PROPAGANDA

[SUBURBANA] Tanguá vence Palmeirinha e garante acesso à Série A da Suburbana


Ontem (23), Palmeirinha e Tanguá jogaram pela partida de volta da semifinal da Série B da Suburbana 2019, categoria adulta. O confronto aconteceu no Estádio Elba de Pádua Lima. Em um jogo quente e com muitas chances desperdiçadas, o Alviverde acabou tendo Vilmar expulso e viu já no fim o Tanguá abrir o placar com Arantes. Com o resultado de 1 a 0, o Tanguá garantiu o acesso à Série A da Suburbana e a vaga na grande final da competição diante o Fortaleza.


#SUBURBANA
Por Larissa Turko

PRÉ-JOGO: No primeiro duelo entre as equipes no Estádio Francisco Thiago da Costa teve vitória do rubro-negro sobre o alviverde do Tatuquara no placar de 1 a 0, com gol de Fernando Lara aos 35’ do segundo tempo. Mesmo com o triunfo do Tanguá, o resultado deixou em aberto o confronto de volta entre as duas equipes. 

O EMBATE: Quando a bola rolou, quem começou melhor foi o Palmeirinha. A equipe teve uma boa chance logo nos segundos iniciais, mas acabou desperdiçando. Conforme o jogo correu, outras oportunidades surgiaram. A melhor do Tanguá foi aos 14', com Russo que dominou e na batida acertou em cheio o travessão. Já no alviverde, Dolinha cabeceou forte na direção do gol e viu o goleiro Macaxeira se esticar para fazer a defesa.

Com o gramado ruim por conta da chuva, as equipes tiveram certas dificuldades nos toques de bola. Ainda assim, a ofensividade não diminuiu. O principal problema das equipes esteve na pontaria que não acertavam o gol. A atuação dos goleiros também foi importante para garantir o placar de 0 a 0, na primeira etapa. Tanto, Macaxeira quanto Adê foram verdadeiros paredões na área.

Na volta dos vestiários, os donos da casa tinham mais volume de jogo, enquanto que os visitantes se defenderam bem e aguardavam por uma chance para abrir o placar. Com o gol não saindo, os ânimos começaram a esquentar com faltas mais duras e muita reclamação dentro das quatro linhas. Com mais de 20 minutos jogados, o Alviverde foi quem teve as melhores oportunidades com chegadas perigosas na área do rival. Entretanto, essa situação mudou quando Vilmar fez falta, tomou seu segundo amarelo na partida e foi expulso, deixando a equipe com dez em campo.  A expulsão não agradou os atletas do Palmeirinha que iniciaram uma discussão intensa com o árbitro que parou o jogo aos 33 minutos e solicitou policiamento para retomar. Após 11 minutos de paralisação e com a presença da polícia o jogo reiniciou.

Nos minutos que ainda se sucederam, o Alviverde teve chance de fazer seu gol com Dolinha novamente, mas o goleiro Macaxeira fez nova defesa. O Tanguá se segurou bem, fechou a marcação e já no fim abriu o placar com Arantes, para assegurar a vaga do acesso à Série A da Suburbana, e a classificação à final da competição.

PRÓXIMA PARTIDA: Na grande final, a equipe do Tanguá enfrentará o Fortaleza, em busca de assegurar agora o título de campeão da competição.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PALMEIRINHA: 1 Adê; 2 Vilmar, 3 Mucilon, 4 Macaco e 5 Carlão; 6 Espingarda, 8 Celo (19 Wesley) e 20 Ligeirinho (18 Marquinhos); 7 Dolinha, 9 Thiagão e 10 Edson (11 Mika). Tec: Daniel Jorge. 

TANGUÁ: 1 Macaxeira; 2 Ananias (20 Asiático), 3 Jansen, 4 Jandson e 6 Fabio; 5 Arantes, 8 Julio e 10 Alisson (17 Jhonatan); 7 Vandinho, 9 Russo e 19 Fernando (11 Sabino). Tec: Antonio Marcos.

FICHA TÉCNICA – PALMEIRINHA 0X1 TANGUÁ XXXXXXXXXX

Gols: Arantes aos 58' do 2° tempo (Tanguá)
CA: Espingarda, Mika (Palmeirinha) e  Júlio (Tanguá)
CV: Vilmar (Palmeirinha)
ÁRBITRO: Eduardo Elias Melek
ASSISTENTES: Heitor Alex Eurich (1) e Wesley Waldir Marmitt (2)
LOCAL: Estádio Elba de Padua Lima, em Curitiba

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX



APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.