate em 2 a 2 contra o E.C São Bernardo mascarou uma atuação instável do Operário Ferroviário. Com muitos erros na saída de bola, o alvinegro criou oportunidades para o adversário. Em uma delas, Fabrício cometeu pênalti logo no primeiro minuto de jogo. O arqueiro se redimiu ao fazer bela defesa no canto. Nove minutos depois, em novo passe errado, o São Bernardo abriu o placar. Aos 19’, Robinho marcou contra e ampliou. A reação dos garotos operarianos veio no fim da primeira etapa, com gol de Jefferson deslocando o goleiro. Os mesmos erros se repetiram na segunda etapa, mas o escrete adversário não soube aproveitar. Quem marcou foi Tibagi, que garantiu um empate lucrativo para o Fantasma.


No terceiro e último duelo da primeira fase, o Operário precisava vencer o Palmeira do Rio Grande do Norte por dois tentos de diferença para selar a classificação. O zagueiro Rodrigo, que substituiu Fernando (suspenso), marcou duas vezes. Alemão, um dos grandes nomes da equipe operariana, também balançou as redes. O resultado de 3 a 1 carimbou a presença dos meninos de Vila Oficinas na 2ª fase do certame. 

Contra o Santa Cruz, o alvinegro saiu na frente com gol de Alemão em cobrança de escanteio logo no início da partida. O empate dos tricolores veio em bela jogada individual na reta final da primeira etapa. No segundo tempo, as duas equipes criaram poucas chances e a decisão foi para as penalidades. Alemão, Gabriel Vieira e Leo desperdiçaram as cobranças e o Fantasma deu adeus à competição. Com altos e baixos, a base alvinegra demonstrou potencial e deve surpreender ainda mais nas próximas edições da Copinha.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

No comments

Powered by Blogger.