PROPAGANDA

[SUBURBANA] Operário Pilarzinho e Iguaçu empatam em 1 a 1 na primeira partida da final


Em um jogo tecnicamente sem brilho, Operário Pilarzinho e Iguaçu não saíram do empate no Bortolo Gava. Com um a mais durante 85 minutos, o alvinegro abriu o placar no primeiro tempo com Eric, mas Bitoca, de pênalti, deixou tudo igual para o tricolor na segunda etapa, levando a decisão para o Egydio Pietrobelli.


#SUBURBANA 2019
Por Yuri Casari

PRÉ-JOGO: Para a primeira partida da final, ambos os times tinham importantes desfalques no meio de campo por suspensão. Enquanto o Pilarzinho não contava com o volante e capitão Aroldo, o Iguaçu não tinha o também volante Helton. O Pilar foi a campo com o tradicional 433, enquanto o Iguaçu buscou uma formação de mais força física, com três zagueiros e dois volantes de contenção.

O EMBATE: Foram apenas cinco minutos jogados antes da primeira polêmica da final da Suburbana 2019. Em tentativa de ataque do Iguaçu, Rodriguinho levantou o pé e acertou o peito do atacante Éric. O árbitro José Mendonça Junior não pensou duas vezes e levantou o cartão vermelho. Com um a menos logo no início, o Pilarzinho teve que adequar o 433, recuando Paulinho para o meio de campo.

O jogo seguiu truncado, com um outro lance pegado, e com o Iguaçu levemente superior, chegando duas vezes no ataque. Primeiro com Alex Pinhais, em chute de fora da área defendido por Juninho e posteriormente em chute cruzado de Victor Tilly, com nova defesa do goleiro tricolor. Já o Pilar só assustou o gol de Filipe aos 13 minutos, em uma cobrança direta de falta batida por Bitoca. Já no fim do primeiro tempo, aos 41 minutos, a bola foi levantada pelo Iguaçu a partir do lado direito e Eric se adiantou à marcação e cabeceou no contrapé de Juninho, abrindo a contagem no Bortolo Gava.


Embora o Pilarzinho tivesse entrado com uma formação ofensiva, a equipe não conseguiu pressionar o Iguaçu no primeiro tempo. Mas na segunda etapa, a equipe conseguiu rondar a área alvinegra até encontrar o gol de empate. Aos 12 minutos, Douglão derrubou Pedro Oldoni na área. Pênalti assinalado e muito bem batido por Bitoca, que de pé direito bateu no canto esquerdo deslocando Filipe.

Depois do empate, o jogo se equilibrou e ficou concentrado no meio de campo, com muito bate-rebate, com ambas as defesas levando vantagem. No fim das contas, o placar permaneceu inalterado até o apito final.


Próximo jogo: Agora, a decisão vai para o Egydio Pietrobelli, mando do Iguaçu. Quem vencer, fica com o títul oda Suburbana 2019. Em caso de novo empate, a decisão vai para uma terceira partida, também com mando do Iguaçu.

XXXXXXXXXXX OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXX

Pilarzinho: 1. Juninho, 2. Guilherme, 3. Everson, 4. Bruno e 6. Dionata; 5. Robson Baroni, 8. Rodrigo e 10. Bitoca (15. Kelvyn); 7. Sagui (18. Pedro Oldoni), 9. Wesley (13. Diego) e 11. Paulinho (19. Thomas Guedes). T: Marquinhos Passaúna.

Iguaçu: 1. Filipe, 2. Gabriel, 3. Emerson, 4. Aderaldo e 6. Victor Tilly (17. Diego Bianchini); 5. Thiago Oliveira (16. Roney), 8. Douglão, 7. Magú e 10. Wellington Baroni; 9. Eric e 11. Alex Pinhais (19. Felipe Caron). T: Luisinho Netto.

XXXXXXXXX FICHA TÉCNICA: PILARZINHO 1 x 1 IGUAÇU

Gols: Eric, aos 41’ do 1º tempo e Bitoca, aos 14’ do 2º tempo.
Cartões amarelos: Juninho, Bruno e Kelvyn (Pilarzinho); Aderaldo e Emerson (Iguaçu).
Cartão vermelho: Rodriguinho (Pilarzinho)
Árbitro: José Mendonça Junior.
Assistentes: Heitor Eurich e Weber Felipe Silva.
Local: Estádio Bortolo Gava, em Curitiba.


REPORTAGEM DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX




PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.