PROPAGANDA

[SUB 19] Paraná Clube vence o Operário fora de casa e respira na disputa pela classificação


Operário Ferroviário e Paraná Clube se enfrentaram na manhã de hoje (9), no Estádio Doutor Joaquim de Paula Xavier, em Ponta Grossa (PR). O resultado foi de 1 a 0 para o Tricolor da capital. Com o resultado, o Fantasma precisa da vitória fora de casa contra o Coritiba para se classificar. Já o Paraná respira na competição com o triunfo fora de casa e tenta a classificação na última rodada.


#SUB19
Por Cícero Goytacaz

PRÉ-JOGO: Vindo de vitória em cima do FC Cascavel, o Operário entrou em campo precisando vencer para garantir a classificação à terceira fase do campeonato. Já o Paraná Clube, que perdeu na última rodada para o Coritiba, veio ao embate precisando vencer para se manter vivo na disputa pela vaga.

O EMBATE: O jogo começou com as duas equipes a todo vapor, mostrando ofensividade logo nos primeiros minutos. Aos 3’, em cobrança de falta para o Paraná Clube, Carlos cobrou direto e o goleiro Fabrício, de em dois tempos, defendeu e trabalhou pela primeira vez na partida. Aos 10’, o técnico Joel Preisner precisou realizar a primeira mudança, com a lesão do lateral TH. Em seu lugar, entrou Robinho, que criou a primeira investida ofensiva do lado alvinegro, tentando um cruzamento a meia altura, aos 13’, interceptado pela zaga tricolor.

A primeiro tempo seguiu muito intenso, com o Paraná forçando mais os ataques que o Operário, que seguiu tentando resposta nos contra-ataques. Aos 23’, em cobrança de escanteio de Pires, Carlos subiu livre de marcação na grande área, mas desperdiçou uma chance clara para o Tricolor, cabeceando alto demais e isolando por cima da meta. As melhores chances das equipes surgiam de bola parada e jogada aérea. Aos 33’, o time da casa respondeu com Matheus Castanha, que cobrou uma falta pela ponta direita, lançou no centro da área, mas a zaga adversária afastou o perigo.


A primeira etapa teve muitas divididas e faltas com a marcação pesada dos dois lados. Na reta final, as situações de ataque se inverteram e o Fantasma passou a forçar mais ofensivamente, mas abusou dos cruzamentos imprecisos. A equipe da capital manteve segurança defensiva. Aos 45’, Matheus Castanha cobrou uma nova falta para o Operário e mandou com perigo direto para o gol, mas a bola saiu por cima da meta. Aos 47’, o árbitro Rodrigo Posser Borges decretou o fim do primeiro tempo, empatado em 0 a 0.

A bola rolou para a segunda etapa e antes mesmo do primeiro minuto, Alysson arriscou um chute de fora da área para o Operário, fazendo o goleiro Gabriel trabalhar para defender. Aos 5’, Alysson novamente fez valer a individualidade e conduziu a bola para o meio, chutando firme e rasteiro, mas o goleiro caiu bem colocado para defender. Com o time da casa criando mais situações da ataque nos primeiros minutos, o Paraná recuou a marcação para segurar a pressão adversária.

Sem conclusões precisas, o jogo seguiu equilibrado, com as duas defesas mantendo a atuação segura. O Fantasma criou mais oportunidades que o Tricolor nos primeiros quinze minutos, aproveitando espaços pelos lados, mas sem êxito mas finalizações. A situação do jogo mudou aos 27’, com Warley converteu um pênalti e abriu o placar para Tricolor; Paraná 1 a 0.


O gol sofrido alterações em momento crucial aumentou a pressão do lado alvinegro, que precisou correr contra o relógio para buscar a reação. Aos 35’, após cruzamento na área, Alysson subiu bem para cabecear com perigo, mas mandou por cima do gol. A pressão aumentou na reta final do embate. Em busca do resultado nos últimos minutos, o Operário avançou o time ao ataque em busca do gol de empate, mas todas as investidas pararam no goleiro Fabrício. Aos 50’, Rodrigo Posser Borges apitou pela última vez no Estádio Joaquim de Paula Xavier: Operário 0x1 Paraná Clube.

PRÓXIMA PARTIDA: Na última rodada da segunda fase do Paranaense Sub-19, o Operário enfrenta o Coritiba sábado (17), às 15h, no Centro de Treinamento Bayard Pena, em Colombo (PR). Já o Paraná Clube vai a Cascavel (PR) para enfrentar o FC Cascavel, no mesmo dia e horário, no Estádio Regional Arnaldo Busatto.

OPERÁRIO: A equipe do Operário Ferroviário começou o jogo mais recuada, mostrando segurança defensiva e contando também com a imprecisão nas conclusões adversárias. O ritmo pegado das marcações pesou logo no início, com a saída de TH, machucado. Robinho entrou em seu lugar e mostrou muita entrega, ofensiva e defensivamente. Com o passar dos minutos, o time passou a explorar mais jogadas de ataque, sempre valorizando as chances em bolas paradas e jogadas aéreas.


No segundo tempo, o time voltou mais ofensivo, mas sem conseguir encaixar as finalizações. Com o gol sofrido aos 25’, a pressão tomou conta e o time foi com tudo na reta final em busca do empate, mas sem sucesso.

FIQUE DE OLHO (OFEC): Matheus Castanha – Atacante. Matheus Castanha se destacou pelas participações ofensivas, se movimentando bem para encontrar espaços na marcação e criando as melhores chances.


PARANÁ CLUBE: Pressionado pela necessidade do resultado, o Paraná Clube forçou mais jogadas de ataque no início de jogo, criando as primeiras chances. Os nervos à flor da pele pesou nas finalizações, mas defensivamente o time apresentou segurança. 


Na segunda etapa, o time recuou pela pressão adversária e jogou em busca de uma bola decisiva e conseguiu marcar o gol com Warley, convertendo pênalti. Com o objetivo concluído e com a segurança defensiva da zaga, o time triunfou fora de casa e volta pra Curitiba com esperanças renovadas para classificar na última rodada.

FIQUE DE OLHO (PRC): Warley – atacante. O camisa 10 tricolor teve um ótimo desempenho nas jogadas ofensivas do Paraná, distribuindo passes e buscando as conclusões. Foi de sua responsabilidade converter o pênalti que deu a vitória para a equipe da capital. Foi substituído ao final do jogo e saiu de campo com o dever cumprido.


OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1-Fabricio, 2-TH (15-Robinho), 3-Zemarcio, 4-Fernando Dias, 5-Douglas, 6-Tibagi, 7-Giovanni (18-João Victor), 8-Chapecó, 9-Matheus Castanha, 10-Alysson, 11-Gabriel. Téc.: Joel Preisner.

PARANÁ CLUBE: 1-Gabriel, 2-Gustavo, 3-Willian, 4-Vitão (17-Sene), 5-Carlos, 6-Paulo Fales (15-Ryan), 7-Kennidy, 8-Kriguer, 9-Léo (14-João) 10-Warley, 11-Pires. Téc.: Jorge Ferreira.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 0 X 1 PARANÁ CLUBE XXXXXXXX

GOLS: Warley (PRC).
CA: Warley, Vitão, Jorge Ferreira (técnico), Paulo Fales (PRC)
ÁRBITRO: Rodrigo Posser Borges.
ASSISTENTES: Leandro Polli Glugoski (1); Daniel Cotrim de Carvalho (2).
LOCAL: Estádio Doutor Joaquim de Paula Xavier, Ponta Grossa (PR).

ENTREVISTAS DRAP XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extra e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.