PROPAGANDA

Japa, o destaque do confronto entre São Braz e Grêmio Ipiranga


Na tarde do último sábado (13) foi realizada a primeira partida da final da Copa de Futebol Amador da Capital de 2019 entre as equipes de São Braz e Grêmio Ipiranga, no Estádio Monte Bérico, em Curitiba. Como de se esperar de uma decisão, o duelo entre ambas as equipes foi disputado e equilibrado, mas em tempos distintos. Na primeira etapa, o escrete do São Braz saiu vencendo para o intervalo. Porém, o segundo tempo foi outro e o Grêmio Ipiranga empatou. O resultado disso foi algumas alterações que o treinador da equipe visitante realizou durante o intervalo, que mudou a estrutura do jogo. Confira a sexagésima primeira figurinha do álbum DRAP de 2019.

#FIGURINHA DRAP
Por @rafaelbuiar

O primeiro tempo da final entre as equipes de São Braz e Grêmio Ipiranga foi digno de uma decisão de campeonato. Casa cheia, expulsão dos dois lados, alguns empurras/empurras, lesões e gols, um para cada lado. Sendo assim, a segunda partida será a derradeira, já que o jogo de ida terminou com o placar empatado  em 1 a .

Em um contexto geral, ambas as equipes entraram em campo com cautela e, por isso, o primeiro arremate à meta demorou para acontecer. Com o passar do tempo, a tônica do time da casa passou a ser mais ofensiva pelos flancos e com ligações diretas para seus atacantes. Depois de ciscar no gol de Rubinho, o gol da equipe da casa aconteceu aos 40’, depois do arqueiro da equipe do Grêmio Ipiranga não conseguir segurar o arremate de Luizinho. No rebote, Davi colocou para dentro.

Antes do 1 a 0 no placar, o time visitante conseguiu chegar e quase marcar. Juliano, que não estava em uma tarde inspirada, diferente da semana anterior, perdeu algumas oportunidades na primeira etapa. Mas não se abateu, pois, o treinador Japa acreditou no atacante, que já está sendo cobiçado por algumas equipes para a disputa da Suburbana que terá início no mês de agosto. Mesmo assim, o placar do primeiro tempo no Monte Bérico foi justo.

No retorno à etapa complementar, o treinador da equipe visitante mudou o estilo de jogo. Sacou Mineiro, que estava bem na partida, para colocar Peter e dar mais mobilidade no sistema ofensivo. Não deu outra, os primeiros minutos já mostraram outro espírito na equipe do Grêmio Ipiranga e o gol não demorou para acontecer. Antes disso, o zagueiro Iago quase complicou a vida do time do Grêmio Ipiranga, colocando a mão na bola. Recebeu o segundo amarelo e na sequência o vermelho. Mas o futebol apresenta momentos e situações que só acontece nesta modalidade, pois no lance seguinte ao cobrar a falta proporcionada por Iago, Matheusinho roubou a bola do zagueiro e foi parado com falta dentro da área. Pronto, o camisa 10 cobrou e converteu, deixando tudo igual no bairro do São Braz. A, a falta cometida por Felipinho proporcionou um amarelo também, mas como o zagueiro já tinha um, levou o vermelho depois. Ou seja, tudo igual em relação a quantidade de jogadores dentro de campo.

A partir disso, outras oportunidades aconteceram. Dessa vez, mais para a equipe visitante. Mesmo assim, nenhuma delas foram aproveitadas, talvez pelo físico e a intensidade que ocorreu na primeira etapa e também no primeiro terço da segunda etapa. No entanto, a ousadia do treinador Japa, em colocar o time mais para frente e não deixar o São Braz em vantagem foi um dos pilares para anular a equipe e levar o placar de igualdade para o jogo de volta. Ou seja, o treinador da equipe do Grêmio Ipiranga foi o destaque da partida de IDA da final da Copinha, no Estádio Monte Bérico, em Curitiba. Sendo assim, a sexagésima primeira figurinha do álbum DRAP de 2019.


APOIE O PROJETO DRAP - Com o seu apoio, a equipe DRAP terá chancela de produzir conteúdo extras e de exclusividade, além de ajudar nos custos os integrantes da equipe, com transporte e entre outros. Conheça a nossa campanha de apoio colaborativo na @catarse - http://catarse.me/drap


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.