PROPAGANDA

[TERCEIRONA] Campeão será conhecido no próximo domingo, em Arapongas


No próximo domingo (24), o campeão da 3ª Divisão do Campeonato Paranaense 2019 será conhecido. Andraus e Arapongas empataram o jogo de ida – que foi encerrado aos 32 minutos do 2º tempo – em 0 a 0.  Portanto, quem vencer fica com o título e um novo empate leva a decisão aos pênaltis. Ambos clubes já tem o acesso à 2ª Divisão garantidos. Confira as informações iniciais do confronto de volta da decisão do certame


#PRÉ-JOGO
Por @LucasRaveel

Arapongas e Andraus jogam no próximo domingo (24), no Estádio José Chiappin, na cidade de Arapongas, pela partida de volta da final da 3ª Divisão do Campeonato Paranaense 2019. O jogo de ida terminou em 0 a 0, mas foi encerrado aos 32 minutos do 2º tempo porque, devido ao atraso do policiamento e também o tempo de serviço da ambulância expirou, e ela foi embora.´


O Andraus conta com o retorno do lateral Barra, que cumpriu suspensão no 1º jogo. O técnico Norberto Lemos também pode promover a volta do meia Renan Ferreira ao time titular. O jogador ficou de fora das semifinais por estar lesionado, mas retornou na semana passada, saindo do banco de reservas contra o Arapongas. Na zaga, Samuel deve seguir como titular. O volante Paulo Henrique, que fazia essa função, assinou com o Rio Branco e faz parte da preparação do clube de Paranaguá para o Campeonato Paranaense de 2020. Embora tenha ficado no banco de reservas nas partidas contra o Araucária, Samuel, de 19 anos, jogou grande parte da 1ª fase como titular.

No Arapongas, o técnico Agenor Piccinin não conta com o atacante Adilson Bahia, suspenso. Os outros desfalques ainda são dúvidas: o atacante Felipe Piraju, o meia Lucas Lourenço e o zagueiro Anderson Penna se recuperam de lesão e a confirmação se eles vão ou não para o jogo só deve acontecer no sábado.


O título fica com a equipe que vencer a partida. Um novo empate leva a decisão aos pênaltis. Nas semifinais, o Arapongas bateu o Azuriz, após empatar em 1 a 1 fora e vencer por 1 a 0 em casa. O Andraus, por sua vez, teve uma classificação mais dramática: depois de dois empates em 0 a 0 com o Araucária, a equipe de Campo Largo venceu nos pênaltis. Destaque para o goleiro Ewerton, que defendeu duas cobranças.

Ano mágico para os comandantes
O título pode coroar o 2019 dos técnicos Norberto Lemos e Agenor Piccnin. Ambos fizeram grandes trabalhos por onde passaram neste ano e conquistaram resultados surpreendentes.

Norberto começou o ano no Rio Branco. A equipe era cotada ao rebaixamento no Campeonato Paranaense após fazer um primeiro turno fraco. O treinador conseguiu, além de livrar a equipe da descida, classificar o Leão às semifinais da Taça Dirceu Krüger. Depois, ele assumiu o Apucarana. Chegou com a equipe estando há cinco jogos sem vencer, mas levou o Dragão às semifinais da Divisão de Acesso. No Andraus, na Terceirona, pode ser campeão e já garantiu a subida do clube.

Agenor iniciou o ano no Toledo. De cara, a equipe já foi campeã da Taça Barcímio Sicupira Júnior, o primeiro turno do Campeonato Paranaense, eliminando Operário e Coritiba nas semifinais e final. Na decisão do certame, ficou com o vice-campeonato, após perder para o Athletico nos pênaltis. No Arapongas, montou uma equipe consistente, que tem hoje a melhor defesa do torneio. Como resultado disso, conseguiu o acesso para a equipe alviverde após três anos disputando a Terceirona.

APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.