PROPAGANDA

[TAÇA FPF] Batel bate o Foz na largada do returno e conquista o primeiro triunfo na competição


Neste domingo (01) o Batel recebeu o Foz do Iguaçu no Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava. O Lobo abriu o placar e, mesmo com um atleta a menos desde o início do segundo tempo, conseguiu suportar a pressão e ainda ampliou o marcador num contra-ataque. Com o triunfo por 2 a 0, o time rubro-negro conquistou a primeira vitória na Taça FPF.

#TAÇA FPF

PRÉ-JOGO – Após um primeiro turno decepcionante para as duas equipes, Batel e Foz do Iguaçu buscavam iniciar o segundo turno com o pé direito para brigar pelo título e conquistar uma vaga na final. Além do confronto entre os times, o campo também foi um adversário a ser superado. As fortes chuvas castigaram que caíram em Guarapuava no final de semana deixaram o gramado bem castigado.

O EMBATE - Com o mando de campo e a pressão de não ter conquistado vitórias na competição, o Batel buscou propor o jogo e pressionou bastante o adversário nos minutos iniciais. Logo aos cinco minutos de partida, Jeffinho cabeceou firme a bola levantada na área e o goleiro Eder fez uma defesa incrível.

Aos poucos o Foz do Iguaçu começou a se soltar e chegou com perigo uma única vez no primeiro tempo. Em contra-ataque muito veloz, Diego Henrique saiu sozinho com Marcão, mas bateu fraco e nas mãos do goleiro batelino. Na sequência da jogada, os donos da casa fizeram cumprir o velho ditado de “quem não faz, toma”. Russo invadiu a área e foi derrubado. Pênalti para o Batel. Ele mesmo se encarregou da cobrança, bateu forte, viu Eder espalmar, mas Dudu empurrou para as redes no rebote.


Na volta do intervalo as equipes pareciam mais tensas. Aos 3 minutos de jogo, o lateral Thiago Santos sofreu uma pancada, reclamou com o árbitro e recebeu o cartão vermelho direto, obrigando o treinador do Batel a mexer no time para recompor o sistema defensivo.

Com um a menos, o time guarapuavano foi bombardeado. Com todas as linhas atrás do meio de campo, o rubro-negro chamou o Foz para cima para usar a velocidade de Russo no contra-ataque. E deu certo.

Os volantes do Azulão da Fronteira, John roubou a bola e colocou a bola para Russo nas costas da zaga. O atacante arrancou e tocou com categoria por cima do goleiro para ampliar a vantagem e garantir a vitória batelina. 

O Foz do Iguaçu ainda teve a chance de diminuir com o centroavante Devid dentro da pequena área, mas o chute saiu errado e a bola não pegou a direção do gol. 

PRÓXIMA PARTIDA: No próximo domingo (08) o Batel viaja para São José dos Pinhais, onde enfrenta São Joseense. O Foz do Iguaçu folga na rodada e aproveita o calendário vazio como preparação para também encarar o time de São José dos Pinhais, na cidade da fronteira no dia 15.

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

BATEL: 1. Marcão; 2. Thiago Santos, 3. João Pedro, 4. Jhonnatan e 6. Gabriel Sercovny; 5. Jeffinho, 7. Carlos (18. Savio) e 8. Diego; 10. Giovanny (15. Gabriel Buriche), 11. Dudu (16. John) e 9.  Russo. Tec. Reginaldo Jandoso.

FOZ DO IGUAÇU: 1. Eder; 2. Leonardo, 3. Bruno Van Dal, 4. Pavani e 6. Wesley Costa; 5. Eder Rocha (19. Vitor Nascimento), 8. Vinicius Martins e 10. Luccas Brasil; 7. Dartora (17. Estevão Borges), 11. Diego Henrique (20. Pedro Igor) e 9. Devid. Tec. Rafael Andrade.

FICHA TÉCNICA – BATEL 2 X 0 FOZ DO IGUAÇU XXXXXXXXXX

GOLS: Dudu |20’ do 1º tempo| e Russo |25’ do 2º tempo| (Batel).

CA: Dudu e Alan |Comissão Técnica| (Batel); Wesley Costa, Eder Rocha e Bruno Van Dal (Foz do Iguaçu).
CV: Thiago Santos e João Pedro (Batel); Pavani e Estevão Borges (Foz do Iguaçu).

ÁRBITRO: Rafael Vinicius Moura de Oliveira.
ASSISTENTES: Sergio Henrique Monteiro Gomes e Gustavo Kucharski.

LOCAL: Estádio Waldomiro Gelinski, em Guarapuava.


PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdos extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.