PROPAGANDA

Seleção "Do Rico Ao Pobre" da Taça Paraná de 2019


No início do mês de julho a 56ª edição da Taça Paraná teve o seu fim, com o duelo entre Iguaçu e Trieste. O clássico da colônia italiana foi o desfecho da competição, que é considerada a mais importante do cenário do futebol amador do Paraná. O certame teve a duração de 13 semanas e envolveu oito escretes de cinco cidades do Paraná, com 28 partidas em três fases disputadas e diversos jogadores. Dentre eles, os integrantes do site Do Rico ao Pobre montaram o escrete com os principais jogadores da competição.


#SELEÇÃO DRAP
Por @DoRicoaoPobre

A 56ª edição do certame iniciou mais tarde em relação a do ano passado, mas o desfechou foi na mesma data. Portanto, quase que três de competição. Não muito diferente das ultimas edições, o sistema se repetiu, mas com oito escretes na disputa. Os clubes se enfrentaram em turno/returno para classificar os dois primeiros de cada grupo e garantir a fase semifinal. Iguaçu e Trieste seguiram até a última fase. Mas, como no ano passado, o alvinegro levou a melhor e garantiu o título, ao vencer o primeiro duelo da final na casa do adversário e um empate em casa.

Devido a isso, a equipe do Iguaçu foi quem teve o maior número de jogadores na seleção DRAP, seguida de Trieste, XV de Novembro e Palmeiras. Confiram a seleção dos melhores jogadores da Taça Paraná de 2019 criada pelo site Do Rico ao Pobre, com a formação de 4-3-3.


O time do Iguaçu foi representando com o goleiro Rodrigo; o lateral esquerdo Victor Tilly, o zagueiro Emerson, que novamente marcou presença na seleção, e os meias Nilvano e Baroni. Depois do alvinegro, com três representantes, o Trieste, que teve o meia Hideo e os atacantes Wiliam Koslowski e Thiaguinho. Representando o escrete da cidade de Colombo, XV de Novembro, o zagueiro Du e o lateral direito William. Fechando a seleção, o atacante Pablo, do escrete alviverde de Ponta Grossa, o Palmeiras.

A equipe DRAP também escolheu o atacante Farinha, como revelação do campeonato. Já o craque do campeonato, o meia campista Nilvano do Iguaçu, que teve destaque nas duas partidas da final. O treinador da seleção foi Luisinho Neto. Ao todo, a equipe DRAP realizou cobertura de 20 das 28 partidas.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap

Um comentário:

  1. Melhor goleiro foi Samuka do Araguari F.c esse Rodrigo e um mao de Alface

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.