PROPAGANDA

[SÉRIE B] Operário reage no segundo tempo e vence o CRB de virada por 2 a 1


Operário Ferroviário e CRB se enfrentaram nesse sábado (20), pela 10ª. rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2019, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa. O resultado foi de 2 a 1, de virada, para o Fantasma de Vila Oficinas. O resultado garante mais três pontos para equipe alvinegra, que chega à segunda vitória consecutiva diante de sua torcida.


#SERIE B
Por Cícero Goytacaz

PRÉ-JOGO: Após a vitória maiúscula contra o Londrina por 2 a 0 na rodada passada, o Operário veio ao jogo contra o CRB visando mais um triunfo, que garantira à equipe da casa três importantes pontos na tabela de classificação, além de uma forte dose de confiança para a recuperação do time. Do outro lado, o CRB veio também embalado pela vitória em cima do Guarani por 2 a 1 em casa, na rodada passada. O time alagoano busca somar os três pontos para subir de posição na parte de cima da tabela.

O Operário veio desfalcado de o atacante Uilliam, que sofreu um estiramento muscular na coxa direita, além dos desfalques de Sosa, por conta do tratamento de uma embolia pulmonar, Chicão, que se recupera de lesão na panturrilha, e Eduardo, por conta de problemas no púbis. Já o CRB não contou com o zagueiro Victor Ramos, suspenso por conta do terceiro cartão amarelo, mas pode contar com a atuação de Léo Ceará, recuperado de uma virose que o desfalcou na rodada passada. Com 10 pontos somados em nove jogos até então, o Fantasma veio ao jogo ocupando a 15ª. colocação da tabela. O CRB, nós mesmos nove jogos anteriores, somou 13 pontos e veio na 10ª. colocação.


O EMBATE: A bola rolou no Estádio Germano Krüger e o Fantasma se apresentou da mesma forma que iniciou o jogo passado: levando o jogo para o ataque e forçando as jogadas para cima da equipe alagoana. Logo aos 4’, em cobrança de escanteio, Cleyton lançou na medida para Índio cabecear na trave, na primeira boa chance do jogo. Na sequência, o CRB tentou ligar um contra-ataque, mas a defesa alvinegra recompôs bem e desarmou com Jardel. Aos 6’, o Operário conseguiu mais uma grande chance, agora com Mailton, que chutou forte e rasteiro, mas a bola passou raspando pela meta do goleiro Edson Mardden. Ao longo dos primeiros dez minutos de jogo, o Fantasma manteve-se superior, mantendo as investidas ofensivas, com o Galo de Alagoas segurando a pressão na defesa.

A marcação pesada dos dois lados elevou a intensidade das equipes, que começaram a cometer seguidas faltas nas intermediárias do campo. Aos 20’, Alisson Farias derrubou Mailton, que avançava com perigo no campo de ataque, mas o árbitro mandou seguir, originando uma chance no contragolpe para o CRB, mas sem conclusão precisa. A falta não marcado gerou muita reclamação da torcida nas arquibancadas. Aos 21’, Felipe Augusto subiu em velocidade e recebeu um belo cruzamento rasteiro na pequena área, mas dividiu com o goleiro Edson Mardden e botou a bola para fora.

Apesar da pressão do time da casa, foi o CRB quem tirou o primeiro zero do placar: aos 28’, em jogada iniciada pelo meio de campo, Alisson Farias e Willians Santana trabalharam até a grande área, quando o camisa 7 do Galo limpou a marcação e bateu no contrapé do goleiro Simão, balançando as redes: Operário 0x1 CRB. Após o gol, o Operário voltou a pressionar em busca do empate e respondeu com Mailton, novamente, aos 30’, que chutou de pé esquerdo, fazendo Edson Mardden espalmar para escanteio. Na cobrança, Lázaro subiu no meio da área e cabeceou forte, mas a bola saiu por cima da meta.

Aos 37’, Mailton foi derrubado mais uma vez na entrada da grande área e dessa vez, o árbitro apitou a falta. Na cobrança, Mailton, Cleyton e Marcelo realizaram uma cobrança ensaiada, mas o camisa 10 alvinegro não finalizou com precisão. Nos minutos finais da primeira etapa, o Operário chegou com perigo em duas oportunidades com Lucas Gaúcho, que mandou a bola com perigo à meta adversária: aos 44’, o camisa 9 apareceu livre na pequena área, mas cabeceou para fora, e no minuto seguinte arriscou um chute de fora da área, que tirou tinta do travessão e saiu pela linha de fundo. Aos 48’, Jonathan Antero Silva decretou o fim do primeiro tempo em Ponta Grossa: Operário Ferroviário 0 a 1 CRB.


Logo no primeiro minuto do segundo tempo no Estádio Germano Krüger, em momento de total desatenção da zaga operariana, Willie avançou livre e bateu na saída do goleiro, com muito perigo, chutando na trave e para fora. Por pouco o CRB não aumentou a vantagem no placar. No minuto seguinte, o Operário tentou a resposta, mas seguiu sem precisão e não levou perigo ao goleiro adversário. A situação nos dez primeiros minutos se manteve com o time da casa em postura nervosa, realizando jogadas afinadas e imprecisas. Já o CRB, emocionalmente mais controlado, explorou os espaços na defesa em jogadas de contra-ataque.

Foi a partir dos 15’ que o cenário virou em Ponta Grossa. Após inúmeras chances frustradas, Mailton avançou pelo lado direito, cruzou na área, o goleiro Edson Mardden fechou em Lucas Gaúcho e a bola encontrou Felipe Augusto, que tocou no gol vazio para empatar a partida: Operário 1 a 1 CRB. A euforia aumentou aos 21’, após jogada pelo lado esquerdo, Felipe Augusto chutou firme e a bola bateu na trave, encontrando Lucas Batatinha, que acabara de entrar, que guardou a bola no fundo das redes, virando o placar em Vila Oficinas: Operário 2 a 1 CRB.

Após o gol da virada, o Operário confirmou o domínio acima do adversário no segundo tempo. O CRB tentou responder com Daniel Borges, aos 30’, pelo lado direito do ataque, chutou uma bola endereçada, fazendo Simão trabalhar e espalmar para fora. O Fantasma chegou novamente com Lucas Batatinha, que trabalhou bem a bola com Jean Carlo e, aos 37’, quase aumentou a vantagem para o alvinegro, mas chutou por cima da meta.


Já nos acréscimos, aos 45’, Cleyton tocou para Revson, que arriscou chutar de fora da área, com efeito na bola, mas ela sai raspando pela meta. O CRB ainda se esforçou para reagir, mas sem êxito. Aos 50’, Jonathan Antero Silva apitou pela última vez no Estadio Germano Kruger: Operário 2 a 1 CRB.

PRÓXIMO JOGO: Na 11ª. rodada da Série B, o Operário vai à Sorocaba (SP) encarar o São Bento. Já o CRB volta a jogar em seus domínios, recebendo o Criciúma, em Maceió (AL). Ambos os embates acontecerão na próxima terça-feira (23).

OS ESCRETES XXXXXXXXXXXXXXXXXXX

OPERÁRIO: 1-Simão, 2-Maílton, 3-Lázaro, 4-Rodrigo, 5-Jardel, 6-Allan Vieira, 7-Felipe Augusto (17-Revson), 8-Índio, 9-Lucas Gaúcho (21-Jean Carlo), 10-Marcelo (19-Lucas Batatinha), 11-Cleyton. Téc.: Gérson Gusmão.

CRB: 1-Edson Mardden, 2-Daniel Borges, 3-Wellington Carvalho, 4-Edson Henrique, 5-Claudinei, 6-Igor Cariús (15-Bryan), 7-Willians Santana (18-Hugo Sanches), 8-Ferrugem, 19-Willie (9-Leo Ceará), 10-Felipe Ferreira, 11-Alisson Farias. Téc.: Marcelo Chamusca.

FICHA TÉCNICA – OPERÁRIO 2 X 1 CRB XXXXXXXXXXX

GOLS: Felipe Augusto, Lucas Batatinha (OFEC); Felipe Santana (CRB).
CA: Chicão (OFEC) | Ferrugem (CRB).
ÁRBITRO: Jonathan Antero Silva.
ASSISTENTES: Márcia Bezerra Lopes Caetano (1); Adenilson de Souza e Barros (2).
QUARTO ÁRBITRO: Luiz Alexandre Fernandes.
LOCAL: Estádio Germano Krüger, Ponta Grossa (PR).
PÚBLICO:  4.332 pagantes | 4.632 total
RENDA: R$ 49.310,00


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.